“Choro Catado”: show na Casa da Mãe


Ênio Bernardes e o Siri Catado. Foto Poloca Barreto/ Divulgacão

No violão 7 cordas Daniel Veloso Rocho, no cavaquinho Dudu Reis, na flauta Leandro Tigrão e na percussão e voz Ênio Bernardes, líder do Grupo Siri Catado, que todas as quartas-feiras, a partir das 21h, faz show na Casa da Mãe pelo projeto “Choro Catado”. No palco, quatro instrumentistas de primeira tocando o brasileiríssimo chorinho. No repertório, choros tradicionais de mestres como Ernesto Nazareth, Chiquinha Gonzaga, Pixinguinha, Jacob do Bandolim e Waldir Azevedo. O ingresso custa R$ 15,00 e as reservas devem ser feitas pelo telefone (71) 71 98732-5803.

Siri Catado

O grupo Siri Catado foi fundado em 2013, em Salvador, capital da Bahia, pelo   sambista, cantor, compositor, produtor e pesquisador paulista Ênio Bernardes. Samba tradicional, samba de roda do Recôncavo Baiano, chorinho de todas as partes do Brasil são a paixão deste grupo que tem realizado apresentações nos mais variados espaços e divulgado a riqueza destes gêneros musicais absolutamente brasileiros.

Desde sua criação o Grupo Siri Catado vem desenvolvendo um trabalho de difusão do chorinho, com seu projeto “Choro Catado”, onde interpreta composições de grandes mestres do Choro. No repertório, o Grupo Siri Catado busca sempre incluir sucessos que falam e mexem com a memória do grande público. Em Salvador há poucos espaços de divulgação e valorização do chorinho, gênero musical 100% nacional, que surgiu no Século XIX no Rio de Janeiro pelas mãos de instrumentistas e compositores genais e que pode ser considerada a primeira música urbana tipicamente brasileira.

O grupo Siri Catado desde a sua criação passou por várias formações e, atualmente, conta com grandes músicos da cena do choro em Salvador: Dudu Reis (cavaquinho), Daniel Rocho (violão 7 cordas),  Ênio Bernardes (percussão) e Leandro Tigrão (flauta).

Abertura da Casa da Mãe 19hs – Rua Guedes Cabral, 81 – Rio Vermelho – Salvador

71 98732-5803 – Stela Maris


MAM: turismo cultural à beira-mar atrai visitantes


Divulgação

Cenário de uma das mais belas vistas da Baía de Todos-os-Santos, o conjunto arquitetônico Solar do Unhão, do século 17, é roteiro obrigatório do turismo cultural em Salvador. Encravado na ladeira da Avenida Contorno, o patrimônio histórico abriga o Museu de Arte Moderna da Bahia ( MAM), que reúne cultura contemporânea, cinema, música e área de convivência ao ar livre.

 

Nesta temporada, está em cartaz a exposição “O Museu de Dona Lina”, uma referência à idealizadora do espaço, a arquiteta ítalo-brasileira Lina Bo Bardi, que tem atraído muitos visitantes. “Com a chegada do verão, temos grupos inteiros de turistas circulando pelos diversos ambientes do museu, o tempo todo”, relata o diretor-geral do MAM, Pola Ribeiro.

 

O DJ paulista Alex Toledo frequenta o circuito das artes pelo país e veio conferir a exposição na Bahia. “Para mim, o principal atrativo é esse acervo riquíssimo, mas toda a atmosfera do MAM é fascinante”.

 

A professora Janaína Cerejo, de Vitória da Conquista, no sudoeste baiano, disse que a visita permite uma imersão em diferentes épocas. “O passado e o presente se cruzam, em um espaço arejado, confortável e acessível”.

 

Neste sábado (15), às 12h, o equipamento vai ganhar o “Espaço Lina”, uma parceria com o Instituto Bardi-Casa de Vidro de São Paulo, para homenagear a criadora do museu. Em breve, serão entregues os novos píer, atracadouro e restaurante do MAM, que integram as ações da Secretaria de Turismo do Estado (Setur-BA) no entorno da Baía de Todos-os-Santos.

