Oficina de Sons faz show na Sala do Coro do TCA


Divulgação

Trinta instrumentistas da Orquestra de Pandeiros da Oficina de Sons sobem ao palco da Sala do Coro do Teatro Castro Alves no próximo dia 06 de dezembro, às 20h e fazem o show “ReperCussivas”. Samba chula, samba corrido, samba coco e samba de lata ditam o ritmo da noite que tem como convidadas especiais as cantoras Juliana Ribeiro, Stella Maris, Maira Lins, a clarinetista Indira Dourado e a Ganhadeira de Itapuã Verônica Mucuna. No palco também sobe a banda base da Oficina de Sons, composta de violão (Geovana Franco) cavaquinho (Rayra Mayara) e percussão (Erica Sá e Lalá Evangelista). Na voz, a regente da orquestra, a percussionista Poliana Coelho.

Fruto de um projeto que teve como ponto de partida as matrizes do samba da Bahia, o repertório foi composto a partir da pesquisa de Driu Oliveira, que também assina o roteiro do espetáculo. A Oficina de Sons é 98% composta por mulheres. Presença sempre marcante na história do samba, elas sempre foram fundamentais para a perpetuação e evolução do ritmo, desde os primeiros batuques.

No show “ReperCussivas” o público pode esperar uma atmosfera de samba de roda, com palmas e o molejo das sambadeiras. Mas a concepção do show teve como desafio a construção de um repertório composto especialmente para o público da Sala do Coro, com potencialidade de desdobramento para novas experiências musicais e sonoras nos mais variados ambientes socioculturais.

Os ingressos estão à venda na bilheteria do TCA e na Plataforma Sympla https://bileto.sympla.com.br/event/78826?utm_source=pwa-symplabileto-production&utm_medium=webapp_share&utm_campaign=webapp_share_event_78826 com preços de R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia).

A Pool Produções e a Hora Produções assinam a realização do espetáculo.

@pool_producoes

@horaproducoes

Serviço:

O que: show ReperCussivas

Quando: 06 de dezembro (terça-feira), às 20h

Onde: Sala do Coro do Teatro Castro Alves

Quanto: R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia)

Classificação: livre

é terminantemente proibida a entrada após o início da sessão

Ficha Técnica:

Direção artística: Poliana Coelho | Judson Hora | Edi Pool

Direção musical: Poliana Coelho

Roteiro: Driu Oliveira

Banda base:

Érica Sá e Lalá evangelista | percussão

Geovana Franco | violão

Rayra Mayara | cavaquinho

Iluminação: Marcos Souza

Sonorização: Fábio Macedo

Produção: Hora Produções e Pool Produções

Links:

link instagram: https://www.instagram.com/oficinadesons/

link youtube: https://www.youtube.com/c/oficinadesonssalvador

#oficinadesons #repercussivas #SalaDoCoroTCA #TCA #poolproduções #horaproduções #orquestradepandeiros #samba #sambaderoda #sambadabahia #julianaribeiro #mairalins #stellamaris #veronicamucuna #ganhadeirasdeitapua


Clube do Fogo, espécie de festival de churrasco, começa neste sábado


Divulgação

Música ao vivo, diversão e, claro, muito churrasco! É nesse clima que o Clube do Fogo abre os portões a partir das 12h deste sábado (19), no estacionamento “I” do Shopping da Bahia, e segue por todos os finais de semana durante a Copa do Mundo. Serão 10 estações de barbecue, com as mais variadas técnicas: Fogo de Chão, Parrilla e Defumação em Pit Smoker; e transmissão dos jogos do Brasil e das principais seleções do mundo. Além de unir essas paixões do brasileiro, o público poderá contar com área kids e os pets serão bem-vindos. Para aproveitar toda a experiência, o Clube do Fogo terá entrada gratuita sempre de 12h às 22h. E, a partir do dia 02/12, das 11h às 21h.

Serviço

O quê: Clube do Fogo

Onde: Estacionamento ‘I’ do Shopping da Bahia

Quando: Sextas, sábados e domingos, entre os dias 19 de novembro e 18 de dezembro

Horário: 12h às 22h

11h às 21h, a partir do dia 02/12 até 18/12

Entrada: Gratuita


Cruzeiro do São Francisco é palco de todos os sons


Nadjane Souza. Divulgação

O palquinho do Largo do Cruzeiro do São Francisco recebe de segunda a sábado, das 18h às 21h, shows de talentosos grupos e artistas que atuam na Bahia e que fazem da vida cultural do Centro Histórico uma festa.

