VI Réveillon Reggae no Pelourinho com muitas atrações


Fotos: Divulgação

O esperado momento da virada do ano também terá ponto certo para os amantes do Reggae. No dia 31 de dezembro, a partir das 22h, na Casa Cultural Reggae (Praça Jubiabá – Pelourinho), os regueiros terão 9h de música na sexta edição do Réveillon Reggae.

Realizado pela Casa Cultural Reggae, o evento terá as atrações Dj Ras Peu, Kamaphew Tawá & Banda Aspiral do Reggae, e terá como convidada a cantora Yá, Jo Kallado e Ronaldo Formigão. Trazendo a alegria, alto astral e ambiente familiar, o Réveillon Reggae promete ser um ponto de encontro para aqueles que têm no gênero uma fonte de positividade.

Em sua sexta edição, a festa terá ceia à venda, cobertura e espaço de lazer para crianças, além de bebidas. Ingressos já estão sendo vendidos na Casa Cultural Reggae, pagar com pix ou cartão.

“O Reggae tem mostrado uma enorme capacidade de envolvimento com outras culturas em Salvador, cidade de maior população negra fora da África. A música reggae é um ritmo que tem espaço independente de qualquer modismo, ele traz um conjunto de filosofia e pensamento. É uma música que tem milhões de adeptos”, diz Jussara Santana, idealizadora do Réveillon.
Ingressos já estão sendo vendidos na Casa Cultural Reggae

SERVIÇO
Réveillon Reggae – 6ª edição
Quando: 31 de dezembro, a partir das 22h
Onde: Casa Cultural Reggae (Praça Jubiabá – Rua do Passo, Pelourinho)
Quanto: R$130 (4 pessoas), R$ 70 (casadinha), R$ 40 (individual) – Local de venda Casa Cultural Reggae, das 15h às 20h
Mais informações (71) 98776-4388/ @casaculturalreggae


Final do Concurso da Moqueca com shows na Marina da Penha


Receitas de moquecas tradicionais e exóticas, show da banda Filhos de Jorge e vista para a Baía de Todos-os-Santos. As atrações fazem parte da programação da final do 1º Concurso da Moqueca, que acontece neste sábado (9), a partir das 10h, na Marina da Penha, no bairro da Ribeira, em Salvador. O evento terá a participação do trade turístico e de entidades ligadas à gastronomia. O público poderá participar, mediante a doação de um quilo de alimento não perecível, que será destinado à campanha Bahia Sem Fome, desenvolvida pelo Governo do Estado.

A competição surgiu da parceria entre a Secretaria de Turismo do Estado (Setur-BA) e a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes, seção Bahia (Abrasel), para fomentar o segmento gastronômico e promover a iguaria baiana. A moqueca ficou entre as 20 melhores receitas de frutos do mar do mundo, neste ano, de acordo com levantamento do guia on-line internacional TasteAtlas.

“ Não poderíamos perder a oportunidade de aproveitar o prestígio mundial da culinária baiana, para organizar um concurso sério, com a condução da Abrasel, e a parceria do Governo do Estado na promoção. Vamos fazer uma grande festa, valorizando a cultura da gastronomia, um dos segmentos mais atrativos da Bahia, que entra em um novo ciclo de projeção ”, pontuou o titular da Setur-BA, Maurício Bacelar.

A etapa seletiva do concurso teve a participação de 211 restaurantes das 13 zonas turísticas da Bahia, sendo que 75 ficaram aptos a seguir na disputa, e foram submetidos à votação popular pela internet, com o registro de 11.297 votos. Passaram para a fase final 11 pratos, que representam as regiões do mapa do turismo estadual. A escolha da receita mais saborosa será feita por um júri técnico, composto por chefs de cozinha e representantes de instituições gastronômicas.

“ Esse concurso é um marco na gastronomia da Bahia, por ter conseguido a participação de todas as zonas turísticas do estado. Não tenho dúvidas de que ele vai se consolidar no calendário anual de eventos do segmento, contribuindo para a revelação de chefs talentosos e fortalecimento do nosso turismo”, destacou o presidente-executivo da Abrasel-BA, Luiz Henrique do Amaral.


