BTCA retorna com “Lub Dub” ao Teatro Castro Alves


Foto Dan Figliuolo/Divulgação

“Lub Dub” é o mais aclamado espetáculo da história recente do Balé Teatro Castro Alves (BTCA). Estreado em 2017, considerado um dos 10 espetáculos de dança fundamentais daquele ano pela revista Bravo! e com uma bem-sucedida carreira de circulação em diversos estados e festivais do Brasil e do exterior, a obra é remontada com membros do elenco original e novos integrantes recém-incorporados ao grupo, somando dez dançarinos em cena.O trabalho será apresentado na agenda do Mês Internacional da Dança e do aniversário desta que é a companhia pública de dança da Bahia, celebrado no último dia 1º. As sessões ocorrem exatamente cinco anos após a estreia, nos dias 23 e 24 de abril (sábado e domingo), às 20h, na Sala Principal do Teatro Castro Alves (TCA), com ingressos a R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia). A abertura ficará a cargo do Quarteto de Cordas da Orquestra Sinfônica da Bahia (OSBA), promovendo mais um encontro entre os corpos artísticos estáveis do TCA.

Criada pelo dançarino, coreógrafo e compositor sul-coreano Jae Duk Kim, a coreografia percussiva é uma intensa alternância de movimentos de tração e estremecimento, dinamismo e relaxamento, ritual e contemporâneo. Os dançarinos têm a percussão como motivação sonora e física. A estrutura coreográfica se desenvolve pelas características peculiares do coreógrafo: ele oscila do silêncio absoluto à vertigem, em questão de instantes, sempre em estreita relação com a trilha sonora.

O curioso nome do espetáculo é uma referência ao som das batidas do coração. Para a medicina, os dois primeiros (ou principais) sons cardíacos são denominados ‘lub’ e ‘dub’, que representam a bolha produzida pela abertura e fechamento das válvulas que permitem a passagem do sangue. Assim, a obra é uma metáfora sobre a vida, sobre a própria humanidade e sua energia vital, que motiva e sustenta o movimento do corpo: o corpo que pulsa, medita, protesta e luta.

Sob direção artística de Ana Paula Bouzas, a remontagem é orientada pela assistente de coreografia Ticiana Garrido, integrante do BTCA.

Foto Fábio Bouzas/Divulgação

Abertura – Numa apresentação de 20 minutos, o Quarteto de Cordas da OSBA fará a abertura da noite. Francisco Roa e José Fernandes, nos violinos, Serghei Iurcik, na viola, e Thomaz Rodrigues, no violoncelo, são todos chefes de naipes de seus grupos dentro da Orquestra.

BTCA – Companhia pública de dança contemporânea fundada em 1981, o Balé Teatro Castro Alves (BTCA) tem direção artística de Ana Paula Bouzas e é um corpo artístico estável do Teatro Castro Alves (TCA), vinculado à Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb) e à Secretaria de Cultura do Governo do Estado da Bahia (SecultBA). Conta no seu repertório com mais de 100 montagens de importantes coreógrafos.

Em sua história recente, destacam-se “Lub Dub” (2017), “Urbis in Motus” (2017), “Tamanho Único” (2018), “CHAMA: Coreografia para artistas incendiárixs” (2018) e “A História do Soldado” (2019), esta em parceria com a Orquestra Sinfônica da Bahia (OSBA). Em 2020, em meio à pandemia da Covid-19, BTCA e OSBA mais uma vez se conectaram para promover colaborações artísticas em parceria, estreando seis criações inéditas encenadas e transmitidas ao vivo pela internet e TVE Bahia, dentro do projeto “Voltando aos Palcos”.

Balé Teatro Castro Alves apresenta “Lub Dub”

Abertura: Quarteto de Cordas da Orquestra Sinfônica da Bahia

Quando: 23 a 24 de abril de 2022 (sábado e domingo), 20h

Onde: Sala Principal do Teatro Castro Alves

Quanto: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia)

Classificação indicativa: 12 anos

VENDAS
Os ingressos para o espetáculo podem ser adquiridos na bilheteria do Teatro Castro Alves (informações em www.tca.ba.gov.br/oteatro/servicos/bilheteria) ou no site e aplicativo da Sympla (www.sympla.com.br).

MEIA-ENTRADA
A concessão da meia-entrada é assegurada em 40% do total dos ingressos disponíveis para o evento. Estejam atentos! O Teatro Castro Alves cumpre a Lei Federal 12.933 de 29/12/2013, que determina que a comprovação do benefício de meia-entrada é obrigatória para aqueles que gozam deste direito.

