Barracão das Artes celebra final de ano


Divulgação

O Barracão das Artes, que tem como sede o Forte do Barbalho, apresenta em dezembro três ações para celebrar o ano de trabalho de formação, difusão, criação e produção artística realizado através do seu Núcleo de Teatro e Artes Integradas.

São o “Festival Barracão das Artes – BarracARTE”, no dia 03 de dezembro, a partir das 15h, no Cine Teatro Solar Boa Vista, os “Ensaios Abertos” do espetáculo cênico musical “A Primavera do Presente”, nos dias 10, 12 e 13 de dezembro, às 19h, no Barracão das Artes no Forte do Barbalho e a “Mostra das Oficinas Artísticas Barracão das Artes”, no dia 16 de dezembro, às 18h, também no Forte do Barbalho.

Festival – O “Festival Barracão das Artes – BarracARTE tem como objetivo integrar e fazer interagir jovens artistas de múltiplas linguagens, realizando um intercâmbio entre esses criadores e experimentadores e o público presente. As oficinas oferecem uma oportunidade para os interessados terem um breve contato com as expressões artísticas executadas no Barracão das Artes pela equipe de artistas e arte educadores e o festival apresenta o resultado final deste trabalho.

O BarracARTE acontecerá no dia 03 de dezembro com diversas atrações e atividades – oficinas, palestras, feira de arte e culinária, exposições, shows e apresentações artísticas de performances, dança, artes circenses e teatro. Alexis Ayala fará uma performance circense com tecido aéreo, Zitta Carmo uma oficina de teatro, será aberta a exposição “Be Manguezal, Paralhamas” e haverá pocket shows de Mc Onype, Icaro, Janaiê, Gee Sales, Janaina Noblah, Ori, Felupz, Wari e Oguhh.

Ensaios Abertos – Os ensaios abertos são uma mostra ao público do processo criativo do espetáculo “A Primavera do Presente”, que está em fase de criação. O espetáculo é uma fusão das linguagens artísticas do teatro, dança, música e canto, artes circenses e moda. Um diálogo poético intenso, vibrante, sensível e tocante que fala da Terra Mãe como personagem e organismo vivo interagindo com personagens mitos.

Um desfile de imagens contínuas em movimento que falam através das personagens de Amor, Liberdade, Natureza e exaltação à Vida após tantas perdas e tragédias. O roteiro é inspirado em autores, filósofos e poetas como Jorge Mautner, Rimbaud, Roberto Piva, Nietzsche, Glauber Rocha, dentre outros.

O espetáculo “A Primavera do Presente”  tem direção e transcriação de textos de Fábio Viana, assistência de direção de  Zitta Carmo e Jerusa Deró e elenco do Núcleo de Teatro Físico poético Barracão das Artes ; preparação, técnica e expressão corporal de  Wellington Reis, Jorge Silva e Jerusa Deró; artes circenses e treinamento de aéreos de Alexis Ayala; produção de Weyvans Tayllon; operação e montagem de luz e som de  Fernando Konday; e figurinos, adereços e elementos cênicos de Raul Willian e Weyvans Tayllon.

Divulgação

Mostra Artística – A Mostra das Oficinas Artísticas Barracão das Artes que acontece no dia 16 de dezembro, a partir das 18h, no Barracão das Artes (Forte do Barbalho) e é resultado das oficinas de artes integradas (Teatro, dança, artes circenses e canto com as turmas que cursaram o segundo semestre de 2022 no Barracão das Artes.

A partir do dia 05 de dezembro, abriremos inscrições para a formação das turmas de 2023. As oficinas capacitam os participantes para as áreas artísticas escolhidas. Cada inscrito pode participar de quantas oficinas tiver disponibilidade e condição.

Sobre o Barracão das Artes – O Barracão das Artes é um espaço de formação, difusão, criação e produção artística, que está instalado no Forte do Barbalho desde o início de 2011. A ocupação cultural é um espaço de fusão de linguagens – filosofia, teatro, dança, artes circenses, performance, artes plásticas, moda e música e é também a Casa do Bando de Teatro Sem Nome, do Núcleo de Teatro Físico Poético Ritual e de muitos outros artistas e criadores das artes da cena soteropolitana, baiana e brasileira.

O Espaço serviu também para abrigar a equipe de produções cinematográficas como o filme Irmã Dulce, dentre outros. Atualmente mais de 120 jovens participam das atividades no Barracão das Artes, que também oferece atividades esportivas (modalidades esportivas): karatê e boxe, à crianças, adolescentes e jovens.

