Assista ao Teatro Gamboa online

Acompanhe a programação desta semana do Teatro Gamboa online, a plataforma digital do Teatro Gamboa, localizado no centro de Salvador-BA, que estreou semana passada e …





Programação da 1ª semana do Cine Drive-In Bahia


Foto Rock Holanda/Divulgação

O público terá acesso à sessões de cinema, shows ao vivo, stand up comedy, programação infantil e palestras, com total estrutura e segurança
· PROGRAMAÇÃO

Quinta-feira (06/08)

18h45 – Crô em Família (Classificação: 12 anos)

Valor – R$77,00 por carro com até 4 pessoas

Sexta-feira (07/08)

18h30 – Hellboy (DUB) (Classificação: 16 anos)

21h15 – Carcereiros (Classificação: 16 anos)

Valor – R$88,00 por carro com até 4 pessoas

Sábado (08/08)

17h – Axézin no Drive-in com show de Alexandre Peixe

Valor – R$220,00 por carro com até 4 pessoas

20h50 – Filme: Maria e João: O Conto das Bruxas(DUB)

Valor – R$88,00 por carro com até 4 pessoas

Domingo (09/08)

15h30 – Dia dos Pais com Tio Paulinho (classificação livre)

Valor – R$110,00 por carro com até 4 pessoas

18h30 – Filme: O Passageiro

Valor – R$88,00 por carro com até 4 pessoas

20h50 – Filme: Crô em Família (Classificação: 12 anos)

· Segue o link com as fotos do Cine Drive-In Bahia.

Créditos para Roque Holanda

https://lightroom.adobe.com/shares/c6b2b1f6ab4c4327bd98dc193efcfdd4

CINE DRIVE-IN BAHIA

LOCAL: Estacionamento externo do Shopping da Bahia

ENDEREÇO: Shopping da Bahia – Estacionamento E – Av. Tancredo Neves, 148,

VENDAS: SYMPLA (https://site.bileto.sympla.com.br/cinedriveinbahia/)

Realização: Oquei Entretenimento

 


Vai ser inaugurado em agosto o Cine Drive-In Bahia


O público terá acesso à sessões de cinema, shows ao vivo, stand up comedy, programação infantil e palestras, com total estrutura e segurança

Atentos ao que pede o momento, e firmes no exercício da arte de se reinventar, os irmãos Ricardo e Rafael Cal, da Oquei Entretenimento, vão inaugurar em Salvador, o Cine Drive-In Bahia – uma nova aposta de entretenimento, onde as pessoas poderão se divertir sem precisarem sair do isolamento social. O formato drive-in, que fez sucesso nos anos 50 e 60, voltou a ganhar atenção no mundo inteiro durante a pandemia, já que a experiência permite viver momentos compartilhados sem contato, cada um dentro do seu carro.

Previsto para ser inaugurado no início de agosto, no estacionamento externo do Shopping da Bahia, sentido Caminho das Árvores, o Cine Drive-In Bahia contará com sessões de cinema, programação infantil, espetáculos de comédia e shows musicais. O sistema de som será realizado via frequência de radio. Fora do carro, o espaço estará em silêncio para evitar o desconforto da vizinhança.

Os espaços transformados em drive-ins, são considerados seguros, já que o público fica confinado dentro do próprio carro, tendo pouca ou nenhuma interação com o exterior. Seguindo à risca os protocolos e recomendações de segurança e higienização, que garantem a saúde da equipe trabalhadora e do público, a produção avisa que só serão permitidas, no máximo, quatro pessoas por carro.

 Ao chegarem ao local, todos os passageiros terão sua temperatura medida. As vagas do estacionamento serão reservadas por ordem de chegada e serão utilizadas de maneira intercalada para manter 2m de distância entre cada carro. Os veículos ficarão estacionados de frente para a tela e os ingressos serão vendidos 100% online.

“Além dos ingressos, cada carro deverá levar 1kg de alimento não perecível, que serão doados parte para as Obras Sociais Irmã Dulce e parte para parceiros da classe de produção cultural, que estão passando por dificuldades nessa pandemia”, acrescenta Rafael Cal.

SERVIÇOS – O Cine Drive-In Bahia oferecerá serviço de alimentação, bar e bomboniere com pedidos feitos através do aplicativo do projeto, para evitar o contato físico. Para o pagamento, a pessoa apontará o celular para o QR Code do cardápio e pagará com a tecnologia de aproximação.

