6 noites de pré-carnaval no Café-Teatro Rubi com várias atrações


Paroano Sai Milhó com o show Palhaços da Alegria

Com o objetivo de resgatar o glamour e a alegria dos bailes carnavalescos de salão, o Café-Teatro Rubi, Wish Hotel da Bahia (ex-Sheraton), criou o projeto “O Rubi Cai na Folia”. Durante dois finais de semana de janeiro e um de fevereiro, a casa abre sua pista de dança e convida o público a vestir a fantasia e dançar ao som de músicas que marcaram época. A ideia é relembrar os saudosos bailes que aconteciam em períodos de ouro da festa momesca e que deixaram tanta saudade.

Serão seis noites pré-carnavalescas capitaneadas pelo grupo musical Paroano Sai Milhó, com o show Palhaços da Alegria (dias 19 e 20), por Paulinho Boca de Cantor e seu Baile do Boca (25), pelo MicroTrio, de Ivan Huol (26 e 27), e por Lazzo (03/02), com o show Vem Dançar, que encerra o projeto. Sempre das 20h30 às 23h.

Palhaços da Alegria – Nos dias 19 e 20 de janeiro, das 20h30 às 23h, o grupo musical Paroano Sai Milhó anima a noite do Café-Teatro Rubi com o show Palhaços da Alegria. Em 2018, a turma faz 54 anos de vida e 55 de folia carnavalesca.

Nas duas noites dançantes, o Paroano reviverá, com o público, um pouco de sua história e o convidará a cair na folia. Um momento único para reviver músicas, como Plataforma, Vai Passar, Sintonia, Zanzibar, Fogo e Paixão, Iolanda, um pout-pourri de Caetano Veloso e Gilberto Gil, outro de Moraes Moreira, além de grandes clássicos dos nossos carnavais.

História – O Paroano Sai Milhó surgiu no Carnaval de Salvador em 1964, inspirado nos conjuntos vocais da época, como os Tincoãs e o Trio Irakitan, e levou para as ruas da cidade uma forma diferente de fazer a festa. Em roda, pé no chão, ombro a ombro com a multidão, segue, desde então, caminhando e cantando marchinhas, sambas, ijexás em arranjos vocais “paroanizados”, trocando sempre alegria e emoção.

O grupo já faz parte da folia baiana, sendo uma das entidades mais tradicionais do Carnaval de Salvador. Quiçá, é o terceiro conjunto vocal mais antigo do país em atividade ininterrupta, superado apenas pelo Trio Irakitan e pelos Demônios da Garoa, ambos com mais de 50 anos.

O que define o grupo, atualmente com 16 integrantes, é a sua forma original de cantar pelas ruas de Salvador: de estandarte em punho, travestidos de palhaços, como se fosse o “Incrível Exército de Brancaleone“, cujas armas, porém, são violões, cavaquinhos, percussões diversas e vozes afinadas.

Na trajetória do grupo, registram-se quatro CDs. O primeiro e o segundo mostram músicas tradicionais e do repertório carnavalesco, especialmente do Carnaval baiano. O terceiro é uma homenagem especial ao forró e o quarto, “Paroanizar o que há de bom”, contém canções da MPB executadas na forma e no estilo peculiares do Paroano.

Outro registro relevante é o livro “Paroano Sai Milhó – Histórias de Amor à música, à alegria, às cores e à vida” lançado em fevereiro de 2012, que conta a saga desses irredutíveis amantes da festa e da boa música.

Onde: Café-Teatro Rubi
Quanto: Couvert artístico = R$ 80

Compra

Bilheteria: Café-Teatro Rubi
Tel: 71 3013-1011
2ª a sábado, das 14h às 19h (em dias de apresentação, até às 20h30)
Site: cafeteatrorubi.com.br
Call Center: 71 2626-0032


“Verão Luiz Caldas” terá Geraldo Azevedo como convidado


O cantor, compositor e multi-instrumentista Luiz Caldas celebra cinco anos do ‘Verão Luiz Caldas’, projeto que já se consolidou como um dos principais eventos do verão baiano. Desta vez, a festa terá edição especial no dia 21 de janeiro (domingo), às 18h, na Concha Acústica do Teatro Castro Alves. E terá como convidado especial Geraldo Azevedo!

Em cinco anos, mais de 25 mil pessoas puderam conferir o projeto, marcado por encontros musicais especiais. Luiz Caldas já recebeu grandes nomes da música nacional como Gilberto Gil, Elba Ramalho, Moraes Moreira, Zélia Ducan, BaianaSystem, Saulo e Lenine e, para esta edição comemorativa, o anfitrião reserva boas surpresas.