“Neste terreiro cênico já passou tanta gente, tanta coisa, tanto querer, sonhos, alegrias, encontros e desencontros. O Barracão é isso: teatro, circo, tabuleiro de corpos em movimentos e danças, terreiro e oca onde ritos de culto e celebração a vida são experienciados e construídos sensivelmente; música e cantos vibrando; moda/identidade redescoberta de uma juventude que volta se ver, se conhecer.

As portas estão sempre abertas e o coração também! Aqui no Barracão das Artes o amor e a poesia nos alimentam”, descreve Fábio Viana, diretor de teatro e artista-educador, diretor do Barracão das Artes e do Núcleo das oficinas.

Integram o grupo de artistas e instrutores das oficinas: Fernando Konday (técnico de luz e som, arte educador, mobilizador social e técnico geral do Barracão das Artes)  Jerusa Deró (atriz, bailarina, arte educadora e instrutora de teatro físico e dança), Jorge Silva (coreógrafo, bailarino, arte educador e professor de dança afro, moderna e contemporânea), Lucas Gomes (ator, bailarino, capoeirista, instrutor de técnica corporal e expressão do movimento), Wellington Reis (instrutor e coreógrafo de contact improvisacion e dança contemporânea), Ariane Reis (educadora musical, instrutora de canto e canto coral, regente coral), Alexis Ayala (artista circense, técnicas para tecidos aéreo, lira e acrobacias).
https://barracaobtsn.wixsite.com/barracao

Serviço
Festival Barracão das Artes – 03 de dezembro – 15H
Valor ingresso: R$ 20,00
Local: Cine Teatro Solar Boa Vista
Ensaios abertos do espetáculo cênico musical  
Apresentações: 10, 12 e 13 de dezembro
Horário: 19h
Local: Barracão das Artes
Ingressos; pague quanto puder
Mostra das Oficinas Artísticas – Barracão das Artes

Dia 16 de dezembro

Horário: 18h
Local: Barracão das Artes (Forte do Barbalho) – Rua Marechal Gabriel Botafogo, s/n, Barbalho
Entrada gratuita – distribuição de senhas a partir das 17h no local.

 


Geraldo Azevedo e Chico César juntos com o projeto “Violivoz”


Foto: @marcoshermes

Dois dos maiores cantores da música popular brasileira, Geraldo Azevedo e Chico César vêm lotando espaços e colecionando elogios por onde passam. O projeto intitulado “Violivoz” coloca os dois artistas juntos no palco interpretando os maiores sucessos das suas carreiras numa sintonia sem igual. A boa nova é que Salvador foi a cidade eleita para a gravação do DVD que leva o nome da turnê.

No dia 03 de dezembro (sábado), às 19h, a Concha Acústica do Teatro Castro Alves (TCA) será palco para um dos shows mais elogiados pela crítica especializada de todo o Brasil. Geraldo Azevedo e Chico César cantam clássicos que todos conhecem de cor: Dia Branco; Deus me Proteja; É só Pensar em Você; Moça Bonita; Onde Estará o Meu Amor; Táxi Lunar; Bicho de 7 Cabeças; Quando Fevereiro Chegar; Mama África; dentre muitas outras.

A ideia de se apresentarem juntos em um show voz e violão nasceu do encontro informal entre os dois amigos, que, além de compartilharem a origem nordestina, representam também duas gerações da música popular brasileira. A admiração e o respeito que Geraldo Azevedo e Chico César têm um pelo outro tornam-se ainda mais evidentes quando eles se encontram para tocar e falar de música.

AVISO: A plateia presente a este show está sujeita à filmagem de gravação do DVD.

Serviço
Geraldo Azevedo e Chico César – Gravação do DVD “Violivoz”
Quando: 03 de dezembro de 2022 (sábado), 19h
Onde: Concha Acústica do Teatro Castro Alves
Quanto:
Arquibancada:
1º lote: R$ 120 (inteira) e R$ 60 (meia)
2º lote: R$ 140 (inteira) e R$ 70 (meia)
Camarote:
1º lote: R$ 200 (inteira) e R$ 100 (meia)
2º lote: R$ 250 (inteira) e R$ 125 (meia)
Classificação indicativa: Livre
Realização: Allcance Produções

VENDAS
Os ingressos para o espetáculo podem ser adquiridos na bilheteria do Teatro Castro Alves (clique aqui para informações de funcionamento) ou no site e aplicativo da Sympla (www.sympla.com.br).