Não será permitida a venda de bebidas alcóolicas para motoristas e menores de 18 anos. Também não será permitida a entrada com comida e bebida no drive-in. A ida ao banheiro será feita através de uma fila digital. O cliente só entrará no local após a outra pessoa sair. Qualquer dúvida que o cliente precise, ele poderá ligar o pisca alerta e será atendido.

O Drive-in já é uma realidade no mundo inteiro quando se fala do novo entretenimento. “Com a bênção do nosso Sr. do Bonfim, demos a volta por cima, nos reinventamos e anunciamos essa grande novidade. A espera acabou, estamos de volta e mais fortes do que nunca. Nosso foco é oferecer total estrutura para que o público possa de divertir em segurança. A prioridade é a segurança humana, vamos zelar por isso”, afirma Ricardo Cal.

Os valores de cada sessão variam de acordo com a programação do dia. O projeto começará a funcionar assim que o Estado esteja com a taxa de ocupação dos leitos de UTI exclusivos de Covid-19 abaixo de 75%.

O Cine Drive-In Bahia é uma realização da Oquei Entretenimento em parceria com a D’ Light e People.

PROGRAMAÇÃO DO CINE DRIVE-IN BAHIA

Exibição de Filmes

Quarta, quinta e sexta: três sessões de cinema

Sábado e Domingo: duas sessões de filmes à tarde e duas sessões à noite

Programação Geral

– Sábado e domingo à tarde: programação infantil

– Sábado à noite:  shows musicais

– Domingo à noite: stand up comedy e shows musicais


TCA exibe “Loucura Pouca É Bobagem”


Josyara. Foto Julia Rodrigues/ Divulgação

“Um bate-papo sobre as muitas faces da loucura e outros desatinos cotidianos” – esta é frase de apresentação do projeto “Loucura Pouca É Bobagem”, que vinha promovendo, desde junho de 2017, encontros presenciais para conversas despretensiosas sobre o assunto central em suas diversas representações: na arte, na política, no amor, no movimento permanente da vida.

Agora, neste momento em que os encontros físicos estão suspensos por conta das políticas de isolamento social para o enfrentamento da Covid-19, o projeto se adapta à virtualidade e estreia a janela “TCA de Braços Abertos”, que oferece o ambiente digital do Teatro Castro Alves (TCA) para iniciativas culturais, assim como ocorria na ocupação dos palcos do Complexo em seu cotidiano.

No dia 17 de julho (sexta-feira), às 16h, será lançada a primeira de três edições semanais, iniciando com o tema “A Cultura Pós-Pandemia”, com os cantores e compositores Dão e Josyara, a atriz e gestora cultural Maria Marighella e a diretora artística do TCA, Rose Lima, mediados pela apresentadora Vânia Dias. O vídeo ficará disponível no YouTube do TCA (www.youtube.com/teatrocastroalvesoficial).

Dão. Divulgação

Com roteiro de Luciana Queiroz, Priscilla Andreata e Thaís Alves, que é também idealizadora do “Loucura Pouca É Bobagem”, a edição também contará com esquetes teatrais dos atores Diogo Lopes Filho e Márcia Andrade. De suas residências, eles interpretam situações cotidianas ligadas à conversa em andamento. O tema propõe falar sobre as incertezas e adaptações do setor cultural pós-pandemia – ao tempo em que ele é um dos mais atingidos pela necessidade do isolamento social, se revalorizou e é apontado como um dos segmentos em alta em tempos de quarentena.

Desde a sua primeira edição, o “Loucura Pouca É Bobagem”, que se sediava no restaurante La Taperia, no bairro do Rio Vermelho, em Salvador, sempre lotado para os bate-papos, debateu diferentes temas e reuniu nomes como o ator João Miguel, a escritora e antropóloga Goli Guerreiro, a cantora e compositora Mariela Santiago, o músico Russo Passapusso, o psiquiatra Antônio Nery Filho, o letrista Capinan, o cineasta Pola Ribeiro, dentre outros.

