Mês de abril celebra o Corpo no Teatro Gamboa Nova com uma série de eventos


Exposição Meu corpo minhas cores com Nayara Homem e foto de Paulo Guedes

O mês de abril celebra o corpo no Teatro Gamboa Nova. Cênico, musical, imagético, seja qual for sua manifestação, o público poderá acompanhá-lo através de diversas linguagens artísticas. A exposição Meu Corpo, Minhas Cores, da maquiadora e atriz Nayara Homem e do fotógrafo Paulo Guedes, continua no foyer do Teatro, Galeria Jayme Fygura.

O clipe Um Corpo no Mundo, da cantora baiana radicada em São Paulo, Luedji Luna, também segue em cartaz. De quarta a domingo, antes das apresentações, gratuitos.

ABRIL O CORPO 2017 – R$20,00 e R$10,00 (meia)

Cri – O Homem e o Tempo
dias 01, 08, 15, 22 e 29 (sábados)
17h e às 20h
O espetáculo faz parte do repertório do Grupo Estado Dramático. Direção de Maurício Assunção, com Ricardo Fagundes e Benin Ortiz. Entre seres reais e fantásticos questiona os conceitos de paixão, liberdade, beleza, morte e tempo.
CLASSIFICAÇÃO LIVRE

MÚSICA – R$20,00 e R$10,00 (meia)

Ronei Jorge
dias 09,16,23 e 30 (domingos)
17h
Em seu novo projeto solo, as canções vêm emolduradas de frevos, sambas, xotes, rocks, mas não se parecem de cara com nenhum desses gêneros.Canções para cantar junto, assoviar, se emocionar e causar estranhamento.
CLASSIFICAÇÃO LIVRE

Giro MPB
dias 05,12 e 19 (quartas)
20h
O duo Tons de Primavera -Julie Caroll e SusiKoncei – apresenta um show acústico,mesclado por intervenções poéticas e um repertório composto por músicas de grandes artistas da MPB, além de canções autorais.
CLASSIFICAÇÃO LIVRE

PRÊMIO CAYMMI – R$20,00 e R$10,00 (meia)
Samba da Silva Brasileiro
06 e 07 (quinta e sexta)
20h
Miguel Maya empresta sua voz marcante, interpretando canções que delineiam a trajetória do Samba. Com direção musical de Mauricio Lourenço, traz clássicos e contemporâneos, lágrimas e alegrias.
CLASSIFICAÇÃO LIVRE

Mano
dia 13 e 14 (quinta e sexta)
20h
A Banda Tabuleiro Musiquim apresenta seu novo trabalho com duas edições do show Mano.

B.A.V.I
dias 20 e 21 (quinta e sexta)
20h
Anderson Petti e João Almy são formados em música pela Universidade Federal da Bahia e se encontram para formar o duo, onde o berimbau e o violão se unem na construção de texturas, ambiências e melodias.
CLASSIFICAÇÃO LIVRE

Lançamento Virtual do CD Doçura
dias 02 (domingo) 26 (quarta)
17h (dom    )20h (qua) 
Compositora, bandolinista e cantora, Ana Luisa Barral lança seu primeiro CD no show que mescla canções e poemas, o amor romântico e os impulsos de paixões arrebatadoras.
CLASSIFICAÇÃO LIVRE
Igor Gnomo Group
dia 27 e 28 (quinta e sexta)
20h
O instrumentista Igor Gnomo, natural da cidade de Paulo Afonso, apresenta uma sonoridade instrumental com base no jazz/rock e fortes influências dos elementos típicos da música nordestina.
CLASSIFICAÇÃO LIVRECINE GAMBOA (gratuito):
Um corpo no Mundo
A exibição de filmes curtas deste mês vem com o clipe da cantora Luedji Luna, no início dos outros espetáculos.EXPOSIÇÃO (gratuito):
Meu Corpo, minhas cores
Nayara Homem e Paulo Guedes assinam a exposição interativa que brinca com os limites de um corpo expandido entre a matéria e o vazio, ao fazer intervenções como recortes e colagens, experimentando cores e impressões sobre variados suportes de fotografia.