Festival Mapping do Castelo na Praia do Forte


No verão, Praia do Forte vai receber a primeira edição do Festival Mapping do Castelo. As inscrições para a mostra competitiva estarão abertas de 16 de novembro a 16 de dezembro no festivalmappingdocastelo.com.br

De 9 a 14 de janeiro de 2023, a paradisíaca Praia do Forte (Mata de São João) vai receber a primeira edição do Festival Mapping do Castelo. O evento será no Castelo Garcia D’Ávila – uma imponente construção do século 16 -, que fica logo na entrada desse importante destino turístico da Bahia.

Para esta edição, o projeto apostou na temática que envolve duas questões atuais e necessárias: ancestralidade e meio ambiente. São pautas que se entrecruzam, já que o equilíbrio social e ambiental é uma meta para fazer o país reagir às desigualdades e às mudanças climáticas, como a devastação da terra, a poluição das águas, florestas e rios.

Com a participação de seis VJs convidados de todo o país, o Festival convoca a todos para viver este impacto através da arte, da tecnologia e do convívio. Durante o evento, além da exibição de audiovisuais inéditos dos artistas convidados, haverá também oficina sobre as principais etapas do processo de criação de um video mapping.

Inscrições – O Festival oferece ainda uma mostra competitiva de video mapping para artistas visuais que desejem ter sua obra, inédita ou não, projetada nesta primeira edição.

As inscrições estarão abertas de 16 de novembro a 16 de dezembro, são gratuitas e devem ser feitas através do festivalmappingdocastelo.com.br, endereço onde está disponível o regulamento para a participação.

Podem se inscrever artistas visuais de diversas áreas: fotografia, designer, videomaker, grafite, pintura, performer e profissional de computação gráfica desde que as obras sejam finalizadas na técnica do video mapping.

Dentre os 20 trabalhos selecionados, três serão premiados. Os valores serão distribuídos da seguinte forma: R$ 3.500 (três mil e quinhentos reais) para o primeiro lugar, R$ 2.500 (dois mil e quinhentos reais) para o segundo colocado, e R$ 1.500 (mil e quinhentos reais) para o terceiro. As projeções acontecerão na fachada frontal do Castelo Garcia D ́Ávila nos dias 13 e 14 de janeiro.(Foto: Agx Filmes)

Mais informações sobre o Festival podem ser conhecidas nas redes sociais Instagram (@festivalmappingcastelo) e Facebook (Festival Mapping do Castelo). O projeto tem patrocínio do Hiperideal e do Governo do Estado, através do Fazcultura, Secretaria de Cultura e Secretaria da Fazenda.


Balé Folclórico da Bahia no Dia Nacional da Consciência Negra



“O Balé Que Você Não Vê” é o mais novo espetáculo do Balé Folclórico da Bahia (BFB), que terá temporada de estreia no Teatro Castro Alves (TCA) entre os dias 18 e 20 de novembro. A programação, além das sessões noturnas nestas três datas, incluirá o “Domingo no TCA”, no Dia Nacional da Consciência Negra, às 11h. Ingressos custam R$ 1 (inteira) e R$ 0,50 (meia) e são vendidos apenas no dia do evento, no local, a partir das 9h, com acesso imediato à plateia do teatro.

Com um novo corpo de baile – 14 novos bailarinos e três veteranos –, a companhia de dança afro-baiana apresenta nesta montagem três coreografias inéditas: “Bolero”, de Carlos Durval; “Okan”, de Nildinha Fonseca; e “2-3-8”, de Slim Mello. Há também uma do repertório clássico do grupo, “Afixirê”, coreografia reconhecida internacionalmente e criada por Rosângela Silvestre, com participações especiais de bailarinos do Balé Teatro Castro Alves (BTCA) e do elenco do Bando de Teatro Olodum. A obra ainda conta com uma intervenção da cantora Maria Bethânia, em áudio, declamando o poema “Mandato de Despejo aos Mandarins do Mundo”, de Álvaro de Campos, heterônimo de Fernando Pessoa. A direção geral é de Vavá Botelho e a direção artística, de José Carlos Arandiba (Zebrinha).

O espetáculo é inspirado na luta diária de uma companhia profissional para se manter, tanto financeira como tecnicamente. O BFB, que completou 34 anos em agosto, é a única companhia de dança folclórica profissional do país. Com sede no Pelourinho, em Salvador, já se apresentou em mais de 300 cidades e 27 países. O compromisso é de preservar e divulgar as principais manifestações folclóricas da Bahia, desenvolvendo uma linguagem cênica que parte dos aspectos populares e atinge questões contemporâneas.

