Festival Rumpilezz com programação online e gratuita


Larrissa Luz. Foto Caio Lirio/Divulgação

Toda música brasileira é afro-brasileira. Reafirmando essa premissa, o Festival Rumpilezz – Música e Pensamento retorna com a sua 1ª edição nos dias 6 a 11 de julho, com programação gratuita e transmissão no YouTube da Rumpilezz.O evento reúne, entre outros nomes, Larissa Luz, Baco Exu do Blues, Lazzo Matumbi, Márcia Short, Mou Brasil e artistas internacionais “sob a batuta” do maestro Letieres Leite, idealizador do evento. O objetivo é difundir o Método de ensino musical UPB (Universo Percussivo Baiano), criado pelo maestro, e destacar o legado dos ritmos de matriz africana na constituição da música brasileira.

Promovido pelo Instituto Rumpilezz (formado pela Orkestra Rumpilezz, o programa educativo Rumpilezzinho – Laboratório Musical de Jovens e o Letieres Leite Quinteto), o Festival traz, à luz, os ritmos africanos que cruzaram o Oceano Atlântico sem perderem a sua essência e que, ainda hoje, seguem cadenciando a música popular brasileira. E, para além da música, a proposta do Festival é também ecoar a contribuição histórica das populações negras, nas diásporas africanas, na formação da cultura nas Américas.

A programação traz um Laboratório Experimental com Larissa Luz e outro com Baco Exu do Blues, que entoam canções próprias, repaginadas por um grupo de jovens formados pelo Programa Rumpilezzinho.

“Esse Laboratório é uma experiência prática de tudo que os alunos vieram aprendendo, nos últimos anos, no Laboratório de Formação para Jovens baseado no Método UPB. Todo o processo criativo foi pensado e elaborado por eles: a concepção do arranjo, a percepção da estrutura rítmica, a ligação da música com sua ancestralidade e com os novos movimentos tecnológicos, até a mixagem e finalização de áudio”, destaca Letieres Leite, que assina a direção artística. Os videoclipes com as canções “Cante pra Chamar”, de Larissa, e “Oração à Vitória”, com Baco, serão apresentados ao público, respectivamente, nos dias 08 e 09 de julho, às 20h.

Lazzo. Foto de Paola Alfamor

Já os cantores Lazzo Matumbi e Márcia Short são os convidados da Orkestra Rumpilezz em um show gravado e com transmissão no YouTube da Rumpilezz dia 11, às 21h. Mais cedo, às 20h, quem se apresenta é o Letieres Leite Quinteto com a participação do guitarrista e compositor Mou Brasil, referência de música instrumental autoral, jazz e afro.

O Festival também traz um Concerto Instalação ao vivo, no dia 10, às 20h, com a participação de Letieres Leite, artistas baianos e internacionais. “É um encontro de músicos de diversas tendências, gêneros, estilos e culturas, mas com um ponto em comum: trabalham com a música contemporânea desconstruída; a música espontânea e instantânea.”

O maestro e educador explica “cada um vai propor uma textura, uma direção e não estaremos preocupados com problemas de delay e defasagem que acontece nas trocas musicais na internet. Ao contrário, vamos usar isso como motivo de observação e de estímulo para a criação coletiva”, .

Entre os convidados já confirmados, o artista sonoro e guitarrista baiano Junix, que já colaborou com nomes como BaianaSystem, Arto Lindsay, Carlinhos Brown, Lucas Santtana e Cirque du Soleil; o produtor e DJ húngaro, Szabolcs Bognár; e o jazzista da Hungria, Hock Ernő. A produção do Concerto Instalação é do artista sonoro, pesquisador e produtor cultural Edbrass, coordenador do Low Fi – Processos Criativos.

A programação completa conta com duas Oficinas UPB Petrobras, sobre a aplicação do Método UPB, ministradas por Letieres Leite nos dias 06 e 07, das 14h às 17h, aberta a todos os públicos (transmissão via YouTube e sem limite de participantes).

Também será criada uma playlist oficial, reunindo artistas de diversas nacionalidades e estilos musicais. E ainda a websérie OMOYA, dirigida por Urânia Munzanzu, com quatro episódios, abordando temas como o racismo na Axé Music, machismo e misoginia na música, além do próprio Método UPB de ensino e aprendizagem musical.

Letieres Leite Quinteto. Foto João Atala/Divulgação

O Festival Rumpilezz – Música e Pensamento conta com patrocínio da Petrobras, por meio do Programa Petrobras Cultural, a partir da Lei Federal de Incentivo à Cultura, Ministério do Turismo, Governo Federal. Em sua primeira etapa, realizada em dezembro do ano passado, o Festival contou com dois webnários, reunindo pesquisadores baianos, da Nigéria e de Cuba, e uma oficina formativa de aplicação do Método UPB.