Espetáculo Superamigos da Leitura estreia em abril no Espaço Xisto, nos Barris


A Avatar Cia de Teatro Infantil e a Musical Produções apresentam em abril – mês do Livro Infantil – o espetáculo “Superamigos da Leitura”, no teatro do Espaço Xisto, nos Barris, todas as terças-feiras às 15h e, nos dias 8, 22 e 29 (sábados) às 16h.
Nesta incrível aventura, o Super-Super e a Princesa Alfa-Beta tentam descobrir qual o motivo da saída repentina do Príncipe Avatar da Liga da Leitura e descobrem que o Terrível Destrói Letras e a Super Destrambelhada estão arquitetando mais um plano para acabar com todos os livros do planeta. Entremeado por músicas originais, referências literárias, poéticas e das histórias em quadrinhos, a história utiliza o embate entre o bem e o mal para fortalecer valores como lealdade, amizade, generosidade, companheirismo e, ressaltando sempre, a importância da leitura e dos livros para o desenvolvimento das crianças. Venha participar desta celebração ao mundo da leitura!

Onde: Espaço Xisto

Quando: 4, 11, 18 e 25 de abril (terças) às 15h

8, 22 e 29 de abril (sábados) às 16h

Quanto: R$30,00 (inteira) e R$15,00 (meia)

Ficha técnica:

Texto: Criação coletiva

Direção: Sérgio Mício

Produção: Ive Farias – Musical Produções

Elenco: Aíla Nascimento, Marco Ariel Lopo, Matheus Cruz, Natália Góis, Viviane Carvalho e Wadson Lones.

Músicos: Djavan Santos (violão) e Gabriel Garcia Lorenzo (teclado)

Duração: 40 minutos

Classificação indicativa: livre

 


Teatro Jorge Amado em abril tem stand up musical, peça da blogueira Bianca Andrade e oficina de teatro


“As Mulheres da Minha Vida – Um Stand Up Musical”

Espetáculo conta a história de mulheres através de seus signos

Nos dias 1º  e 2 de abril o espetáculo “As Mulheres da Minha Vida – Um Stand Up Musical” se apresenta no Teatro Jorge Amado. Os ingressos custam R$ 60 (inteira) e R$ 30 (meia entrada).

A peça conta a história de mulheres através de seus signos, que passam por nossas vidas deixando lembranças através da música. O romantismo é o ponto principal dessa comédia, que traz à tona por meio de stand up o dia a dia dos relacionamentos.

 

AUTOR: Carlos Simões

ELENCO: Carlos Simões e Drika Mattos

DIRETOR: José Santa Cruz

OPERADOR DE ÁUDIO E SOM: Jefferson Mota

DIRETORA DE PRODUÇÃO: Isabelle Graniso

As Mulheres da Minha Vida – Um Stand Up Musical

Local: Teatro Jorge Amado, Pituba

Data: 1º e 2 de abril – sábado às 20h e domingo às 19h

Duração: 80 min

Classificação: 16 anos

 

Boca Rosa a peça

 

A blogueira Bianca Andrade leva mais uma temporada do seu espetáculo Boca Rosa, desta vez, para a capital baiana, Salvador, no dia 8 e 9 de Abril, às 19h, no Teatro Jorge Amado.

Com sucesso de público e recorde de vendas, o espetáculo que já passou por várias cidades brasileiras com sessões esgotadas e edições extras, conta a história motivadora e emocionante de BOCA ROSA (Bianca Andrade), uma das maiores influenciadoras digitais da atualidade.