Saiba mais em www.tca.ba.gov.br/oteatro/servicos/bilheteria

PROTOCOLOS COVID-19

Para entrar no Complexo do TCA, é exigida a comprovação da vacinação contra a Covid-19, inclusive com a dose de reforço da vacina para todo o público alcançado por esta etapa da Campanha de Imunização. Crianças de 5 a 11 devem ter tomado ao menos a primeira dose da vacina, observado o prazo de agendamento para a segunda dose.

Saiba mais em www.tca.ba.gov.br/oteatro/covid19


Em cartaz o filme Medida Provisória, dirigido por Lázaro Ramos


Fotos/Divulgação

Medida Provisória, primeiro longa de ficção de Lázaro Ramos, estreou em Salvador e em todo o Brasil quinta-feira passada, 14 ainda está em cartaz nos cinemas. O filme tem como protagonistas Taís Araújo, Alfred Enoch e Seu Jorge e conta ainda com um grande elenco de 77 atores, entre eles Adriana Esteves, Renata Sorrah, Mariana Xavier, Emicida, Flávio Bauraqui e Paulo Chun.O enredo se passa num futuro distópico, em que o governo brasileiro decreta uma medida que obriga os cidadãos negros a voltarem para a África como forma de reparar os tempos de escravidão. A partir desse conflito e da história de amor vivida pelos personagens de Taís e Alfred, o filme debate questões sociais e mistura humor, drama e thriller.

O roteiro é baseado no sucesso teatral brasileiro “Namíbia, Não!”, de Aldri Anunciação, que também integra o elenco como ator. Escrito originalmente em 2011, o texto conquistou Lázaro, que o adaptou para o cinema em 2015, sendo ele filmado em 2019 em diversas locações na cidade do Rio de Janeiro.

Para além do elenco, vale destacar a trilha sonora com direção musical de Plínio Profeta, Rincon Sapiência e Kiko de Souza, que pinça para o espectador canções nas vozes de nomes como Elza Soares, Xênia França e Liniker.

Medida Provisória passou por diversos festivais internacionais, sempre com boa recepção da crítica especializada. Ainda em 2020, no Indie Memphis Film Festival, nos Estados Unidos, o filme recebeu o troféu de Melhor Roteiro para Lázaro Ramos e Lusa Silvestre e os corroteristas Aldri Anunciação e Elísio Lopes Jr.

No Pan African Film, em Los Angeles, em 2021, recebeu dois prêmios: Melhor Direção e Melhor Ator para Alfred Enoch. No Festival de Huelva, na Espanha, também recebeu os prêmios de Direção e de Melhor Ator para Alfred Enoch. Já no Festin Festival, em Lisboa, Lázaro Ramos recebeu o prêmio de Melhor Realizador.

Na imprensa, a reação não foi diferente: em sua passagem pelo renomado festival americano SXSW (South by Southwest), ganhou críticas calorosas – o Los Angeles Times disse que “o primeiro longa de Lázaro Ramos é uma ficção pungente e assustadora e mostra com firmeza a situação complexa dos afro-latinos”, enquanto o LA Weekly afirmou que é “o longa mais apaixonado, inventivo, inteligente e revigorante do ano”.

Para o diretor, o filme é um alerta sobre coisas que a gente não quer que aconteça. Ele espera sensibilizar as pessoas com entretenimento, já que tem “momentos de humor e momentos de emoção, que vão para além da compreensão racional política”.

Sobre qualquer comparação com o cenário mundial, Lázaro diz que “é uma distopia, assim como tantas outras do audiovisual, como ‘The Handmaid’s Tale’ e ‘Black Mirror’. É um texto que veio do teatro, em 2011, pensando um futuro impossível de acontecer. Infelizmente, de lá pra cá, muito se assemelha a pontos da história contemporânea e, aí, a ficção, mais uma vez, se confunde com a realidade”.

Sinopse: Num futuro distópico, o governo brasileiro decreta uma medida provisória que obriga os cidadãos negros a ‘voltarem’ para a África como forma de reparar os tempos de escravidão. O advogado Antônio (Alfred Enoch), sua companheira, a médica Capitú (Taís Araujo), e seu primo, o jornalista André (Seu Jorge) decidem resistir, uns confinados em suas casas, outros no Afrobunker – movimento que vai lutar pelo direito de permanecerem em seu país.

Medida Provisória tem produção de Lereby e Lata Filmes e coprodução Globo Filmes e Melanina Acentuada, distribuição da Elo Company e codistribuição da H2O Films.

Em Salvador, o filme está sendo exibido no Cinemark do Salvador Shopping, no Cinépolis do Salvador Norte, na rede UCI (Shopping Barra, Shopping da Bahia e Shopping Paralela), no Cine Metha Glauber Rocha e no Circuito Saladearte (Paseo, MAM e Cinema do Museu). Feira de Santana, Vitória da Conquista e Ibicaraí são outras cidades baianas a ganharem sessões.