Entre os participantes, a Professora Dra. Denise Carrascosa, a Professora Anne Rodrigues, o historiador, músico e educador Fabricio Mota, e a pesquisadora, percussionista e diretora da Banda e Projeto Social Didá, Víviam Caroline.

O Método UPB

Concebido por Letieres Leite, fruto de mais de 30 anos de estudos e pesquisas sobre as organizações metodológicas das matrizes africanas, o Método UPB se propõe a ensinar a música popular brasileira a partir da consciência de um conceito estrutural ligado às suas raízes negras. O maestro e educador sistematizou ferramentas de ensino tendo, como base e diretriz, o legado musical constituído pelas populações negras nas diásporas africanas.

“A proposta é estudar a música popular de todos os gêneros, do choro, samba e baião, com um aprofundamento nas questões rítmicas. E uma das maneiras muito seguras é nos apoderarmos das ferramentas e formas de como essa música é praticada na sua origem, dentro do terreiro, nas ruas, nos blocos; trazer essa tecnologia e metodologia para dentro dos lugares de estudo. Porque a música de cultura africana têm um rigor científico sim, só que dentro de outras normas”, explica Letieres.

Festival Rumpilezz – Música e Pensamento 2021

06 a 11 de julho

Gratuito

Programação:

Oficina UPB Petrobras I – Como identificar fundamentos rítmicos para execução musical?: dia 06 de julho, das 14h às 17h

Oficina UPB Petrobras II – Como pensar arranjo e composição a partir dos fundamentos rítmicos?: dia 07 de julho, das 14h às 17h

Ministrante: Letieres Leite

Aberta ao público

Lançamento do clipe “Cante pra Chamar”, do Laboratório experimental Rumpilezzinho com Larissa Luz: dia 08 de julho, às 20h

Lançamento do clipe “Oração à Vitória”, do Laboratório experimental Rumpilezzinho com Baco Exu do Blues: dia 09 de julho, às 20h

Concerto Instalação: Letieres Leite, Junix, Szabolcs Bognár (Hungria) e Hock Ernő (Hungria), com produção de Edbrass – dia 10 de julho, às 20h

Show Letieres Leite Quinteto convida Mou Brasil: dia 11 de julho, às 20h

Show Orkestra Rumpilezz convida Lazzo Matumbi e Márcia Short: dia 11 de julho, às 21h

Websérie:

Episódio 01: “Clementina – Nosso passos vêm de longe” (O machismo e a misoginia na música): dia 06 de julho

Episódio 02: “Eunice – Racismo x Axé Music”: dia 07 de julho

Episódio 03: “Amina – UPB – a Escola, o Método e o Legado”: dia 08 de julho

Episódio 04: “Zenzile – Perspectivas e Caminhos de futuro” (Orquestra Rumpilezzinho): dia 09 de julho

Transmissão: Youtube da Rumpilezz (https://www.youtube.com/c/Rumpilezz)

Mais informações: Instagram Instituto Rumpilezz (instagram.com/rumpilezz)


Arraiá do Rei com Zelito Miranda na Noite de São João


Foto Clarice Miranda/Divulgação

“É São João nos olhos da menina, Forró, rojão debaixo de chuva fina… Nem chuva fina, nem rojão”. Este ano Zelito Miranda vai fazer mais um ano do Arraiá do Rei para comemorar o São João com forró para você dentro de casa.

O forrozeiro, que já fez a primeira edição do Arraiá do Rei de Santo Antônio, convida todos os forrozeiros de plantão para dançar na noite de São João por meio da Live Arraiá do Rei no canal do YouTube Zelito Miranda Oficial. O evento acontece no dia 23 de junho, às 20h, com a participação virtual de Santana o Cantador, Tom Dantas e da dupla sergipana Antônio Rogério e Chico Queiroga.

“Continuo confiante que em 2022 a comemoração do São João será tripla, pois irá comemorar o ano de 2020, 2021 e 2022, então se preparem para dançar muito forró temperado que virão em um álbum novinho só com forró inédito para aquecer ainda mais esse que será um grande momento”, disse o forrozeiro.

Agenda
Live Arraiá do Rei Noite de São João com Zelito Miranda
Data: 23 de junho (quarta-feira)
Horário: 20hs
Local: canal de Zelito Miranda Oficial no Youtube -www.youtube.com/zelitomirandaoficial
Convidados: Santana o Cantador, Tom Dantas e da dupla sergipana Antônio Rogério e Chico Queiroga

Redes Sociais
YouTube: www.youtube.com/zelitomirandaoficial

Instagram:@zelitomiranda/
Facebook:@zelito.miranda.1
Spotify: spoti.fi/2OVlUDL

 

 


Samba Junino será virtual com ampla programação até final de julho


Fotos/Divulgação

Devido à pandemia da Covid-19, as tradicionais apresentações do samba junino ocorrerão de forma on-line, por meio de lives promovidas pela Fundação Gregório de Matos (FGM) e realizadas via YouTube. O investimento municipal para a ação, através do Prêmio Samba Junino, foi de R$260 mil, sendo destinados R$20 mil para cada projeto aprovado.