Ultrapassando 6 milhões de seguidores nas redes sociais (Facebook, Instagram, Youtube e SnapChat), o seu blog foi eleito o maior de beleza do Brasil. Além disso, Bia, como é carinhosamente chamada pelos seus fãs, possui mais de 300 fã- clubes no país, sendo eles os  responsáveis por replicar e compartilhar as informações e dicas da blogger.

O espetáculo ‘BOCA ROSA A PEÇA’  compartilha com o público os relatos desuperação, amizade, otimismo, alegria e perseverança da blogueira que transformou à sua trajetória de origem humilde para o boom midiático que é hoje, mostrando que nunca é tarde para sonhar.

Local : Teatro Jorge Amado

Data : 8 e 9 de abril

Horário: 19h

Vendas bilheteria do teatro e site compreingressos.com

Produção Limoeiro ideias

 

Teatro Jorge Amado lança projeto ‘Teatro Escola’

Iniciativa visa formação sociocultural de jovens

Em comemoração aos 20 anos do Teatro Jorge Amado, o Núcleo de Produção do espaço amplia o conceito do Circuito de Arte transformando-o em um novo projeto: o Teatro Escola. Através de oficinas que abrangem várias áreas da estética cultural, a iniciativa busca promover as linguagens artísticas e torná-las acessíveis aos jovens da capital baiana.

“O projeto foi criado com o propósito de fortalecer o caráter pedagógico do Circuito. Entendemos que a arte é uma importante ferramenta educacional que auxilia na formação intelectual e social do jovem. Por isso, o Teatro Jorge Amado está inovando o conceito de arte-educação dando a devida contrapartida social à população”, afirma o diretor artístico do Teatro, Nell Araújo.

Na edição deste ano, que acontece entre os dias 3 de abril e 29 de maio, serão oferecidas oficinas artísticas de teatro, maquiagem, fotografia, artes visuais, iluminação e produção cultural com ingressos a R$ 200 e R$ 250. As inscrições podem ser feitas através do endereço https://www.sympla.com.br/teatrojorgeamado até o próximo dia 31 de março. Os estudantes de escola pública terão em desconto de 50% e para ter acesso ao benefício basta enviar um e-mail para [email protected], canal onde receberão as instruções necessárias. “Todos os profissionais são voluntários e os valores cobrados são para custear as despesas. Estamos em busca de patrocinadores para que, em um futuro breve, os cursos possam ser oferecidos gratuitamente”, explica Nell.

Além das aulas, o Teatro Escola contará com visitas técnicas nos espaços culturais da cidade, acesso a diversos espetáculos e o principal: palestras ministradas por artistas da cena baiana e com profissionais atuantes nos bastidores culturais, que abordarão os impactos socioculturais da arte e suas subjetividades. A cantora e atriz Larissa Luz, assim como os atores Luís Miranda e Daniel Rocha estão entre as personalidades já confirmadas. “Acho muito importante que tenhamos um projeto como este desenvolvido na cidade. Mas, principalmente, por contemplar jovens de escolas públicas”, comenta a jornalista Maíra Azevedo (conhecida pela personagem Tia Má), madrinha do projeto.


“Bate-papo do Walter”, na TV Dimas, comenta o filme Tristana de Luis Buñuel


 

Catherine Deneuve em cena no filme Tristana dirigido por Luis Buñuel

O amadurecimento das conversas após as sessões do Cineclube Walter da Silveira, que teve início em fevereiro de 2015, fizeram com que seus organizadores principais, Bertrand Duarte e Adolfo Gomes, buscassem alternativas para gerar um programa audiovisual que registrasse as conversas em torno das obras e que pudessem, para além de ser um registro, servir também de objeto de estudo e contemplação dos filmes abordados pelo Cineclube Walter da Silveira.

“O formato das conversas nos animou muito. Sempre dois convidados por bate-papo, de áreas diversas – não somente de cinema ou audiovisual – ampliou bastante a qualidade de abordagem das obras. Percebemos que o interesse do público pelas conversas era equivalente ao interesse pelos filmes. Em algumas edições chegamos a quase duas horas de ótima e fluída conversa,” ressalta Bertrand Duarte, diretor da DIMAS.