Amazing Tenors cantam Bocelli noTCA


Divulgação

Amazing Tenors traz aos palcos um espetáculo nunca visto no Brasil! Em “Amazing Tenors Sing Bocelli”, três jovens, e já renomados tenores, interpretam as músicas que marcaram a carreira de um dos maiores e mais populares tenores da história da música! Arranjos criados exclusivamente para emocionar e levantar a platéia de seus lugares.

Aliados às vozes impressionantes e marcantes de Henrique Moretsohon, Murilo Trajano e Paulo Paolilo, uma belíssima orquestra, ao vivo, ajuda a refinar e transformar este espetáculo em uma noite inesquecível para todos os presentes. Sucessos da música italiana como “Canto della Terra”, “Granada”, “Cinema Paradiso” entre outras, se aliam aos clássicos de Bocceli como “Vivo Per Lei”, “Com Te Partirò”, além dos famosos boleros, tangos e temas de filmes também eternizados pela doce e potente voz de Bocelli.

Amazing Tenors desperta um mar de sensações e emoções em show único! Além dos 3 incríveis vocalistas, e da orquestra, o espetáculo ainda conta com a produção executiva de Daniela Schiarreta e a direção de grandes mestres da cena artística da atualidade. Com direção musical do maestro Eduardo Pereira e direção geral do renomado diretor Bruno Rizzo, que assina a direção de grandes espetáculos como “Queen Experience In Concert”, “Pink Floyd Experience In Concert”, “Abba Experience In Concert”, “Embalos de Sábado à Noite, O Musical”, “Las Vegas Amazing Show”, “Broadway In Night”, entre outros.

SERVIÇO
Amazing Tenors In Concert
Quando: 27 de maio de 2022 (sexta-feira), 21h
Onde: Sala Principal do Teatro Castro Alves
Quanto:
R$ 220 (inteira) e R$ 110 (meia), filas A a P
R$ 190 (inteira) e R$ 95 (meia), filas Q a Z
R$ 160 (inteira) e R$ 80 (meia), filas Z1 a Z11
Classificação: Livre

VENDAS
Os ingressos para o espetáculo podem ser adquiridos na bilheteria do Teatro Castro Alves (clique aqui para informações de funcionamento) ou no site e aplicativo da Sympla (www.sympla.com.br).

MEIA-ENTRADA
– A concessão da meia-entrada é assegurada em 40% do total dos ingressos disponíveis para o evento.
– O Teatro Castro Alves cumpre a Lei Federal 12.933 de 29/12/2013, que determina que a comprovação do benefício de meia-entrada é obrigatória para aqueles que gozam deste direito.
Clique aqui para mais informações e lista de documentos comprobatórios válidos

PROTOCOLOS COVID-19
Para entrar no Complexo do TCA, é exigida a comprovação da vacinação contra a Covid-19, inclusive com a dose de reforço da vacina para todo o público alcançado por esta etapa da Campanha de Imunização. Crianças de 5 a 11 devem ter tomado ao menos a primeira dose da vacina, observado o prazo de agendamento para a segunda dose.


Festival Internacional de Cinema em Cachoeira



O município de Cachoeira, no Recôncavo Baiano, recebe o Festival Internacional de Cinema Finisterra Film Art & Tourism Brasil Afrobarroco, entre os dias 19 e 24 de abril. O evento é realizado pela Fundação Hansen Bahia (FHB), em parceria com a Santa Casa de Misericórdia e conta com patrocínio e apoio do Governo do Estado.

Os filmes selecionados para a mostra podem ser conferidos no link.Produções de São Félix, Itaparica, Cairu, Cruz das Almas, Santo Antônio de Jesus, Muritiba, Valença e Saubara estão inscritas na mostra. O Finisterra tem caráter multicultural e visa inserir municípios do Recôncavo e outras cidades baianas no roteiro internacional para produções cinematográficas e audiovisuais, fortalecer a economia da cultura e o desenvolvimento do turismo no estado, além de promover o intercâmbio entre a Bahia, o Brasil e o mundo, próximo às comemorações do bicentenário da Independência do país.

O festival reunirá profissionais especializados nos segmentos de cinema e turismo de países como Grécia, Estados Unidos e Portugal. Durante o festival, os filmes exibidos passarão por um júri internacional que premiará por categorias. Além disso, serão feitos “tours” com intuito de dar visibilidade aos vários lugares turísticos da região que poderão servir de cenários de filmes e documentários. Haverá ainda apresentação de diversos grupos e manifestações culturais ao longo do trajeto e, no último dia do Festival, será realizado o Cortejo Afrobarroco.