 

“Esse atracadouro será uma porta para a baía, onde ninguém vai resistir em tirar fotos, e o local do restaurante manteve características do período colonial. Tá ficando mais atrativo”, disse a arquiteta catarinense Carolina Silveira, em passeio pelo museu.

 

Administrado pela Secretaria de Cultura do Estado (Secult), por meio do Instituto do Patrimônio Artistico e Cultural ( Ipac), o MAM é aberto à visitação gratuita, de terça-feira a domingo, das 13h às 17h, com protocolos de segurança sanitária.   


Rio Vermelho: Solar Music Festival


Vista do bairro do Rio Vermelho. Foto OqueFazernaBahia/Arquivo

As atrações do mês de janeiro do Solar Music Festival já estão disponíveis aos amantes dos mais variados estilos musicais como jazz, blues, pop rock, MPB, entre outros. Os artistas também trazem composições autorais, atraindo um público que acompanha a programação todas às quintas e sextas-feiras, a partir das 20h. O Solar Restaurante – Rua Fonte do Boi, 24 B, Rio Vermelho – une música e gastronomia com ingressos a R$20,00 para curtir os shows.

“O Solar quer proporcionar uma experiência dos sentidos. O projeto faz um casamento cuidadoso entre música e gastronomia e contamos com uma curadoria para a escolha de cada artista. A grade de atrações traz excelentes músicos que fazem um som que toca a alma das pessoas”, explica Andréa Nascimento, chef executiva da casa.

Sobre o Solar

Há mais de 15 anos, o Solar atua na área da gastronomia, atendimento a la carte e eventos de pequeno e grande porte. Com o cardápio da chef, Andréa Nascimento, que possui mais de 27 anos de experiência, o Solar tem sua marca reconhecida pela qualidade no atendimento e foi eleito pela Revista Veja Comer e Beber Salvador por oito anos consecutivos como um dos destaques gastronômicos de Salvador. Também ganhou título de destaque no Guia 4 Rodas e no Bahia International Guide. Andréa integra o time de Embaixadoras do Festival Donas do Sabor, do site Visit Salvador da Bahia.

Estacionamento

Os Hoteis Ibis e Mercure, vizinhos ao Restaurante Solar, possuem estacionamento privativo aberto ao público. Ainda dentro dos protocolos de segurança, o evento possui limite de vagas, sujeito a lotação do espaço.

PROGRAMAÇÃO DE JANEIRO

Quintas-feiras

Dia 06 – Saravá Jazz Bahia

Dia 13 – Horácio Barros Reis e Geo

Dia 20 – Alissa Sanders e convidados

Dia 27 – Bago de Jazz

Sextas-feiras

Dia 07 – Eric Assmar e Ícaro Britto

Dia 14 – Bruna Barreto e Ricardo Correia

Dia 21 – Candice Fiais & Soulshine Band

Dia 28 – Chico Oliveira e grupo

SERVIÇO

O quê: Solar Music Festival

Onde: Restaurante Solar – Rua Fonte do Boi, 24 B – Rio Vermelho

Quando: Quintas e sextas-feiras de janeiro/2022

Horário: A partir das 20h

Quanto: Couvert artístico R$ 20,00 (vinte reais).

Informações e reservas: (71) 99658-8870 / 3012-9360 – [email protected]


Gerônimo estreia nova temporada no Pelô



O cantor e compositor Gerônimo Santana inicia nova temporada no Pelourinho, na próxima terça-feira, 11 de janeiro. A estreia dos ensaios acontece no Largo Pedro Archanjo, às 20h e terá Armandinho como convidado. Os ingressos estão com valor promocional de R$ 40 e podem ser comprados antecipadamente pelo Sympla ou no local. Mais informações pelo WhatsApp (71) 9 8420-1402 ou pelas redes sociais @geronimosantanaoficial.

Em janeiro, além do ensaio do dia 11, haverá também no dia 25. No projeto O Pagador de Promessa, Gerônimo sobe ao palco com sua orquestra Mont Serrat, formada por mais de dez músicos veteranos, incluindo vários maestros.