Os shows são patrocinados pelos restaurantes Boteco do Pelô, Cuco Bistrô e Odoyá, todos localizados no Largo do Cruzeiro do São Francisco. Confira a programação dia a dia :

Quarta-feira, dia 09 de novembro – Gente do Choro – Que é o grupo mais tradicional do choro da Bahia, formado por Carlinhos do Bandolim, Dudu Reis (cavaquinhos), Natan Drubi (violão sete cordas) e Pedro Calil (pandeiro). No repertório, choros tradicionais brasileiros, bem como composições autorais inspiradas neste gênero totalmente nacional. O grupo Gente do Choro tem mais de 20 anos de trabalho musical.

É, certamente, o grupo atuante mais antigo de Salvador, talvez até da Bahia. À frente do grupo, Carlinhos do Bandolim que, ao lado do saudoso Pedrinho do Pandeiro, formou o Gente do Choro. A princípio, era apenas uma “brincadeira musical”. Vários músicos se reuniam num ponto do bairro da Liberdade e tocavam, deixando a animação e o prazer tomar conta dos presentes, na tradicional roda de choro. Hoje, o Gente do Choro possui CD gravado e está fortemente inserido no cenário musical baiano, por elevar astral e contagiar a todos com o seu ‘tempero musical” único.

Quinta-feira, dia 10 de novembro – Samba de Raiz – Aline Souza – Que é cantora e compositora nascida em Salvador. Começou a cantar na sua igreja aos três anos de idade. Gravou um EP “Meu Samba” com cinco músicas autorais. Viajou para o Qatar- Doha onde cantou por um ano no restaurante brasileiro “Ipanema”.

Voltando de lá em 2018, continuou cantando em bares, restaurantes e eventos em Salvador. Em 2020 participou do “The Voice Brasil”, da Rede Globo, onde cantou “A Loba” e fez Iza, Lulu e Brown virarem pra ela. Aline saiu na quarta fase do programa, próximo das finais. Aline Souza tem um trabalho autoral que está disponível em todas as plataformas digitais, e também tem clipes no seu canal do YouTube alinesouzacantora.

Luisito Gutierrez . Divulgação

Sexta-feira, dia 11 de novembro – Salsa, merengue, cumbia, rimos latinos – Luisito Gutierrez – Que é cantor, compositor, multi-instrumentista e produtor musical do gênero latino. Interpreta sucessos de artistas de fama internacional com o toque autêntico de cada ritmo, como Salsa, merengue, Reggaeton, bachata, bomba, cumbia, entre outros.

Peruano, natural de Trujillo – La Libertad… Luisito reside em Salvador desde 1998. Começou com a música aos cinco anos de idade, influenciado pela família de músicos, e aos 16 gravou seu primeiro CD autoral, chamado “Tropikola – con Mucho Sabor”. Em 2014 gravou um CD promocional, não autoral chamado “Expresso do Ritmo”.

Em sua carreira acompanhou outros grupos do mesmo gênero, em épocas diferentes em Salvador, como Tropikola (direção musical, piano e voz), Salsalitro (Ddireção musical, piano e backing vocal), Improviso Latino (piano e backing vocal), além de participações em orquestras de Salsa em São Paulo.

Sábado, dia 12 de novembro – Afro-pop – Nadjane Souza – Que como integrante da Banda Didá, ao 16 anos já fazia shows pelo Brasil, Argentina, Uruguai e USA, dividindo palco com artistas como Sandra de Sá, Emílio Santiago e Daniela Mercury.

Em 1998, aos 17 anos, foi convidada para cantar na Banda Egrégora´s. Também formada por mulheres, seu talento a tornou voz principal, participando de shows pelo Brasil e Europa, onde se apresentou em países como França, Suíça e Alemanha. No ano 2000, decidiu juntar sua experiência, sonho e determinação para realizar seu primeiro trabalho pessoal, a banda Tribazumm.

Como cantora do Olodum, participou de turnês, inúmeros eventos e festivais de música no Brasil e em países como Itália, Argentina, Chile, Uruguai, México, África do Sul, Senegal, Alemanha, Guiana Francesa e EUA. Um dos diferenciais da artista é cantar canções em inglês. A cantora também gravou seu primeiro DVD e teve como produtor musical Elpídio Bastos. Paralelo à sua carreira solo, Nadjane Souza participou de diversos projetos musicais, dentro e fora do Brasil.

