Parque Costa Azul tem show de Viola de Doze


Divulgação

O samba tradicional da banda Viola de Doze vai garantir muita animação aos baianos neste final de semana. O grupo, que é referência no cenário musical do samba de raiz por toda a Bahia, se apresenta neste domingo, dia 18 de dezembro, na 13ª Feira Baiana da Agricultura Familiar e Economia Solidária, que será realizada no Parque Costa Azul. A apresentação começa a partir das 18 horas. A banda promete levar muita diversão e música boa para o público e, no show, os músicos apresentam grandes sucessos desses 20 anos de carreira. Além disso, o setlist contará com músicas do novo CD, recém-lançado.


Costa do Sauipe em clima de festa na Copa do Mundo


Fotos: Raul Aragão

Até 18 de dezembro, os hóspedes de Costa do Sauipe poderão aproveitar uma programação especial em torno da Copa do Mundo de Futebol.

Um dos destaques é a parceria entre o complexo turístico e a produtora Oquei Entretenimento, que possibilitará ao hóspede acompanhar as partidas em Salvador, em um lounge exclusivo na Arena Brasil Marina, na Bahia Marina. A iniciativa visa aproximar ainda mais o destino do público baiano.

Nos 7 jogos do Brasil, entre 24 de novembro e 18 de dezembro, as transmissões serão seguidas de shows de atrações como Wesley Safadão, Thiaguinho, Rafa e Pipo Marques, Timbalada, Alexandre Peixe, Make U Sweat, Jonas Esticado e É o Tchan. O pacote especial dará acesso ao espaço e ao transfer de ida e volta do hotel.

Quem quiser acompanhar os jogos dentro das instalações do destino turístico contará também com estrutura especial de transmissão das partidas com ativação da marca Brahma e shows exclusivos, dentro da programação do “Esquenta Clima de Jogo”, como o show da banda Filhos de Jorge, no dia 14 de novembro.

A programação segue com o “Clima de Jogo Vibes”, com estrutura de som e DJs nas piscinas em todos os jogos do Brasil (20, 24, 28/11 e 2, 6, 10 e 14/12).

No período, outras atividades lúdicas e esportivas serão realizadas para toda a família, como “Futebol Gigante” (com travessões e bola de futebol gigantes no gramado), “Respira, Inspira e Alonga” (atividades de alongamento); “Game Show” (show temático no Circo da Vila); “Chute a Gol” (nas piscinas dos hotéis) e “Torneio de Vídeo Game” (em sala dedicada para games esportivos). Os pequenos hóspedes terão ainda à disposição a “Toca da Zooeira”, espaço infantil com sessão de cinema e exibição de filmes sobre futebol.


Aulas de dança movimentam visitantes da Casa do Carnaval


Fotos: Lucas Moura/Secom

Um novo projeto vem movimentando as quintas-feiras da Casa do Carnaval da Bahia, equipamento vinculado à Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secult), situada na Praça Ramos de Queirós, no Centro Histórico. É o “Mete Dança no Pôr do Sol”, realizado no terraço do espaço cultural e que tem como objetivo promover lazer e diversão através da música baiana, além de aproximar o público do museu.

A carioca Bianca Caetano da Silva, 37 anos, está em Salvador pela segunda vez e afirmou que a proposta do museu a encantou. “Eu achei ótima essa proposta da dança no terraço. Me identifiquei com as canções, porque eram músicas que eu dançava na adolescência. Vim visitar a casa e adorei. Ela tem um conteúdo enorme e eu nem consegui ver tudo que queria. Pretendo voltar”, contou.

O projeto teve início em setembro e vem garantindo um público cativo, ocorrendo todas as quintas-feiras do mês, sempre às 17h. A coreografia fica por conta da mediadora da casa, Elen Graziele. A proposta deste mês é ligada às infâncias, trazendo músicas que embalaram o público nos anos 1990 e 2000. O repertório é vasto e engloba canções com muito suingue, a exemplo dos sucessos do É O Tchan.

A administradora paulista Laís Poli não teve dúvidas em participar da atividade e parabenizou o espaço pela iniciativa. “Achei o máximo. A Bahia e Salvador são muito relacionadas com a dança. Então, ter essa dinâmica no museu é muito bom. Quando a mediadora falou que teria essa atividade, achei que seria algo relacionado a crianças, mas me surpreendi. Todo mundo se divertiu muito”, relatou.

Vista panorâmica – Além de cantar e dançar com auxílio de instrutores da Casa do Carnaval, quem participa da atividade pode apreciar ainda uma das vistas mais bonitas da Baía de Todos-os-Santos, no alto do edifício. A vista compreende boa parte da Cidade Baixa, desde o Comércio até a Ponta de Humaitá.

A atividade contempla não apenas os visitantes do museu, mas também funcionários do espaço. A servidora municipal Cristina Oliveira aproveitou a oportunidade para apreciar o pôr do sol, dançando com colegas de trabalho e com o público. “Para mim foi muito bom participar, porque foi um momento de interação com os colegas. Salvador merece dança, pôr do sol, alegria e aqui todos são muito acolhedores”, afirmou.

Experiência – Quem quiser aproveitar a visita para apreciar uma refeição depois da dança, tem ainda à disposição o café restaurante Mãe Comida Afetiva. No espaço, que fica no terraço, é possível saborear opções de doces e salgados, além de pratos especiais. O cardápio é inspirado nas receitas familiares das irmãs e sócias Elaine Hazin e Paula Hazin, assinadas pela chef Paula Bandeira.