O acesso ao Largo obedece às normas estabelecidas pelo Governo da Bahia. Se dará mediante apresentação do Certificado Covid – ConectSUS e documentação de identificação com foto. O uso de máscara facial (cobrindo a boca e o nariz) é obrigatório e a ocupação tem limites de acordo com os decretos vigentes.
No palco, Gerônimo começa o show com um rápido passeio musical pelas tradições culturais e religiosas da Bahia. Na sequência, ele anima o público com seu repertório amplamente conhecido pelo público, formado por muitas músicas que se consagraram na história.

Os participantes dos ensaios revivem clássicos da música baiana como “Eu sou negão”, “Jubiabá” e “É D’Oxum”. O show de Gerônimo é praticamente uma síntese de ritmos da folia, indo de sucessos dos anos 80 a músicas recentes de sua autoria.

Com seus ensaios, o cantor e compositor criou um espaço de resistência, durante mais de 15 anos, para a música da Bahia. Ambiente de muito axé e animação, os eventos agradam os visitantes da cidade, além de um fiel público local. Seus ensaios são prestigiados por um público diverso, integrado por gente da Bahia e por turistas.

O Pagador de Promessa se consagrou como um dos mais importantes palcos da Bahia e fez com que Gerônimo se tornasse uma espécie de embaixador do Pelourinho. Segundo o Catálogo das Referências Culturais do Centro Histórico de Salvador, no Projeto de Gerônimo, “ocorre um encontro musical entre diversos artistas, consagrados e novos. É considerado por várias pessoas como o espetáculo mais pulsante que ocorre no Centro Histórico de Salvador”.

Nas noites de realização dos ensaios, o projeto dinamiza a economia do Pelourinho. É gerada uma movimentação em toda a rede de negócios locais, alavancando desde os estacionamentos aos vendedores ambulantes, passando pelos prestadores de serviço de transporte aos bares e restaurantes.

Sobre Gerônimo Santana

Gerônimo Santana, além de cantor e ator, é compositor com mais de 20 discos gravados. Ele tem composições que se tornaram verdadeiros hinos da música baiana, entre elas, É D’Oxum, Eu sou negão e Acorda Cidade (Já é carnaval, Cidade). Recentemente ele conquistou o Prêmio Braskem de Teatro com as composições musicais que desenvolveu para o espetáculo de um tudo

Também músico, maestro, e bailarino afro, Gerônimo é um dos mais respeitados artistas da Bahia, não só por seu pioneirismo na Axé Music, mas principalmente pelo seu trabalho autoral e ineditismo musical presente como influência cultural na Bahia, nas últimas décadas. (Foto Edgar de Souza/Divulgação)

Ensaios de Gerônimo no Pelourinho.

Datas: 11 e 25 de janeiro.

Horário: 20h às 23h30.

Local: Largo Pedro Archanjo, Pelourinho.

Valor: R$ 40,00 (valor promocional para todos). São aceitos cartões de débito.

Obs:

Acesso mediante apresentação do Certificado Covid – ConectSUS e documentação de identificação com foto, com ocupação com limites, conforme decretos vigentes. O uso de máscara facial (cobrindo a boca e o nariz) é obrigatório.


Parquinho em shopping



Para o entretenimento dos pequenos durante o período de férias escolares, a partir dessa sexta-feira (7/01), o Shopping Paseo conta com um parquinho equipado com TV interativa, pula-pula e piscina de bolinha, no piso L1. O valor do ingresso custa R$15, por 20 minutos de brincadeiras.

Segundo o coordenador de marketing, Maurício Mendes, a nova atração tem como objetivo deixar o passeio da criançada pelo empreendimento ainda mais divertido. “Com o atrativo para o público infantil, as famílias podem almoçar nos restaurantes e fazer suas compras tranquilamente, enquanto os pequenos aproveitam para brincar”, afirmou.

O parquinho vai funcionar até o dia 31 de janeiro, de segunda a sábado, das 15h às 20h e aos domingos, das 12h às 18h.