“TCA de Braços Abertos” apresenta

Loucura Pouca É Bobagem

1ª edição online

Tema: A Cultura Pós-Pandemia

Roteiro: Luciana Queiroz, Priscilla Andreata e Thaís Alves

Mediadora: Vânia Dias

Convidados: Dão, Josyara, Maria Marighella e Rose Lima

Atores: Diogo Lopes Filho e Márcia Andrade

Realização: Baião de Dois

Quando: 17 de julho (sexta-feira), 16h

Onde: Exibição através do canal do Teatro Castro Alves no YouTube

www.youtube.com/teatrocastroalvesoficial


Cisne Negro Cia. de Dança faz a estreia de “BTCA Encontros”


Cisne Negro Cia. de Dança, com Patrícia Alquezar. Divulgação

Enquanto os encontros físicos não podem acontecer, o Balé Teatro Castro Alves (BTCA) os promove em ambiente virtual. Na série “BTCA Encontros”, a companhia oficial de dança da Bahia investe em trocas com importantes grupos do Brasil e de outros países, seguindo uma tendência do setor que mantém a importância de intercâmbios, mesmo que a distância.

Nestas parcerias, serão realizadas aulas, conversas e outras práticas de compartilhamento de conhecimentos, sempre abertas ao público de profissionais, estudantes e demais interessados pelo universo da dança, através de salas virtuais na ferramenta Zoom Meeting. Quem inicia a temporada junto ao BTCA, no dia 10 de junho (quarta-feira), às 10h, é a Cisne Negro Cia. de Dança, companhia paulista com 43 anos de história, numa aula de barra clássica ministrada por Patrícia Alquezar e piano ao vivo de Maria Inês Vasconcellos.

O projeto nasceu a partir de uma experiência do BTCA com a Cia. Jovem de Jundiaí, que já vem realizando ações deste tipo em suas redes e que promoveu uma aula de balé clássico, no último dia 29 de maio, em conjunto entre os dois grupos. Daí também veio a articulação com a Cisne Negro Cia. de Dança, uma das mais relevantes companhias contemporâneas do país, sob a direção artística de Hulda Bittencourt e Dany Bittencourt. A aproximação com outros corpos artísticos com trajetórias de sucesso é uma oportunidade de qualificação e networking para o próprio BTCA e a classe da dança da Bahia e do Brasil.

“Penso que essa situação de isolamento realmente vem trazendo um olhar diferenciado sobre a palavra ‘encontro’. Por incrível que pareça, é justamente quando somos obrigados a nos afastar que estamos descobrindo estratégias de nos mantermos perto”, opina Wanderley Meira, diretor artístico do BTCA.

Patrícia Alquezar.Divulgação

“O diálogo com diferentes artistas, diferentes companhias, de diferentes cidades, estados e países, tem sido frequente e isto é algo de que não pretendemos mais abrir mão. Com certeza, a partir dessas ferramentas virtuais, vamos encontrar maneiras de realizarmos projetos juntos quando pudermos nos encontrar fisicamente. Qualquer linguagem artística, mesmos as mais solitárias, sempre têm muito mais potência em projetos de coletividade”, completa ele.

As próximas edições do “BTCA Encontros” serão com a Giro8 Cia. de Dança, de Goiânia, no dia 18 de junho, numa aula de dança contemporânea, e com o Ballet Nacional de Panamá, em data a confirmar ainda neste mês.

BTCA – Companhia pública de dança contemporânea fundada em 1981, o Balé Teatro Castro Alves (BTCA) tem direção artística de Wanderley Meira e é um corpo artístico estável do Teatro Castro Alves (TCA), vinculado à Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb) e à Secretaria de Cultura do Governo do Estado da Bahia (SecultBA). Conta no seu repertório com mais de 90 montagens de importantes coreógrafos. Em sua história recente, destacam-se “Lub Dub” (2017), “Urbis in Motus” (2017), “Tamanho Único” (2018), “CHAMA: Coreografia para artistas incendiárixs” (2018) e “A História do Soldado” (2019), esta em parceria com a Orquestra Sinfônica da Bahia (OSBA).

Balé Teatro Castro Alves (BTCA) apresenta:

“BTCA Encontros” – 1ª edição

Com: Cisne Negro Cia. de Dança (São Paulo)

Aula de barra clássica ministrada por Patrícia Alquezar e piano ao vivo de Maria Inês Vasconcellos

Quando: 10 de junho (quarta-feira), 10h

Onde: Exibição em sala virtual na ferramenta Zoom Meeting

Necessária inscrição através de link disposto nas redes sociais do BTCA

Sujeito à lotação


Saberes Passados e Tabuh! serão reexibidos


Divulgação

O #ConexãoFGM desta semana traz de volta as séries financiadas pelo edital Arte na TV: a infanto-juvenil, Tabuh!, com roteiro e direção de Sofia Federico e Saberes Passados, produção da Origem Produtora de Conteúdo, da DPE Produções e da Liberato Produções Culturais.