O evento conta com a parceria da Rádio Educadora FM (107,5), da TVE Bahia e de outros órgãos de divulgação. O Finisterra tem patrocínio do Governo do Estado da Bahia, através da Secretaria de Turismo (Setur) e da Bahiagás; apoio das secretarias estaduais de Cultura (Secult); Comunicação (Secom); do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre) – por meio da Fábrica Cultural e do Artesanato da Bahia; além da Secretaria de Educação (SEC). As prefeituras de Cachoeira e demais cidades envolvidas também dão suporte ao evento.

Vale salientar que todo o Festival seguirá as normas e os protocolos sanitários vigentes na ocasião, tanto estaduais quanto nacionais e internacionais de segurança contra a proliferação da Covid-19.

Ficha Técnica

A Coordenação Executiva do Festival Finisterra Film Art & Tourism Brasil Afrobarroco é composta pelo cineasta português e diretor da Arrábida Film Comission – Carlos Sargedas; pelo provedor da Santa Casa de Cachoeira e cineclubista – Lu Cachoeira; pelo Consultor Turístico/Cultural – Davi Rodrigues, pela Diretora da Fundação Hansen Bahia (FHB) – a jornalista Vanessa Dantas; o Coordenador Executivo da FHB – museólogo Jomar Lima; a Assessora de Comunicação – Liz Senna e o cineclubista – Juca Fonseca.

Programação

SINOPSE
Mostras de Filmes | Conferências e Palestras | Salões de Exposição – Arte e Literatura | Feiras de Artesanato e Produtos da Agricultura Familiar|Amostragem e Degustação de Licores | Lançamentos de LivrosWorkshops de Cinema e Educação| Cortejo Afrobarroco (manifestações artísticas, folclóricas, religiosas e culturais do Recôncavo da Bahia)
Dia 19 de abril de 2022 [terça-feira]
• Recepção e Credenciamento
Horário: A partir das 08h30
Local: Pousada do Convento do Carmo de Cachoeira

___________________

• Cerimônia de Intercâmbio Político-Institucional entre os Representantes do Poder Público de Sesimbra (Portugal), Barcelos (Portugal), cidades do Recôncavo da Bahia e do Governo do Estado da Bahia.
Horário: 15h
Local: Salão de Convenções da Estação Ferroviária Cultural de Cachoeira.

__________________

• Abertura da Exposição de Equipamentos de Cinema pelo Museu Roque Araújo – Homenagem ao Cineasta e Colecionador.
Horário: 17h
Local: Salão de Exposições da Estação Ferroviária Cultural de Cachoeira.

________________

• Celebração em Homenagem à data de aniversário do artista Hansen Bahia (107 anos) e da Fundação Hansen Bahia (46 anos),na Câmara de Vereadores de Cachoeira.
Horário: 18h
Local: Câmara de Vereadores de Cachoeira.
PRESENÇA DO SECRETÁRIO ESTADUAL DE TURISMO – MAURÍCIO BACELAR.

Dia 20 de abril de 2022 [quarta-feira]
• Cerimônia de Comemoração aos 196 anos de Fundação da Santa Casa de Misericórdia de Cachoeira. Primeira Santa Casa de Misericórdia fundada no Brasil Imperial Independente, autorizada por D. Pedro I, quando da sua visita em Cachoeira em 1826 para agradecer a participação do Hospital São João de Deus na luta pela Independência da Bahia e do Brasil.
Horário: 09h
Local: Igreja da Santa Casa de Misericórdia de Cachoeira.

_______________

• Abertura do Salão de Exposição das obras de Hansen Bahia e Ilse Hansen -Esculturas em Madeiras de Artistas do Recôncavo da Bahia. Mostra Paralela de Filmes e Workshops de Cinema (público-alvo: alunos de escolas públicas).
Horário: 10h
Local: Fundação Hansen Bahia, Rua 13 de Maio, Centro.

• Lançamentos de Livros de Literatura Infantil / Sarau “Cachoeira de Poesias”

Horário: 15h
Local: Fundação Hansen Bahia, Rua 13 de Maio, Centro.

_______________

• Feira de Produtos da Agricultura Familiar
Horário: 08h às 17h
Local: Largo do Palanque, em frente ao Jardim do Faquí.

_______________

• Feira de Artesanato do Recôncavo da Bahia e Amostragem e Degustação de Licores.
• Inauguração da Exposição Fotográfica de médio Formato sobre Sesimbra.
Horário: 10hàs 18h
Local: Praça Teixeira de Freitas, em Frente ao Cine TheatroCachoeirano.