A solução foi buscar um parceiro que pudesse trazer o mínimo de estrutura para se juntar à da DIMAS e transformar o foyer da Sala Walter da Silveira num estúdio de gravação do programa, com a participação do público. Este apoio foi conquistado a partir do interesse de Wiltonauar Moura (Tanau), da Larty Mark, e Anderson Caldas, um dos diretores da TV Kirimurê.

A empreitada já conta com quatro programas gravados, em fase de finalização; a equipe da TV Dimas voltou-se para editar e finalizar o programa como um produto para TV ou para plataformas de Internet, que é o caso da TV Dimas. Nomeado como “BATE-PAPO DO WALTER” em alusão ao próprio Cineclube e Sala Walter da Silveira, o primeiro programa, abordando o clássico “TRISTANA”, de Luis Buñuel, estreia na TV Dimas no dia 30 de março, nas suas respectivas páginas do Facebook e YouTube. Nesta primeira edição, os convidados foram Celso Junior, ator, diretor teatral e professor; e Raimundo Chagas, mestre em Arquitetura e Cinema e Curador do Cinema do Museu Rodin, e ainda a participação de Adolfo Gomes, crítico de cinema e curador da Sala Walter da Silveira, com apresentação e mediação de Bertrand Duarte, ator e diretor da DIMAS/FUNCEB.


Mostra Prêmio Braskem de Teatro ocupa teatros e espaços culturais de Salvador


Espetáculo Laudamuco – Senhor de Nenhures. Em foto divulgação de Edinah Mary

Já pensou assistir a oito espetáculos concorrentes em 2016 da mais tradicional premiação das artes cênicas baianas? Estarão disponíveis, a preços camaradas, de 16 de março a 2 de abril, em sete teatros e espaços culturais de Salvador que serão ocupados pela programação da terceira edição da Mostra Prêmio Braskem de Teatro.

Fazem parte da Mostra Prêmio Braskem de Teatro as peças: Laudamuco – Senhor de Nenhures, Mágico Mar, Malva-rosa e Rebola, além dos espetáculos infantojuvenis Avesso, O Cordel de Maria Cin-drag-rela, Inventa Desinventa e Pindorama antes de chamar Brasil.

Os ingressos custam R$ 20 (inteira) a R$ 10 (meia entrada) e podem ser adquiridos pelo Compre Ingresso (www.compreingressos.com) ou nas bilheterias dos teatros e espaços culturais. Cada espetáculo será encenado quatro vezes cada.

“A realização da Mostra Prêmio Braskem de Teatro oportuniza que milhares de pessoas possam assistir aos espetáculos concorrentes a preços populares, além de valorizar o trabalho de atores e técnicos da cena teatral baiana”, ressalta Helio Tourinho, gerente de Relações Institucionais da Braskem na Bahia.

Os vencedores do Prêmio Braskem de Teatro serão conhecidos durante cerimônia, que será realizada no mês de abril, no palco principal do Teatro Castro Alves, em Salvador. A mostra é organizada pela Caderno 2 Produções e patrocinada pela Braskem e Governo do Estado, através do FazCultura.
Espetáculo: Pindorama antes de chamar Brasil
Local: Espaço Casa Preta (Rua Areal de Cima, 40, Dois de Julho)
Data: 16 a 19/03 (De quinta a domingo)
Horários: 18h
Classificação: livre
Concorre ao Prêmio Braskem de Teatro na categoria: Espetáculo Infantojuvenil
Sinopse: Uma reflexão acerca da construção de uma relação harmoniosa entre o ser humano e a natureza. O espetáculo discute a formação da identidade do povo brasileiro com base na matriz cultural dos povos indígenas, utilizando lendas e contos que compõem o imaginário mítico dos povos desta terra. Através das ferramentas de teatro de bonecos e formas animadas, o Aldeia Coletivo Cênico reconta as lendas das Cataratas do Iguaçu, da Mandioca, do Curupira, do Cacau, da Pipoca e o Mito do Vazio no Homem.