De segunda (01) a quinta (04), das 08h às 21h, será exibido um episódio por dia, de cada série. Já na sexta (05), serão exibidos todos os episódios, que ficarão disponíveis em horário especial, das 07h às 00h, do domingo (07). É possível assistir do computador, smart TV, tablet, celular… qualquer dispositivo eletrônico com acesso à internet, através do canal do YouTube da FGM ( https://bit.ly/2vQgnJz ).

Tabuh! é uma série de ficção infanto-juvenil, com roteiro e direção de Sofia Federico. Com naturalidade, leveza e humor, crianças refletem e vivenciam histórias sobre morte, sexo, gênero, racismo e outros temas tabu. No episódio, “Canarinho”, a ser exibido na segunda (01), o menino corre atrás da bola, corre atrás da vida e tenta entender a morte. Já na terça (02), em “Monalisa”, para salvar o vizinho, uma menina frágil, que morre de medo do escuro, precisa viver sua fantasia de ser o homem-morcego.

Mas antes terá que combater muito preconceito. Na quarta (03), em “Algodão Doce”, Nino quer saber de onde vêm os bebês, mas não está fácil encontrar todas as respostas. Uma pista pode estar guardada num algodão doce azul, como o céu. Quinta (04), em “Mestiça” mostra uma menina e um menino muito comuns. Entre eles, uma boneca super diferente e o desejo de estar juntos.

Divulgação

O projeto foi contemplado pelo edital Arte na TV, com realização da Docdoma Filmes, produção associada da Benditas Projetos Criativos, produção executiva de Marcos Povoas e Tatiana Carvalho, direção de produção por conta de Karina Paz, assistência de direção de Rita Vieira. No elenco: Luca Moura (Vicente), Cristiane Ferreira (Lúcia), Rui Manthur (Zelador), Ainá Regnier (Monalisa), Malu Vale (Menina Robin), Felipe Pires (Joaquin), Sócrates Barreto (Garoto Vizinho), Ítalo Parras (Magrelo), Zion Marley (Nino), Yure Duane (Guto), Felícia de Castro (Mãe / Palhaça), João Lima (Pai / Palhaço), Victória Paquelet (Garota Adolescente), Gabriel Vieira (Peu), Iasmin Simões (Alice) e participação especial de Rui Manthur (Homem) e Analu Tavares (Mãe Malévola).

Saberes Passados é uma produção da Origem Produtora de Conteúdo, da DPE Produções e da Liberato Produções Culturais, realizada a partir do edital Arte na TV, da Fundação Gregório de Mattos, em parceria com o FSA/Ancine. A série, produzida ao longo de 2017, trata da ancestralidade africana, mostrando personagens importantes da cultura brasileira e baiana que são mestres em seus respectivos ofícios e como eles enxergam a passagem do conhecimento que possuem para quem deseja levar adiante tradições por vezes milenares.

Mateus Aleluia. Foto Vinicius Xavier.Divulgação

A primeira temporada com 4 episódios traz Ana Célia Batista Santos, notória chef de cozinha do restaurante Zanzibar, Mestre Olavo da Paixão, famoso mestre de capoeira e fabricante de berimbaus, Zé Diabo, artista conhecido internacionalmente por seu trabalho com ferro e ferramentaria de santo, e o grande Matheus Aleluia, brilhante músico e pensador da cidade de Cachoeira. Junto com eles brilham seus diversos aprendizes, com destaque para Neide Santos, Jones Santos, José dos Santos e Rebeca Tarique, talentos que despertaram a partir do convívio com seus respectivos professores.

Em paralelo a tudo, Saberes Passados também traz à tona a relação mística que esses mestres e aprendizes cultivam com seus santos africanos, os orixás, laureados em seus relatos pessoais e narrados em lendas extraídas do livro Mitologia dos Orixás, de Reginaldo Prandi, pelo fantástico ator, lenda viva do cinema novo, Antonio Pitanga.

A série conta com direção e roteiro de Ducca Rios, Produção Executiva de Maria Luiza Barros e Maurício Xavier, tendo Direção de Produção de CandidaLuz Liberato. Além disso conta com a Direção Assistente de Lula Oliveira, Direção de Fotografia de Lico Pimentel, Alberto Iannuzi e Hans Herold, Montagem Marcos Lé, Som Direto de Haydson Oliveira, Desenho de Som e Trilha de Luciano Silva e as participações especiais de Margareth Menezes e do cantor Carlos Barros.