______________
1ª Palestra
• Projeto Cachoeira Santuário Mariano do Recôncavo
Palestrante: Gustavo Falcón–Sociólogo, professor associado da Faculdade de Sociologia da Universidade Federal da Bahia, Mestre em Ciências Sociais, Doutor em História Social, autor de diversos livros destacando-se Bahia de Todos os Cantos, Editora Solisluna, Irmandade da Boa Morte, e Irmandade Nossa Senhora D’Ajuda pelo IPAC.
Horário: 14h30
Local: Salão de Convenções da Estação Ferroviária Cultural de Cachoeira.

_______________

• 1ª Sessão de Filmes Concorrentes
Horário: 16h
Local: Cine TheatroCachoeirano.

______________

• Abertura do Salão de Exposição Artes do Recôncavo da Bahia[Artes Plásticas, Instalações Audiovisuais e Literatura]. Inclui lançamentos de livros, recitais poéticos e literários e intervenções artísticas.
Horário: 17h
Local: Claustro do Convento da Ordem Terceira do Carmo.
Período: permanente das 09h00 às 22h00.

________________

• 20h:Cerimônia de Abertura do Festival Finisterra [Apresentação Técnica, Funcional e Institucional do Festival com a performance musical do Artista Português Nuno Reis]

• 2ª Sessão de Filmes Concorrentes
Horário: 21h
Local: Cine TheatroCachoeirano.

PRESENÇA DA SECRETÁRIA ESTADUAL DE CULTURA – ARANY SANTANA.
Dia 21 de abril de 2022 [quinta-feira]
2ª Palestra
• Re-Existência: Produção na Diáspora Africana
Palestrante: Priscila Martins – Professora e Dra. Socióloga Pesquisadora da Universidade Federal de São Carlos – SP, Coordenadora do Programa de Pós-Graduação e integrante da coordenação colegiada do Núcleo de Estudos Afro Brasileiros da UFSC-SP.
Horário: 09h
Local: Salão de Convenções da Estação Ferroviária Cultural de Cachoeira.

• Lançamento do Livro “Racismo, Desenvolvimento da População Negra”.
Autoria de Sandro Correia, Professor e Doutor da Universidade Estadual da Bahia – UNEB.
Horário: 10h
Local: Salão de Convenções da Estação Ferroviária Cultural de Cachoeira.

_____________

• Workshopsde Cinema e Educação – Sensibilização do Olhar: Introdução aos Estudos Básicos da Produção Audiovisual com Celulares; Noções de Roteiro; Produção; Enquadramento e Edição.
Com a participação de cineclubistas, estudantes e professores de Escolas Públicas do Recôncavo.
Horário: 08h30 às 12h
Local: Fundação Hansen Bahia, Rua 13 de Maio.
• Lançamentos de Livros de Literatura Infantil / Sarau “Cachoeira de Poesias”

Horário: 15h
Local: Fundação Hansen Bahia, Rua 13 de Maio.
_______________

• Pré-Jornada Nacional de Cineclubes do Brasil: Reunião da Diretoria do Conselho Nacional de Cineclubes (CNC) com Cineclubes Baianos. Debate sobre os 60 anos de fundação do CNC.

Horário: 15h às 17h
Local: Fundação Hansen Bahia, Rua 13 de Maio.
1ª Conferência Cinema & Turismo
• Turismo Sênior
Conferencistas: Lisa Valéria Torres (Brasil)–Coordenadora do Programa de Gerontologia Social da PUC – Pontifícia Universidade Católica de Goiás/Brasil UNATI e Luis Jacob (Portugal) – Presidente da RUTIS/UNATI – Universidade Aberta da Terceira Idade.
Horário: 14hàs 15h30

2ª Conferência
• Festivais de Cinema de Turismo
Conferencistas: Realizador e Produtor cinematográfico; Diretor do Istanbul Tourism Film Festivale IRENE GIANNAKOPOLOUS (Grécia)- Diretora do Amorgos Tourism Film Festival e Proprietária do Hotel 5 Estrelas AEGIALIS HOTEL & SPA e AEGIALIS TOURS; Membro da Câmara Municipal de Amorgos, Membro do Comitê de Turismo para o Desenvolvimento de Amorgos e Membro da Comissão Financeira do Município de Amorgos.
Horário: 16h10às 17h10
Local: Salão de Convenções da Estação Ferroviária Cultural de Cachoeira.

__________________
• 3ª Sessão de Filmes Concorrentes
Horário: 16h

• 4ª Sessão de Filmes Concorrentes
Horário: 20h
Local: Cine TheatroCachoeirano.