Espetáculo: Laudamuco – Senhor de Nenhures
Local: Teatro Martim Gonçalves (Escola de Teatro da UFBA – Rua Araújo Pinho, 292, Canela)
Datas: 16 a 19/03 (De quinta a domingo)
Horário: 20h
Classificação: 14 anos
Concorre ao Prêmio Braskem de Teatro nas categorias: Espetáculo Adulto, Ator e Revelação
Sinopse: O último dia de vida de um rei prestes a ser assassinado pelo próprio povo é narrado na peça “Laudamuco – Senhor de Nenhures”, escrita em 1976 por Roberto Vidal Bolaño, um dos mais reconhecidos dramaturgos contemporâneos da Galícia. Na obra, o rei tem ao seu lado o último e fiel servo, que tenta a todo custo dissimular a decadência do reinado e entretê-lo com a ilusão de que ainda é poderoso. A esposa do servidor, terceira personagem da trama, faz um contraponto ao tentar chamá-lo à lucidez, e por vezes representa o povo, trazendo notícias da revolução popular que se aproxima. Em cena, relações de poder e submissão, autoritarismo, passividade e revolta evidenciam a atualidade da obra, dando ao público a tarefa de fazer as associações possíveis com a experiência vivida.

Espetáculo: Inventa Desinventa
Local: Teatro Jorge Amado (Av. Manoel Dias da Silva, 2177, Pituba)
Data: 18 e 19, 25 e 26/03 (Sábados e domingos)
Horário: 16h
Classificação: livre
Concorre ao Prêmio Braskem de Teatro na categoria: Espetáculo Infantojuvenil
Sinopse: O texto conta a história de um menino, Teodoro, que acorda com muito medo no meio da noite. O receio do desconhecido o impede de levantar da cama para beber água, então seu melhor amigo lhe apresenta uma fórmula mágica: Inventa Desinventa. O que o amigo lhe revelou, foi que tudo o que a imaginação de Teodoro criava sobre o desconhecido (medo de monstros, mula sem cabeça, lobisomem, saci e outros medos) era próprio de sua cabeça. Logo, por ser obra de suas invenções e imaginação, ele teria agora o poder de desinventar. Munido desta fórmula, a autora propõe ao protagonista um mergulho nos medos comuns do universo infanto-juvenil (de bicho papão a ladrões atrapalhados de uma roça) e desconstrói ludicamente esses temores.

Espetáculo: O Cordel de Maria Cin-drag-rela
Local: Teatro Moliére (Aliança Francesa – Av. Sete de Setembro, 401, Barra)
Data: 18, 19, 25 e 26/03 (Sábados e domingos)
Horário: 16h (sábados) e 11h (domingos)
Classificação: livre
Concorre ao Prêmio Braskem de Teatro na categoria: Espetáculo Infantojuvenil
Sinopse: Levado pelo Grupo Teca Teatro, O Cordel de Maria Cin-drag-rela é uma versão ‘cordelizada’ para o clássico infantil Cinderela, popularizado por Charles Perrault, no século XVII e depois pelos Irmão Grimm, no século XIX. Neste espetáculo, o grupo Teca Teatro e o Haus of Gloom (coletivo de drag queens formado há quase dois anos) se propõem discutir questões de gênero, sob o aspecto da misoginia latente nas sociedades heteronormativas. O resultado é um espetáculo leve, divertido e musical que faz pensar por meio de críticas agridoces.