O multi-instrumentista, com mais de 40 anos de carreira, é um ávido compositor, somando mais de mil composições. No show, ele mostrará toda sua versatilidade e apresenta uma prévia do que tomará a avenida neste carnaval. Luiz Caldas vai manter em alta o entusiasmo de sua heterogênea legião de fãs cantando, tocando, dançando e mostrando, mais uma vez, por que se tornou figura emblemática na música baiana, com uma obra que se expande e cresce em importância a cada dia.

Além de clássicos que o consagraram como pai da axé music, o artista irá mostrar canções inéditas que passeiam por variados estilos. Dentro do projeto de gravar um álbum por mês e lançar no seu portal (www.luizcaldas.com.br), há meia década Luiz Caldas vem tendo como desafio compor e gravar canções na maior diversidade possível de gêneros musicais. Em dezembro de 2017, contabilizou 70 discos, com 732 músicas lançadas e ultrapassando 25 milhões de downloads. O álbum recém-lançado “Grilhões” celebra os 30 anos do Samba Reggae.

Verão Luiz Caldas
Quando: 21 de janeiro (domingo), 18h
Onde: Concha Acústica do Teatro Castro Alves
Quanto:
Arquibancada – Lote 1: R$ 60 (inteira) e R$ 30 (meia)
Arquibancada – Lote 2: R$ 80 (inteira) e R$ 40 (meia)
Camarote: R$ 160 (inteira) e R$ 80 (meia)
Desconto: 40% sobre a inteira para assinantes do Clube Correio*
Classificação: 16 anos


“Margareth Menezes 30 Anos” na Concha dia 20


Uma carreira de sucesso, consagrada numa trajetória de 30 anos. Este é o caminho que Margareth Menezes vai percorrer no show “Margareth Menezes 30 Anos”, com participações especiais, no dia 20 de janeiro, às 17h30, na Concha Acústica do Teatro Castro Alves.

O ponto de partida é a música “Faraó” (Luciano Gomes), gravada através do convite de Djalma Oliveira, em 1987, que se destaca em um reportório recheado de sucessos, também pontuado por canções inéditas. As participações interativas de Maria Bethânia e Gilberto Gil prometem emocionar o público em dois momentos especiais do show. “Margareth Menezes 30 Anos” tem direção geral da própria cantora e de Jackson Costa.

O show tem patrocínio do Governo do Estado da Bahia e da Vivo, através do Fazcultura, Secretaria da Fazenda (Sefaz) e Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA).

Exposição do Mercado Iaô – Na Esplanada da Concha Acústica, Margareth será homenageada com uma exposição fotográfica sobre os 30 anos de carreira. Serão também exibidos vídeos com alguns momentos marcantes de sua trajetória. Este mesmo local vai receber uma versão itinerante do Mercado IAÔ, idealizado por Margareth Menezes, com o seu belíssimo artesanato apresentado por 20 expositores que participam das três edições de sucesso do evento, na Ribeira.

Inéditas e Sucessos – Margareth comemora Bodas de Pérola com um show contagiante, que destaca no repertório canções inéditas, como “Coisa Milenar”, de Margareth e Jorge Portugal, já tocando nas rádios, e as suas composições “Coração Pede Paz” e “Abalô Babá”. Outra inédita é “Puro Mel da Final Flor”, de Flávia Wenceslau, que vai contar com a participação dos músicos Gabi Guedes, Luciano Silva, Luciano Calazans. Adilmar Borges e Alisson Santana.

Durante três décadas, Margareth foi colecionando sucessos, registrados em várias turnês nacionais e internacionais por todos continentes, 16 CDs/LPs e cinco DVDs. São hits que não podem faltar no repertório, que promete fazer o público cantar e dançar na Concha, como “Elegibô”, “Dandalunda”, “Toté de Maianga”, “Alegria da Cidade”, “Passe em Casa”, “Selei” e “Me Abraça e Me Beija”. “Faraó”, o primeiro deles, tema do Carnaval do Olodum em 1987, foi a principal faixa do disco da cantora, que vendeu mais de 100 mil cópias. E assim, o Brasil ganhava uma grande estrela.

Margareth Menezes 30 Anos
Quando: 20 de janeiro (sábado), 17h30
Onde: Concha Acústica do Teatro Castro Alves
Quanto:
Arquibancada: R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia)


Banda Armandinho, Dodô & Osmar convida Mariene de Castro para o Farol Elétrico


Banda Armandinho Dodô e Osma em foto divulgação de Felipe Oliveira

O som da guitarra elétrica e a beleza da Baía de Todos-os-Santos vão encantar duas tardes de domingo do mês de janeiro, dias 14 e 21, a partir das 17 horas, em um cartão postal soteropolitano, o Farol da Barra. A banda Armandinho, Dodô & Osmar apresentam ​p​rojeto que foi batizado Farol Elétrico. A convidada neste domingo será Mariene de Castro, dona de uma voz marcante e amante do samba.