_________________

Dia 22 de abril de 2022 [sexta-feira]
• Visita a Centros Religiosos de Muritiba [Mulheres do Axé, Templo Católico do Senhor do Bonfim e Terreiro Ilê Axé Obá Laja].
Horário: 07h30 às 13h
• Workshops de Cinema e Educação – Sensibilização do Olhar: Introdução aos Estudos Básicos da Produção Audiovisual com Celulares; Noções de Roteiro; Produção; Enquadramento e Edição.
Com a participação de cineclubistas, estudantes e professores de Escolas Públicas do Recôncavo da Bahia.
Horário: 08h30às 12h
Local: Fundação Hansen Bahia, Rua 13 de Maio.

• Lançamentos de Livros de Literatura Infantil / Sarau “Cachoeira de Poesias”

Horário: 15h
Local: Fundação Hansen Bahia, Rua 13 de Maio.
• Pré-Jornada Nacional de Cineclubes do Brasil: Trocas de experiências entre os cineclubistas no contexto virtual e da Pandemia da Covid-19. Debate sobre documentos a serem encaminhados aos Candidatos à Presidência da República e aos governos estaduais.

Horário: 15h às 17h
Local: Fundação Hansen Bahia, Rua 13 de Maio.

________________

3ª Conferência
• Experiência e Produção Audiovisual
ConferencistaJASWANT SHERESTHA (USA) – Ator, Cantor, Argumentista, Diretor e Produtor de Filmes. Seis vezes Nomeado para os Emmy’s Awards e Diretor de 2 Festivais de Cinema em Los Angeles:Los Angeles IndependentFilm Festival Awardse Hollywood InternationalMoving Pictures Film Festival.
Horário: 14hàs 15h30
4ª Conferência
• Film Commission, Intercâmbios e Possibilidades.
Conferencistas: CARLOS SARGEDAS (Portugal) – Cineasta, Realizador e Produtor; Diretor da Arrábida Film Comission; Director do Finisterra Arrábida Film Art & Tourism Festival em Portugal e do Finisterra Brasil AfrobarrocoFilmArt&Tourism Festival.
Horário: 16h10às 17h10
Local: Salão de Convenções da Estação Ferroviária Cultural de Cachoeira.

• 5ª Sessão de Filmes Concorrentes
Horário: 16h

• 6ª Sessão de Filmes Concorrentes
Horário: 20h
Local: Cine TheatroCachoeirano.

_________________

Dia 23 de abril de 2022 [sábado]
• Workshops de Cinema e Educação – Reflexão sobre práticas de Cinema e Educação e uso de filmes para fins pedagógicos e educacionais. Composição de mesa para debate sobre o tema: Meninas e Mulheres no Cinema, com participação das mediadoras Clarissa Brandão e Fabíola; do professor ex-Reitor da UFRB – Paulo Gabriel Nacif e do Secretário Estadual de Educação – Danilo Melo;
Com a participação de cineclubistas, estudantes e professores de Escolas Públicas do Recôncavo da Bahia.
Horário: 08h30às 12h
Local: Fundação Hansen Bahia, Rua 13 de Maio.

• Lançamentos de Livros de Literatura Infantil / Sarau “Cachoeira de Poesias”

Horário: 15h
Local: Fundação Hansen Bahia, Rua 13 de Maio.
• Pré-Jornada Nacional de Cineclubes do Brasil: Debate sobre o Temário da 31ª Jornada Nacional.

Horário: 15h às 17h
Local: Fundação Hansen Bahia, Rua 13 de Maio.

• Exibição do FilmeEtnográfico “Canto Infinito do Tincoã
Um filme de Tenille Bezerra
Participação Especial de Mateus Aleluia.
Horário: 15h
Local: Cine TheatroCachoeirano.
• Abertura do Memorial da Festa D´Ajuda e Lançamento do Livro da Irmandade de Nossa Senhora D´Ajuda
Horário: 19h
Local: Praça 25 de Junho (Antiga Galeria do IPAC).

___________________

• Cerimônia de Premiação FESTIVAL FINISTERRA
– Homenagem ao artista e pesquisador musical Mateus Aleluia;
– Homenagem às Sambadeiras Dona Dalva, Edith do Prato, Dona Nicinha eIrmandade daBoa Morte. Uma alusão à preservação e desenvolvimento da Cultura Afro Brasileira;
– Agradecimentos ao Patrocinadores do Festival de Cinema e Multicultura Finisterra Brasil Afrobarroco.
Horário: 20h
Local: Cine TheatroCachoeirano.

_______________
• Apresentação Musical do Canto Afrobarroco com Mateus Aleluia e Convidados: Peu Meurray; Glória Bonfim e o Músico e Pesquisador Português – Nuno Reis.

Horário: 22h30
Local: Praça Teixeira de Freitas, em Frente ao Cine TheatroCachoeirano.