Espetáculo: Mágico Mar
Local: Teatro Gamboa Nova (Rua Gamboa de Cima, 3, Aflitos)
Datas: 22 a 25/03 (De quarta a sábado)
Horário: 20h
Classificação: livre
Concorre ao Prêmio Braskem de Teatro nas categorias: Espetáculo Adulto, Direção, Atriz, Texto e Categoria Especial
Sinopse: “Mágico Mar” é um poema sobre a solidão, nesse caso, uma solidão causada pelo consumismo da humanidade que encharca o mundo de lixo e ilha as pessoas. Uma angústia pela imobilidade e pela sensação de impotência que o lixo a nossa volta nos causa – quando os problemas tomam uma dimensão tão grande que as ações já são “quase” inúteis. Já que é quase impossível mudar. Esta é a história de Açolina, uma mulher ilhada no meio de um mar de lixo de um futuro qualquer que vive pedindo ajuda jogando garrafas de S.O.S. Um dia aparece Espiga, um catador de garrafas, um atrapalhado mágico que revela para Açolina um possível mar limpo e azul.

Espetáculo: Malva-Rosa
Local: Galpão Wilson Mello (Forte do Barbalho – Rua Marechal Gabriel Botafogo, s/n, Barbalho)
Datas: 23 a 26/03 (De quinta a domingo)
Horário: 20h
Classificação: 14 anos
Concorre ao Prêmio Braskem de Teatro nas categorias: Espetáculo Adulto e Revelação
Sinopse: Malva-Rosa conta a história de amor de um casal de lavradores do nordeste do país que foge em direção contraria ao mar, perfurando o sertão para viverem o seu amor em segurança. Após a morte do marido uma descoberta causa uma reviravolta na vida da viúva, que passa a sofrer a mais dura opressão, preconceito e sentimento de repulsa. Machucada pela perda, sem entender a dimensão de seus atos, ela acaba sendo vítima do horror e da intolerância do povo.

Espetáculo: Avesso
Local: Teatro Vila Velha (Av. Sete de Setembro, s/n, Passeio Público)
Datas: 25 e 26/03 e 01 e 02/04 (Sábados e domingos)
Horário: 16h
Classificação: livre
Concorre ao Prêmio Braskem de Teatro nas categorias: Espetáculo Infantojuvenil, Texto e Categoria Especial
Sinopse: Livremente inspirado em “Divertida Mente”, animação vencedora do Oscar em 2015, o espetáculo infantojuvenil narra a história de uma cidade que foi dominada pelo medo, e cujos moradores estão paralisados devido à tamanha força desse sentimento. No enredo, a garota Cecília – personagem que, por ter suas amígdalas calcificadas, não sofre com o impacto do medo sob a cidade – assume a difícil tarefa de derrotá-lo e salvar a todos, começando pelo seu pai e sua irmã que também foram vítimas do “vilão”. Assim, o espetáculo traz à cena reflexões acerca de temas tidos como tabus, que são apresentados ao público cercado de ludicidade.

Espetáculo: Rebola
Local: Espaço Wilson Mello (Forte do Barbalho – Rua Marechal Gabriel Botafogo, s/n, Barbalho)
Data: 30/03 a 02/04 (De quinta a domingo)
Horário: 20h
Classificação: 14 anos
Concorre ao Prêmio Braskem de Teatro nas categorias: Espetáculo Adulto, Direção e Texto
Sinopse: Lobo, dono do teatro-bar Xampoo, decide fechar seu estabelecimento diante da atual situação dos espaços gueis da cidade. Uma trupe de jovens atores transformistas decide ‘rebolar’ para salvar o espaço e constrói uma noite trash-cômica-dançante entre números, churrias, entrevistas e intrigas para provar a Lobo, cansado e desacreditado, que Xampoo não poderá ficar fechada. A peça teatral discute a necessidade de espaços onde a comunidade LGBTQI se encontre para se divertir, se articular e, principalmente, existir. Problematizando a questão da invenção do gueto, Rebola é uma homenagem à criação e resistência de espaços de articulação para a comunidade LGBTQI ganhar o mundo afora.