Angra, uma das maiores bandas de heavy metal do Brasil, faz show aqui


Foto: Marcos Hermes/Divulgação

Fundada em 1991 e com álbuns icônicos e turnês pelas Américas, Europa e Ásia ao longo dos anos, o Angra volta a Salvador, no próximo dia 10 de dezembro, com apresentação da nova turnê “Cycles of Pain Tour”, na antiga Área Verde do Othon, em Ondina, a partir das 16h.

O show, que também resgata clássicos da carreira de mais de 30 anos, é inspirado no 10º álbum de estúdio da banda, que retrata dores pessoais dos seus membros, e mantém a essência dos músicos de unir o peso do metal a influências da música brasileira e à sofisticação erudita.

“O novo álbum é um marco na carreira do Angra e uma renovação do estilo Power Metal Progressivo”, explica Rafael Bittencourt, guitarrista, compositor e membro fundador do grupo, composto ainda pelo guitarrista Marcelo Barbosa, pelo baterista Bruno Valverde, pelo vocalista italiano Fabio Lione e pelo baixista Felipe Andreoli.

“‘Cycles Of Pain’ traz diversas perspectivas sobre a dor humana e os ciclos que a envolvem. Nos lembra que, embora a dor seja inevitável, ela também é parte integrante do crescimento e aprendizado. Ao reconhecer e enfrentar esses ciclos, podemos descobrir nossa força interior e encontrar um caminho para a cura e a transformação”, contextualiza Andreoli.

Serviço

Angra em Salvador – Cycles of Pain Tour

10 de dezembro, a partir das 16h

Área Verde do Othon, em Ondina

Ingressos: R$ 70 a R$ 200

Vendas: https://vendas.ticketmaker.com.br/?ct=2784&cl=46


Laiô traz frescor e ancestralidade em shows na capital


Foto: André Medina/ Divulgação

Artista integra show “Royal Flush” dia 25/11 na Sala do Coro do TCA e se apresenta dia 29/11 no Novembro Negro das Artes Negras.

Diretamente de Ilhéus (BA), a cantora e compositora Laiô (@colanapreta), traz em sua arte a fusão de ritmos latinos e brasileiros ecoando tambores e ancestralidade em suas composições e se apresentará na capital baiana entre os dias 25 e 29 de novembro. Suas metáforas de rio e mar marcam a força e o frescor de seu território. Sua sonoridade passeia pelas texturas orgânicas e eletrônicas trazendo para o centro de sua obra o que chamamos, nas perspectivas afrodiaspóricas, de música afro-baiana.

No dia 25 de novembro Laiô apresenta o show “Royal Flush” na Sala do Coro do TCA, junto com Igor Gnomo, João Merín e Fatel. Uma apresentação inédita e imperdível explorando as conexões entre esses artistas em mais uma edição do Sons Daqui, projeto itinerante que promove a produção musical e o mercado cultural baiano, estabelecendo conexões musicais entre artistas, músicos, agentes e produtores culturais.

No Poker, O “Royal Flush” é uma mão imbatível. É a sequência de cartas mais forte composta pelo Ás de cada naipe, junto com o Rei e a Dama da mesma série. Assim como no jogo, a mais cobiçada de todas as combinações de mãos de poker e a mais rara, será a experiência deste show, que garante um encontro potente entre arte, diversidade e música.

No dia 29 de Novembro, o show “Arrudeio” da cantora e compositora Laiô, chega a Salvador no Solar das Rosas (Sede da FUNCEB), através do Novembro das Artes Negras, uma convocatória da Fundação Cultural do Estado da Bahia, que tem por objetivo, fortalecer a identidade e o orgulho da comunidade negra, valorizando suas expressões artísticas e culturais, Além de incentivar a criação e o reconhecimento de novos talentos.

Cantando tudo que lhe atravessa enquanto corpo preto, lésbico e do interior da Bahia, Laiô faz do seu show uma experiência sensorial para além das palavras. Seus vocais e grunhidos, ora comunicam a voz da alma que com sensibilidade transitam entre a introspecção e a sensualidade, ora, despertam acolhida no público como quem pede um abraço com seus relatos de dor, numa apresentação de aproximadamente  1 hora, na montagem de DJSet, Percussões e voz.