E na outra semana

Gel Barbosa. Divulgação

Segunda-feira, dia 14 de novembro – Forró – Gel Barbosa faz temporada de shows no Largo do Cruzeiro do São Francisco, às segundas-feiras, a partir das 18h. Gel Barbosa, que é produtor musical, compositor, cantor, arranjador e sanfoneiro, já acompanhou e gravou com artistas como Elba Ramalho, Xangai, Targino Gondim, Carlos Pitta e Renato Borghetti.

Natural de Serra da Raiz, na Paraíba, Gel Barbosa nasceu numa família de músicos e teve como maior influenciador seu pai Geraldinho, tocador de oito baixos. Em 2013 se mudou definitivamente para Salvador e desde então trilha sua carreira atuando em diversos espaços culturais e também em cidades do interior da Bahia.

Terça-feira, dia 15 de novembro – Afro-Pop e MPB – Satyra Carvalho, cantora e instrumentista, fez parte da Banda Vixe Mainha, um projeto de som percussivo e do Afro-Pop / MPB, na qual fez shows por diversos estados brasileiros.

Em 2011, foi convidada para fazer parte da Ala de canto do Bloco Afro Olodum, onde permaneceu por cinco anos fazendo shows pelo Brasil, programas nacionais de TV, carnaval de Salvador e turnês internacionais. Após sua saída do Olodum, deu início a carreira solo, cantando e tocando em Estados brasileiros e em outros países, como carnaval de Estocolmo (Suécia) e turnê pela Argentina durante três meses.

Quarta-feira, dia 16 de novembro – Gente do Choro, formado por Carlinhos do Bandolim, Dudu Reis (cavaquinhos), Natan Drubi (violão sete cordas) e Pedro Calil (pandeiro). No repertório, choros tradicionais brasileiros, bem como composições autorais inspiradas neste gênero totalmente nacional. O grupo Gente do Choro tem mais de 20 anos de trabalho musical.

É, certamente, o grupo atuante mais antigo de Salvador, talvez até da Bahia. À frente do grupo, Carlinhos do Bandolim que, ao lado do saudoso Pedrinho do Pandeiro, formou o Gente do Choro. A princípio, era apenas uma “brincadeira musical”. Vários músicos se reuniam num ponto do bairro da Liberdade e tocavam, deixando a animação e o prazer tomar conta dos presentes, na tradicional roda de choro. Hoje, o Gente do Choro possui CD gravado e está fortemente inserido no cenário musical baiano, por elevar astral e contagiar a todos com o seu ‘tempero musical” único.

Serviço:

Terça-feira – dia 08/11, a partir das 18h – Satyra Carvalho

Quarta-feira – dia 09/11, a partir das 18h – Gente do Choro

Quinta-feira-feira – 10/11, a partir das 18h – Dinho Reis

Sexta-feira – dia 11/11, a partir das 18h – Nadjane Souza

Sábado – dia 12/11, a partir das 18h – Luizito Gutierrez

Segunda-feira – dia 14/11, a partir das 18h – Gel Barbosa

Terça-feira – dia 15/11, a partir das 18h – Satyra Carvalho

Quarta-feira – dia 16/11, a partir das 18h – Gente do Choro

Assessoria de Imprensa – Doris Pinheiro – 71 98896-5016


Jazz, Blues, R&B no Coreto do Santo Antônio Além do Carmo


LaCerda. Foto/Divulgação

O Santo Jazz aporta mais uma vez neste final de semana no Coreto do Santo Antônio Além do Carmo. Com shows gratuitos, de quinta a domingo, das 17h30 às 19h, se apresentam na quinta-feira, dia 20, Hernan Voyzuk Trio, na sexta-feira, dia 21, Kakau Araújo, no sábado, dia 22, sobe ao palco o Trio JNA, que convida Carolina Bandeira e no domingo, dia 23, tem o LaCerda SoulMenTrio. O Santo Jazz vai até o dia 06 de novembro com muita música instrumental com direito a pôr-do-sol.Saiba mais sobre os artistas:

Quinta-feira – Hernan Voyzuk Trio – O Hernan Voyzuk trio apresenta no show um tributo ao grande pianista Bill Evans, com Hernan Voyzuk (bateria), Marcos de Carvalho (piano), Luiz Almiro (contrabaixo) e com uma participação especial do músico argentino Fernando Isaia (flughelhorn). Hernan Voyzuk é um baterista argentino que apresenta constantemente trabalhos jazzísticos.

Sexta – feira – Kakau Araújo – Músico profissional há 40 anos, Kakau Araújo é cantor, compositor, guitarrista, arranjador, produtor e diretor musical. Já trabalhou com vários nomes do cenário nacional como Carlinhos Brown, Baby do Brasil e Pepeu Gomes. Atualmente toca com os cantores Gerônimo e Paulinho Boca de Cantor. Além de Kakau Araújo, completam o Trio os músicos André Luba (baixo) e Laurent Rivemales (bateria). No repertório, standards de Jazz alinhados à Bossa Nova, entre outros gêneros, enfatizando sempre a improvisação jazzística.