“O projeto veio com a proposta de trazer visibilidade para a experiência corporal do Carnaval. As músicas são baseadas em um tema mensal e trazemos esse espaço de investigação para o público espontâneo que vem visitar a casa e ter uma experiência no pôr do sol. É um laboratório de dança, corpo, ritmo e musicalidade”, explicou o supervisor do espaço, Jean Carlos Barbosa.

Entrada – A Casa do Carnaval da Bahia funciona de terça-feira a domingo, das 10h às 18h. Os ingressos custam R$20 (inteira) e R$10 (meia) para idosos, estudantes e moradores de Salvador com comprovante de residência. Às quartas-feiras, a entrada é gratuita.


Outubro Rosa movimenta orla com passeio ciclístico no domingo (23)


Foto: Max Haack/Arquivo Secom

Após dois anos de pausa, devido à pandemia, centenas de ciclistas são esperados para participar do Pedal Outubro Rosa no próximo domingo (23). O evento é organizado pelo Movimento Salvador Vai de Bike (MSVB), em parceria com diversos grupos de pedal da cidade, chamando a atenção da população para a necessidade de prevenção do câncer de mama e do colo do útero.

O grupo sairá do Farol da Barra, a partir das 8h, em direção ao Jardim de Alah. Interessados devem se inscrever pelo link https:// bit.ly/ pedaloutubrorosa2022 . É necessário doar 1kg de alimento não perecível para garantir lugar no pedal. Ao chegar no ponto de concentração e partida, no domingo, cada participante receberá a sua camisa, água e kit lanche, disponibilizados pelo MSVB.

“O Pedal Outubro Rosa é uma tradição na cidade e agora temos a união de todos os grupos, que já realizavam ações e passeios em prol da campanha. Estamos todos unidos em um pedal único, que vai com certeza chamar ainda mais atenção para a prevenção do câncer de mama e atenção especial à saúde feminina”, afirma Isaac Edington, presidente da Empresa Salvador Turismo (Saltur).

Bem-estar – Além de promover a conscientização, com foco no público feminino, a organização do evento disponibilizará serviços de saúde e de promoção do bem-estar para as mulheres em geral, das 8h às 12h, no Farol da Barra. A Unirb realizará aulas de alongamento, funcional de boxe, fit boxe e zumba, além de sessões de massagem, medição de glicemia e pressão, bioimpedância, manutenção de bicicletas e distribuição de brindes.

O evento também contará com a parceria da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), para a aferição da pressão e da glicemia, orientação sobre os cuidados com a saúde da mulher, distribuição de preservativos e de outros kits de saúde. A empresa Esmaltale, parceira do evento, vai promover a esmaltaria das unhas, spa dos pés, divulgação e distribuição de voucher de aplicativo, de transporte privado de passageiros, realizado por mulheres e de outros panfletos.

A segurança e organização viária do evento será feita pela Guarda Civil Municipal (GCM) e pela Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador).

 


30ª Edição do Roda de Capoeira Feminina


Divulgação/Acervo Pessoal do Grupo

Com objetivo de valorizar cada vez mais a presença das mulheres como protagonistas da Capoeira, o evento Roda de Capoeira Feminina realiza a 30ª edição na sexta (21), a partir das 17h30 no Memorial das Baianas localizado na Praça da Cruz Caída – Centro Histórico de Salvador. O evento é aberto ao público.São 30 rodas, a celebração dos 30 anos de mandingagem feminina. Neste ano o evento traz encontros, relata desafios, a aprendizagem, superação e união das mulheres que são protagonistas da Capoeira (Patrimônio Cultural e Imaterial da Humanidade). Muitas delas passaram e deixaram suas marcas, memória, promovendo e perpetuando a capoeira, multiplicando as experiências femininas na capoeiragem.

Breve Histórico – Realizado desde 1991, pelo Mestre Cabeludo a primeira edição da Roda Feminina foi inspirada pelo pioneirismo do Mestre Romeu que à época já enaltecia a presença feminina nas rodas de capoeira, exaltando o protagonismo das mulheres nas grandes rodas. Neste mesmo ano o evento contou com a participação de grande elenco de capoeiristas, Cabeludo, recebeu sua graduação de Professor. Desde então, anualmente o Mestre Cabeludo homenageia e promove a participação das mulheres na capoeira.

A programação do evento traz exposição, roda de diálogos, roda de Capoeira, oficinas e homenagens e conta com a realização do Grupo de Capoeira Porto da Barra em parceria com Mulheres que Jogam a Arte de Educar, e apoio da Campanha Respeita As Mina na Capoeira.

Programação:

17h30 – Abertura da Exposição: “Mulheres do Porto da Barra”

18h às 19h – Roda de Diálogo: “Histórias que andei na capoeiragem”

19h às 19h50 – Oficina de Capoeira (Comando: Contramestra Princesa)

19h55 às 20h55 – Roda de Capoeira (Comando: Mestra Trança)

21h – Tributo ao Saudoso Mestre Vermelho 27 (Comando: Mestre Cabeludo)

21h50 – Encerramento

Serviço:

O que: 30ª Roda Feminina de Capoeira

Quando: 21 de outubro de 2022

Onde: Memorial das Baianas – Cruz Caída – Praça da Sé – Salvador/BA

Horário: 17h

Gratuito