PRESENÇA DO SECRETÁRIO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO – DANILO MELO.

Dia 24 de abril de 2022 [domingo]
• Cortejo Afrobarroco [itinerário: saindo de São Félix passando pela Estação Ferroviária e Cultural e culminando no Centro Histórico de Cachoeira].
O Cortejo mostrará a força e a beleza artística das manifestações culturais Afro Brasileiras do Recôncavo da Bahia através das seguintes manifestações:
Capoeira – Segura Veia – Esmola Cantada – Alas das Baianas – Bumba Meu Boi – Charuteiras – Caretas – Mandus da Festa d’Ajuda – Nego Fugido – Sambas de Roda – Performance de Dança – Caboclos e Caboclas – Maculelê – Filarmônicas – Quadrilha Junina e outras manifestações da cultura tradicional do Recôncavo da Bahia.
Concentração: 09h
Local: São Félix (em frente a Fábrica de Charutos Dannemann).
• Chegada do Cortejo Fluvial dos Caboclos e Caboclas de Itaparica
Horário: 10h
Local: Cais do Porto de Cachoeira (na margem esquerda do Rio Paraguaçu).

• 7ª Sessão de Filmes Concorrentes
Horário: 16h
Local: Cine TheatroCachoeirano.

_______________

• 8ª Sessão de Filmes Concorrentes
Horário: 20h
Local: Cine TheatroCachoeirano.

PRESENÇA DO SECRETÁRIO ESTADUAL DE COMUNICAÇÃO – ANDRÉ CURVELLO.

OBS: TODA PROGRAMAÇÃO ESTÁ SUJEITA A ALTERAÇÃO!!!


Forró, axé, sertanejo, chorinho, MPB e samba no Cruzeiro do São Francisco


Trio Nordestino de Gel Barbosa/Divulgação

O Largo do Cruzeiro do São Francisco é palco de shows com talentosos grupos e artistas que atuam na Bahia e que, de segunda a sábado, das 18h às 21h, fazem a vida cultural do Centro Histórico mais movimentada. Esta semana tem shows de forró, axé, samba-reggae, MPB, chorinho, samba e sertanejo. Se apresentam Gel Barbosa, Diggo de Deus, grupo Gente do Choro, Aline Souza, Satyra Carvalho e Dinho Reis. Os shows são patrocinados pelos restaurantes Boteco do Pelô, Cuco Bistrô, Maná Grill e Odoyá, todos localizados no Largo do Cruzeiro do São Francisco. Confira a programação dia a dia :

Segunda-feira, dia 18 de abril – FORRÓ – Gel Barbosa, um dos melhores sanfoneiros da atualidade, faz temporada de shows no Largo do Cruzeiro do São Francisco, às segundas-feiras, a partir das 18h. Gel Barbosa, que é produtor musical, compositor, cantor, arranjador e sanfoneiro, já acompanhou e gravou com artistas como Zé Calixto, Pinto do Acordeon, Antônio Barros, Cecéu, Elba Ramalho, Xangai, Targino Gondim, Carlos Pitta, Elba Ramalho, Almério, Mariana Aydar e Renato Borghetti. Natural de Serra da Raiz, na Paraíba, Gel Barbosa nasceu numa família de músicos e teve como maior influenciador seu pai Geraldinho, tocador de oito baixos.

Em 2013 se mudou definitivamente para Salvador e desde então trilha sua carreira atuando em diversos espaços culturais e também em cidades do interior da Bahia. Considerado um dos melhores sanfoneiros nordestinos da atualidade, fez participação no primeiro CD solo do cantor sueco Thomas Eby, participou do CD Obatalá, onde participaram artistas como Gilberto Gil, Zeca Pagodinho, Alcione, Marisa Monte e Jorge Ben. Hoje Gel Barbosa divide seu tempo também entre gravações e produção musical de diversos gêneros musicais como forró, choro e frevo.

Diggo de Deus/Divulgação

Terça-feira, dia 19 de março – AFRO-POP e MPB – Diggo de Deus – Diggo de Deus, ator, cantor e compositor, começou a cantar profissionalmente na banda mirim do Olodum no ano de 2005 e no ano seguinte passou a integrar a ala de canto do Bloco Olodum onde esteve até o ano de 2013. Nesse período fez diversas coisas paralelas, como shows em diversas cidades da Suécia, incluindo o Brazilian Day de Estocolmo, em 2015, e em Copenhagen em 2016.