A cantora foi convidada pelos Irmãos Macedo para participar da segunda edição do evento, que agitou o início da noite do último domingo com a participação de Daniela Mercury, segue em mais um dia, 21, a partir das 17 horas no Farol da Barra.

 

Atriz, modelo, instrumentista, bailarina, cantora e compositora, Mariene de Castro tem o samba como destaque na sua carreira. Com voz firme e singular, é dona de vários prêmios a exemplo do Braskem de Música e Tim de Música. Dspois de ter começado sua carreira na França, já cantou em diversos países do mundo.

As apresentações terão início no pôr do sol, proporcionando ao público presente um dos mais belos visuais de Salvador. No pátio do Espaço Cultural do Farol da Barra será montada uma confortável estrutura com serviço de bar e alimentação. A cada apresentação a expectativa de público é de cerca de 600 pessoas. O projeto é uma realização da Carambola Produções e Terra do Som Produções.

O grupo formado por Betinho, Armandinho, Aroldo e André Macêdo apresenta uma série de canções que marcaram a história do trio elétrico, a exemplo de “Pombo Correio”, “Frevo do Trio Elétrico”, “Viva Dodô & Osmar”, “Vida Boa”, “Zamzibar” e o hino “Chame Gente”. Mas quem conhece o som único das guitarras baianas de Armandinho e Aroldo Macêdo sabe que vai ouvir também “Rock de Caicó” e “Bolero” de Ravel.

A Banda Armandinho, Dodô e Osmar este ano completará seus 45º Carnaval comandando um trio elétrico, com os Irmãos Macêdo, Armandinho, Betinho, Aroldo e André, trazendo sempre sua marca de pioneirismo. Quando gravaram, em 1974, o LP Jubileu de Prata, primeiro disco autoral de música de Trio Elétrico, iniciaram uma trajetória de clássicos e sucessos que influenciaram tanto músicos de sua geração quanto de gerações que se seguiram.

Espaço Cultural do Farol Elétrico
Dia 21, às 17 horas
Farol da Barra – Rua do Gavaza, 24 – Barra
Valor: R$ 100,00 (inteira) e R$ 50,00 (meia)
Informações: (71) 3341-4411


‘Verão Concertante’ no Palácio Rio Branco


Com o objetivo de celebrar o verão baiano, o grupo TCA Instrumental estreia o projeto ‘Verão Concertante’ para mostrar que a música orquestral combina com todas as estações. As primeiras apresentações serão no Palácio Rio Branco, no Centro Histórico de Salvador, sede da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA), nos dias 8 e 12 de janeiro (segunda e sexta-feira), das 13h30 às 14h30. Além de reunir peças de compositores dos cinco períodos da música clássica, o repertório incluirá canções que representam o carnaval e a temporada mais quente do ano. As sessões são abertas ao público, com entrada franca.

A execução do repertório será feita com mediação dos próprios músicos de orquestra, que falam do contexto de criação das obras, sua localização na história da música, sua importância criativa, além da descrição dos naipes e instrumentos. A iniciativa também se compromete a ocupar espaços alternativos às salas de teatro ou de concerto, no intuito de alcançar novas plateias e ir ao encontro das pessoas de forma próxima e acolhedora.

O TCA Instrumental é formado por oito músicos contratados pela Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb) em Regime Especial de Direito Administrativo (REDA): Ana Zanata (violino), Antônio Amorim (violino), Daniel Aly (violino), Danilo Lopes de Oliveira (violino), Diogo Pimentel (violino), Rodolfo Lima (contrabaixo), Sandra Romero (oboé) e Stephan Sanches (trombone).

O programa abrange a descrição e a execução de peças de grandes compositores característicos dos cinco períodos históricos em que a música ocidental se desenvolveu e expandiu por todo o mundo: Barroco, Clássico, Romântico, Moderno e Contemporâneo, incluindo a música brasileira. Obras de mestres como Bach, Mozart, Tchaikovsky, Beethoven, Brahms, Stravinsky e os brasileiros Villa-Lobos e Luiz Gonzaga estão na lista, que soma ainda marchinhas de carnaval e músicas da Axé Music.

TCA Instrumental – Verão Concertante
Quando: 8 e 12 de janeiro (segunda e sexta-feira), 13h30 às 14h30
Onde: Palácio Rio Branco
Ladeira da Praça, s/n – Centro, Salvador- BA
Entrada gratuita (sujeita à lotação do espaço)