No total, 13 entidades farão oficinas, documentários e apresentações virtuais trazendo a história, os elementos formadores e toda a trajetória desse estilo que descende do samba. Há pouco mais de quatro décadas, o ritmo movimenta e leva um novo estilo aos festejos de São João.

Integrante do programa Salvador Memória Viva, da FGM, o Samba Junino é mais um ente do patrimônio cultural da cidade salvaguardado pela pasta. Registrado como patrimônio imaterial, a manifestação entra no terceiro ano sendo parte das ações de conservação implementadas pela FGM.

“Este estilo se configura pela concentração de pessoas, pelo arrastão tradicional que, em tempos de pandemia, nos fez buscar novas estratégias junto aos proponentes, para manter essa essência, sem riscos sanitários. Buscamos então a melhor forma de fazer fluir o espetáculo em tempos de pandemia”, destaca a gerente de Patrimônio Cultural da FGM, Gabriella Mello.

Com isso, a programação tem como foco ações de memória, de formação e fruição musical. “O edital contempla lives, aulas, documentários e ações voltadas para as mulheres e o público LGBT no samba, destacando as madrinhas e a importância dessa tradição para as próximas gerações”, completa Gabriela.

Quem faz – Grupo formado no bairro de Cajazeiras, o Samba Fama celebra mais de 25 arraiás promovendo a folia junina dentro da tradição do samba duro da Bahia. Para este ano, o grupo teve de abrir mão do famoso arrastão para, através de apresentações virtuais e oficinas, transmitir um pouco do que criou e conservou em quase três décadas de história.

Na quinta-feira (16), no canal do Samba Fama no YouTube, a agremiação irá se apresentar junto com as bandas Samba de Tamanco, Samba Fama, Sai de Baixo que Lá Vem a Zorra e convidados em live show do arrastão junino da região – o Cajarriê.

“Temos como proposta fortalecer, divulgar, resgatar e enriquecer de forma estruturada a cultura do samba junino na cidade. Nas oficinas, destacamos toda a história, rítmica e curiosidades do estilo. Faremos tudo de maneira virtual, mas tentaremos manter a energia e tradição, contando a história e os bairros tradicionais do Samba Junino em Salvador”, explica Alessandro Santos, diretor do grupo.

Atuante desde 2002 na cena cultural da Estrada Velha do Aeroporto, o projeto “Samba Junino da Periferia: Estrada Velha resiste” faz parceria com o Samba Duro Bicho da Cana. A iniciativa visa fortalecer a cultura do samba junino local, apoiando a realização de oficinas gratuitas de música e dança, além de apresentações de grupos do estilo na região.

“Para este ano, faremos uma live oficina e uma live show, bate-papos com pessoas representativas do Samba Junino na Estrada Velha do Aeroporto, contando a história do Bicho da Cana, do movimento EVA Resiste e da história do bairro. Nosso diferencial está na pegada moderna do samba que tocamos, fazendo uma espécie de renovação do estilo”, avalia Regiane Santos, produtora cultural do movimento EVA Resiste/Grupo de Samba Bicho da Cana, também conhecida como Ane Negona.

A live do grupo vai ao ar no dia 23 de junho, no canal EVA Resiste no YouTube, e na página da agremiação no Instagram, o @EVAResiste.

Programação – Samba Junino Ano III

– Arrastão do Samba Fama

16/06 – Realização de oficina virtual de levada rítmica com maestro Rayalla

17/06 – Oficina de dança e cultura do samba junino com o instrutor Edson Souto

19/06 às 17h – Apresentação de live do grupo Samba Fama e convidados

– Fogueirão

23/06, às 18h – Live

– Explosão Cultural Jaké

25/06 – Postagem do documentário nas plataformas e redes sociais

27/06 – Live de lançamento

– Samba Junino da Periferia: EVA Resiste

19/06 – Oficina de dança com Suelen Araújo;

23/06 – Apresentação show do samba duro Bicho da Cana, com repertório que recorda cantigas do samba junino de Salvador;

26/06 – Oficina de pandeiro com a mestra Chica do Pandeiro de Quixabeira da Matinha;

29/06 – Apresentação show do Samba Duro VS;

30/06 – Apresentação show do Samba Neguinho.