Hernan Voyzuk Trio. Foto/Divulgação

Sábado – Trio JNA, que convida Carolina Bandeira – O Trio Jazz na Avenida é a banda anfitriã do consagrado Jazz na Avenida e que no sábado faz uma apresentação especial no Santo Jazz. É formada por Isaias Rabelo (piano), Nino Bezerra (baixo) e Laurent Rivemales (bateria). No show tocarão músicas do seu repertório e receberão como convidada a cantora, compositora e intérprete, Carolina Bandeira se divide entre a MPB, o Jazz, R&B, Pop, e Afrobeat.

Domingo – LaCerda SoulMenTrio – Dia de especial Blues & Soul com o cantor, guitarrista, produtor musical,LaCerda, na ativa desde os anos 80, com o grupo Ramal 12. Com a banda “Talkin’Blues”, atuou com o grupo de Soul BR-3, no extinto French Quartier.

O Santo Jazz

Com a curadoria do músico francês Laurent Rivemales, consagrado através do trabalho que faz com o Jazz na Avenida, o Santo Jazz busca criar espaço para música instrumental no Centro Histórico e movimentar com ações culturais e que fomentem economicamente o bairro do Santo Antônio Além do Carmo. O Santo Jazz aproveita um cenário perfeito, num bairro que respira cultura, arte e história e entrega a nossa cidade música de qualidade, muito bem executada e dessa forma abre uma janela para outros sons, outras oportunidades.

O Santo Jazz também quer contribuir para a diversificação musical, a experimentação, levando o Jazz e outras formas de música instrumental a pessoas que muitas vezes nunca tiveram contato diretamente com esse gênero. Há nesse projeto educação, experimentação sensorial, tradição e respeito a música e aos grandes mestres do Jazz no Brasil e no mundo.

 


Noite de música no Rio Vermelho reúne artistas independentes


Foto Milena Abreu/Divulgação

Terraço do Espaço Colaboraê recebe artistas soteropolitanos da cena independente como Rei Lacoste, Tangolo Mangos e Cinema Berlim.

Celebração à música alternativa da capital baiana é o que acontecerá no lançamento da primeira edição do Festival ANIMAIS NOTURNOS – A FESTA! O evento tem o intuito de fomentar a cultura musical local e ocorrerá na noite do próximo sábado, dia 29 de outubro, às 20 horas, no Terraço do Espaço Colaboraê onde recebe artistas independentes como Rei Lacoste e as bandas Tangolo Mangos e Cinema Berlim.

Para quem ainda não conhece o cenário alternativo de Salvador, essa é a oportunidade de ter a experiência de assistir e escutar artistas soteropolitanos que já tem grande alcance nas plataformas digitais como por exemplo, “Gosto de sol” do grupo de rock camaleônico e psicodélico que mistura influências nordestinas, a Tangolo Mangos. O público também vai poder se divertir ao som do Rei Lacoste, que traz em seu show novas músicas de trabalho do álbum lançado este ano, intitulado Festas Clandestinas.

Vai ser uma noite transbordante com muito rock clássico, trap, MPB, hip hop que vai resultar na mistura mais alternativa que Salvador já viu, pois, “ver o show e se unir para escutar música é ser parte da arte, porque obra musical só é completa com o público. Essa festa que reúne expoentes da música alternativa da capital, consolida e representa ainda mais essa expressão artística na cidade”, diz André Bahiense, guitarrista e tecladista da Cinema Berlim.

ANIMAIS NOTURNOS – A FESTA! é uma realização da Batom Vermelho Produções e inicia às 20 horas. O evento será no Terraço do Espaço Colaboraê, situado na Rua Borges dos Reis, 81 – Rio Vermelho, e a venda dos ingressos é no Sympla no valor de R$20,00. (Texto – Scila Brito, jornalista e Assessora de Imprensa deste eventro)

Serviço

O quê? ANIMAIS NOTURNOS – A FESTA!

Quem? Rei Lacoste, Cinema Berlim e Tangolo Mangos

Quando? Sábado, 29/10

Que horas? 20 horas

Onde? Espaço Colaboraê, Rua Borges dos Reis, 81 – Rio Vermelho

Quanto custa? R$20,00 no Sympla; R$ 30,00 na porta

Informações? @festivalanimaisnoturnos