“O interior fervilha arte, música e pode tanto quanto qualquer outro lugar. Ver meu som chegando por aqui, rompendo e ocupando espaços de grande relevância, como a da Sala do Coro do TCA, e estar também inserida na programação do Novembro das Artes Negras, me faz compreender que estou fluíndo com a força da minha comunidade, dando voz aos meus, sendo ponte para essas narrativas. Eu sou bem bairrista e me orgulho disso. Então, estou feliz em dividir com o público o meu cantar que nunca é só”. Resume a artista.

Serviço
25 de novembro (sábado) | 20h

Royal Flush: Conexões Musicais que ecoam a alma da Bahia

Sala do Coro do TCA

Participações: Laiô, Igor Gnomo, João Merín e Fatel.

Ingressos: R$ 50 (inteira) R$ 25 (meia)

Vendas: Sympla

29 de novembro (Quarta) | 20h

Show Arrudeio com Laiô – 6ª edição Novembro das Artes Negras

Solar das Rosas – sede da Funceb (Rua Baronesa de Sauípe, 382, Campo Grande)

Gratuito e Aberto ao público

Informações: funceb.ba.gov.br

Acompanhe a artista:

Instagram: @colanapreta

Spotify: Laiô

Youtube: /@laiosoueu


Ritmo Jamaicano em baile no Pelourinho com Ministereo Público Sound System


Divulgação

Originado do Reggae, o Dancehall é um estilo musical jamaicano popular e uma cultura vibrante globalmente influente, que abraça música, dança, moda e estilo de vida. Na noite de quinta-feira (23/11), o Pelourinho será o palco para mais uma edição do baile Quintas Dancehall, projeto que há 15 anos promove esse estilo na Bahia. O Baile Black, atrativo para um público fiel apaixonado por esse gênero musical nascido nos guetos da Jamaica, promete uma noite especial com diversos nomes do reggae e rap nacional.

Para manter a energia pulsante, a partir das 19h, os anfitriões DJ Raiz, DJ Pureza e Regivan Santa Bárbara subirão ao palco para receber o grupo Afro Vibes de Salvador. Criado com a missão de expandir e conscientizar as danças urbanas de origem africana, o Afro Vibes promete adicionar uma nova dimensão à experiência. Shallon Raiz, cantor e compositor cearense famoso pelo hit “Cabeça de Gelo”, fará sua estreia em Salvador.

Enquanto o rapper e deejay Dow Raiz, vindo do Paraná, incendiará a pista com um repertório vibrante, incluindo colaborações com Tropkillaz, Adão Negro, Samanta Schmütz, entre outros. Nessa noite, a capital baiana receberá, pela primeira vez, a sessão do Freedom Sounds diretamente de Canoa Quebrada, um Sound System de grande importância para o Ceará, com parcerias musicais destacadas no cenário do Reggae jamaicano. Os ingressos estão disponíveis no Sympla por R$20,00 (inteira) e R$10,00 (meia entrada).

A Quintas Dancehall ilumina e dá um toque especial às noites da capital baiana. A história do projeto é marcada por significativas colaborações com artistas renomados no Brasil e ao redor do mundo, destacando nomes como Larissa Luz, Experiência Jamaicana, MC Soffia, Bernardo Negron (o B Negão), Karina Buhr, Marina Peralta, Carlton Livingston, Mad Professor, Ranking Joe, Million Stylez e Martin Campbell.

O Dancehall despontou no cenário baiano com a influência do Ministereo Público, difusor desse estilo musical jamaicano. Representando uma cultura vibrante das ruas com influência global, o Dancehall destaca-se por seu ritmo cativante, letras expressivas, dança energética e um profundo compromisso com a expressão artística e a identidade cultural da Jamaica.

O Quintas Dancehall tem o apoio da MC Comunicação, As Minas Conteúdo Digital, Casa do Hip Hop, Secretaria de Cultura, Governo do Estado.

Serviço

Quintas Dancehall

– Com Ministereo Público Sound System

Convidados: Afrovibes, Shallon Raíz, Dow Raíz e Freedom Sounds

Data: Quinta-feira, 23/11

Horário: 19h

Local: Largo Quincas Berro D’água, Pelourinho

Vendas e ingressos

– No Sympla (link na bio) e na bilheteria do evento.