– Filhos de Marujo: Pranchão da Viola

26/06, às 16h – Live

– Supersamba Junino

26/06, às 16h – Live

– Arrastão Junino Cajazeiras

02/07, às 16h – Oficina de levada rítmica

03/07, às 16h – Oficina de dança e apresentação da rainha LGBT

10/07, às 20h – Live no canal Arrastão Junino Cajazeiras no YouTube

– Samba Santo Amaro (canal Samba Santo Amaro)

23/06 – Vídeo da apresentação musical

02/07 – Vídeo com resultado da oficina rítmica

31/07 – Documentário sobre o samba junino

– Samba Duro Junino em Movimento (canal Nonato Sanskey e Sambão Mucum’g)

15/06, às 15h – Narrativa histórica sobre o samba junino

20/06, às 15h – Live show com Nonato Sanskey e Sambão Mucum’g

– Samba Junino do Maestro (canal Augusto Conceição)

23/06, às 17h30 – Vídeo produzido pelo Grupo Vai Kem Ké

– Liga do Samba Junino (canal da Liga do Samba Junino)

23/06 – Aula Show de Samba Duro

– Samba Duro do Garcia (canal da Organização Cultural G7 SDJ)

23 e 28/06, às 19h – III Desfile de Samba Duro Junino do Garcia


Festival de Música na Praia do Forte com lives de várias atrações


Targino e Luiz Caldas /Divulgação

Neste ano, o festival de música de Praia do Forte acontecerá em formato live, como transmissão ao vivo para todo o Brasil e para o mundo, por meio do YouTube.

O evento acontece entre os dias 23 e 26 de junho, a partir das 17h, direto do Castelo Garcia D’Ávila, na Praia do Forte, em Mata de São João (BA). Targino Gondim e Luiz Caldas são algumas das atrações confirmadas.

No Nordeste, as festas juninas, principalmente o São João, são cada vez mais reverenciadas. Pode-se dizer que a importância destas festas, para os nordestinos, ultrapassa a do Natal, e que elas são, historicamente, o evento festivo mais importante destas regiões.

Divulgação

Por causa da pandemia, as festas juninas estão suspensas, e o projeto tem como premissa levar alegria para a casa dos brasileiros, demonstrando toda riqueza da cultura regional. Por meio das apresentações de bandas e quadrilhas juninas, o Festival de Música de Praia Do Forte – Forró do Forte demonstra o crescimento “cultural junino”.

Este crescimento vem passando por transformações como a inserção de elementos novos, mas sem abandonar suas principais características, e mediando as relações entre tradição e modernidade, urbano e rural, entre muitas outras.

Nesse festival, o cantor baiano, Luiz Caldas, irá mostrar mais um dos seus talentos, com a apresentação de um repertório no ritmo do forró. O forrozeiro Targino Gondim, também já confirmou presença e promete uma apresentação cheia de clássicos.

Foto Reprodução do Facebook

Outras bandas se apresentam a exemplo de no dia 23, Robson Alves, Serenão, Azzaração e Trakimagem do Forró. Dia 24 Ricardo Viana, Trio Imbassaê, Tabaréu e Marcelo Santos. O dia 25 ainda conta com Pet Dauê e Forró do Miagui e o dia 26 terá Júnior Moura e Forró Kassuá.

O Festival de Música de Praia do Forte – Forró do Forte acontecerá no São João, neste balneário conhecido internacionalmente como a Polinésia brasileira, a fim de prover um evento qualificado, com grandes atrações, organização e principalmente muita diversão. O projeto tem o patrocínio do Hiper Ideal, e do Governo do Estado, por meio do Fazcultura, Secretaria de Cultura e Secretaria da Fazenda”.

Agenda
Festival de Música de Praia do Forte – Forró do Forte
Quando: 23 e 26 de junho, a partir das 17h
Onde: Transmissão ao vivo pelo YouTube

 

 


1ª live de Zelito Miranda: “Arraiá do Rei”


Foto Clarice Miranda/Divulgação

Domingo, dia 13 de junho, é dia de Santo Antônio. Para fechar a trezena, Zelito Miranda vai fazer a sua primeira Live da temporada junina 2021. Batizada “Arraiá do Rei”, em referência ao seu título do Rei do Forró Temperado, o projeto acontece no YouTube Zelito Miranda Oficial a partir das 14 horas.

Pelo segundo ano consecutivo, não podendo fazer shows nas praças, clubes como sempre fez, por conta da pandemia, Zelito realizará homenagem a Santo Antônio em um cenário que remeterá o público a esse momento de aconchego, fé e diversão dentro de casa. O encontro terá muito forró temperado com músicas já conhecidas da tradição junina.
Agenda
Lives Arraiá do Rei com Zelito Miranda
Local: no YouTube de Zelito Miranda – www.youtube.com/zelitomirandaoficial
Dia: 13/06(domingo)
Horário: às 14hs
Duração: 2hs

Redes Sociais
YouTube: www.youtube.com/zelitomirandaoficial

Instagram:@zelitomiranda/
Facebook:@zelito.miranda.1
Spotify: spoti.fi/2OVlUDL