Em “O Balé Que Você Não Vê”, o cenário tem projeção em vídeo criado pelo VJ Gabiru. Na coreografia “Bolero”, Adriano Passos assina o cenário, enquanto Alberto Pitta é o responsável da área em “Afixirê”. Os figurinos das coreografias “Okan” e “Bolero” são de Maurício Martins e os adereços por Luis Claudio Vasconcelos. Já “2-3-8” tem este trabalho realizado pela marca Meninos Rei e, em “Afixirê”, por Antônio das Graças, Ninho Reis e Vavá Botelho. A iluminação cênica das coreografias “Okan” e “Bolero” é de Irma Vidal; já a de “2-3-8” fica por conta de Gerard Laffuste; e “Afixirê” tem iluminação de Antônio Marcos.

“O Balé Que Você Não Vê” integra a programação do Festival Balé Folclórico da Bahia, que conta com o estímulo da Lei Federal de Incentivo à Cultura e patrocínio do Banco Votorantim e do Instituto Cultural Vale.

DOMINGO NO TCA – O Domingo no TCA é uma iniciativa do Teatro Castro Alves, Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb) e Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA), que se compromete em ampliar e diversificar o seu público frequentador, oferecendo-lhe acesso a espetáculos qualificados, das mais diversas linguagens artísticas. Desde 2007, com mais de 150 edições e cerca de 200 mil espectadores, o projeto engloba apresentações de música, teatro, dança, circo, cinema, de variados estilos e proposições estéticas, da Bahia, do Brasil e do mundo. (Foto:Célia Santos/Divulgação)

DOMINGO NO TCA

Balé Folclórico da Bahia – “O Balé Que Você Não Vê”

Onde: Sala Principal do Teatro Castro Alves

Quando: 20 de novembro de 2022 (domingo), 11h

Quanto: R$ 1,00 (inteira) e R$ 0,50 (meia)

Vendas somente no dia, a partir de 9h, com pagamento apenas em dinheiro e acesso imediato do público

Classificação indicativa: Livre


Festival de Cinema ‘CINE HORROR’ retoma mostra anual com sessões gratuitas


Zé do Caixão. Divulgação

O Instituto Cervantes de Salvador, com sede na Ladeira da Barra, recebe a sétima edição da Mostra de Cinema CINE HORROR, que retorna à forma presencial, com entrada gratuita, após dois anos sendo realizada em formato virtual devido às restrições impostas pela Covid-19. A programação começa no dia 17 e vai até o dia 26 de novembro, com uma seleção de filmes nacionais e internacionais do gênero terror, entre curtas e longas produzidos em diversos países.

A programação completa está disponível na página oficial do evento, através do endereço cinehorror.com.br/programacao. Com classificação indicativa de 16 anos, a mostra reúne 37 produções assinadas por cineastas do Brasil, Espanha, Rússia, Argentina, Japão e Cazaquistão.

A Mostra de Cinema CINE HORROR é um festival de cinema gratuito dedicado exclusivamente a filmes de gênero fantástico (horror, suspense, trash, b-movies, fantasia, ficção-científica e thrillers), realizado em Salvador. O projeto surgiu em 2016 com a ideia de promover e divulgar o gênero fantástico brasileiro, que neste ano ganhou o apoio cultural do Instituto Cervantes Salvador.

Para além da mostra anual, o CINE HORROR organiza exibições esporádicas, visando promover o cinema fantástico, priorizando produções de acesso limitado ao grande público e filmes cults. No último mês de setembro, o Instituto Cervantes Salvador recebeu uma dessas edições esporádicas, com duas exibições gratuitas.

SERVIÇO
Mostra de Cinema CINE HORROR
Datas das exibições: Dias 17, 18, 19, 25 e 26 de novembro de 2022
Horários: *Consulte programação completa nos links abaixo
Sessão de abertura: Quinta, 17/11 – 17h

Sexta, 18/11: 16h às 20h

Sábado, 19/11: 14h a 18h

Sexta, 25/11: 16h às 20h

Sábado 26/11: 14h às 18h

Onde: Instituto Cervantes Salvador
Endereço: Av. Sete de Setembro, 2792. Ladeira da Barra, Salvador.

Quanto: Entrada gratuita e aberta ao público
Classificação indicativa: 16 anos
Programação completa: http://www.cinehorror.com.br/programacao
Lista de filmes e sinopses: https://bit.ly/3UhxJEC
*A entrada do público está sujeita à lotação da sala, cuja capacidade máxima é de 80 pessoas.