Chegou à semifinal do programa Ídolos, na TV Record em 2008. Gravou como backing vocal o DVD “Santo de Casa”, da cantora Mariene de Castro e fez parte da banda Vixe Mainha no ano de 2011. Atualmente vem desenvolvendo seu trabalho autoral paralelamente a shows em barzinhos e eventos privados. Hoje no seu show Diggo mostra um pouco de todas essas experiências vividas na sua carreia, tentando ao mesmo tempo mostrar sua história e ser atual.

Quarta-feira, dia 20 de abril – CHORINHO – O Gente do Choro é o grupo mais tradicional do choro da Bahia, formado por Carlinhos do Bandolim, Dudu Reis (cavaquinhos), Natan Drubi (violão sete cordas) e Pedro Calil (pandeiro). No repertório, choros tradicionais brasileiros, bem como composições autorais inspiradas neste gênero totalmente nacional. O grupo Gente do Choro tem mais de 20 anos de trabalho musical.

É, certamente, o grupo atuante mais antigo de Salvador, talvez até da Bahia. À frente do grupo, Carlinhos do Bandolim que, ao lado do saudoso Pedrinho do Pandeiro, formou o Gente do Choro. A princípio, era apenas uma “brincadeira musical”. Vários músicos se reuniam num ponto do bairro da Liberdade e tocavam, deixando a animação e o prazer tomar conta dos presentes, na tradicional roda de choro. Hoje, o Gente do Choro possui CD gravado e está fortemente inserido no cenário musical baiano, por elevar astral e contagiar a todos com o seu ‘tempero musical’ único.

Quinta-feira, dia 21 de abril – SAMBA DE RAIZ – Aline Souza é cantora e compositora nascida em Salvador. Começou a cantar na sua igreja aos três anos de idade. Dos sete aos 14 anos participou de festivais de música como os realizados pelo SESI e pelos Correios, sempre ganhando competições. Em 2016, participou do Iluminados, quadro do Domingão do Faustão, onde foi a primeira finalista. Gravou um EP “Meu Samba” com cinco músicas autorais.

Viajou para o Qatar- Doha onde cantou por um ano no restaurante brasileiro “Ipanema”. Voltando de lá em 2018, continuou cantando em bares, restaurantes e eventos em Salvador. Em 2020 participou do “The Voice Brasil”, da Rede Globo, onde cantou “A Loba” e fez Iza, Lulu e Brown virarem pra ela. Aline saiu na quarta fase do programa, próximo das finais. Aline Souza tem um trabalho autoral que está disponível em todas as plataformas digitais, e também tem clipes no seu canal do YouTube alinesouzacantora.

Sátyra Carvalho/Divulgação

Sexta-feira, dia 22 de abril – AFRO-POP e MPB – Sátyra Carvalho, cantora e instrumentista, fez parte da Banda Vixe Mainha, um projeto de som percussivo e do Afro-Pop / MPB, na qual fez shows por diversos estados brasileiros. Como integrante desse grupo, participou do Festival Nacional de Música na cidade de Canela(RS), apresentou-se em programa nacional de TV na Rede Globo e no carnaval de Salvador.

Em 2011, foi convidada para fazer parte da Ala de canto do Bloco Afro Olodum, onde permaneceu por 5 anos fazendo shows pelo Brasil, programas nacionais de TV, carnaval de Salvador e turnês internacionais. Após sua saída do Olodum, deu início a carreira solo, cantando e tocando em Estados brasileiros e em outros países, como carnaval de Estocolmo (Suécia) e turnê pela Argentina durante três meses.

Sábado, dia 23 de abril – SAMBA, AXÉ, POP E ROCK – Dinho Reis é cantor, compositor e multi-instrumentista e apresenta em seu show um repertório variado com clássicos da música baiana, brasileira e internacional. Canta, por exemplo, sucessos de Gilberto Gil, Jorge Benjor, Olodum, Ivete Sangalo, Bob Marley, Lionel Richie e, Freddy Mercury.

Sua apresentação é caracterizada pela alegria, descontração e a interação com o público. Seu repertório eclético passeia por grandes clássicos da música baiana como Faraó, Protesto Olodum, Baianidade Nagô, É d’ Oxum, sem deixar de apresentar releituras do pop rock nacional do Legião Urbana, Capital Inicial, Roupa Nova, Lulu Santos e pelo samba de Zeca Pagodinho, Alcione, Fundo de Quintal e Exaltasamba.

Programação

Segunda-feira – dia 18.04, a partir das 18h – Gel Barbosa

Terça-feira – dia 19.04, a partir das 18h – Diggo de Deus

Quarta-feira – dia 20.04, a partir das 18h – Gente do Choro

Quinta-feira-feira – dia 21.04, a partir das 18h – Aline Souza

Sexta-feira – dia 22.04, a partir das 18h – Sátyra Carvalho

Sábado – dia 23.04, a partir das 18h – Dinho Reis