Pré-carnaval com Fuzuê e Furdunço


Foto Bruno Concha/Secom

O folião do carnaval de Salvador já se prepara para o Fuzuê e Furdunço, manifestações que antecedem ao início oficial da festa de Momo e que este ano tem como tema ‘O Carnaval dos Carnavais’, um destaque especial à edição 2020. Juntos, o Fuzuê, que ocorre no próximo sábado (15) e o Furdunço, no domingo (16), devem levar pouco mais de 80 atrações sem corda para o circuito Orlando Tapajós (Ondina/Barra). São manifestações culturais, bandas de sopro, microtrios e pranchões, que remetem ao brilhantismo dos antigos carnavais.

As atrações do Fuzuê começam a desfilar às 16h, com saída a partir do Clube Espanhol, em Ondina, em direção ao Farol da Barra (no contrafluxo do circuito Dodô). Quem abre o desfile é Tio Paulinho com apresentações voltadas para as crianças, e com uma proposta de levar os musicais da Broadway para a rua. “Vamos colocar no Fuzuê os grandes musicais da Broadway, então vai ter O Rei Leão, Frozen e Anna, por exemplo. O objetivo é que a criança se identifique bastante”, conta.

Já no terceiro ano de desfile, Tio Paulinho afirma gostar muito da inclusão que a festa proporciona. “Além de trazer a brincadeira para a cidade, o Fuzuê promove uma inclusão fantástica. A gente vê crianças, cadeirantes, famílias inteiras, fantasiados ou não, e isso é muito bacana. Além disso, o desfile é todo formado por temas culturais”, diz.

O sábado vai contar ainda com as manifestações culturais Oficina de Frevos e Dobrados, Pierrot Tradição de Plataforma, Barquinha de Bom Jesus dos Pobres, Fanfarra BBG, Banda Big Show, Caretas de Cairu, Fuzuê Junino, Gravata Doida, Grupo Cultural Bambolê, Banda Show Laroyê, Cangaceiros de Ipitanga, Banda Comanches e Banda Percurssiva Axé Babá, entre outros. A programação completa do Fuzuê e Furdunço está disponível no site curtacarnaval. com. Br.

Divulgação/Secom

Furdunço – No domingo, quem invade a Avenida Oceânica são os trios, pranchões e ônibus, levando as apresentações musicais para bem pertinho do público. Os desfiles começam às 15h com a apresentação do compositor e cantor Gerônimo eu seu buzanfan, ônibus adaptado em substituição ao trio elétrico. “Vamos entrar pelo segundo ano no circuito com essa alegoria elétrica e musical, um ônibus-jardineira onde nós tocamos e ficamos muito próximo do público. É um palco de mais ou menos 1,5 metro de altura. O buzanfan não vem só com música, vem com música e luminosidade e isso é muito legal”.

Já a Banda Marana, programada para sair à noite, promete levar muito misticismo para o público. Com o tema Tribo Mística, cada músico vai se caracterizar de um elemento que rege os signos do zodíaco. Além disso, a banda faz um convite para que o folião pipoca também vá à caráter para a festa. Além de canções autorais como Mágica Elétrica e Agradecer (que foi gravada com a participação de Saulo para o EP mais recente), a banda traz no repertório músicas de Armandinho, Moraes Moreira, Olodum, Banda Mel, Chiclete com Banana, Rita Lee, Riachão e Caetano Veloso, entre outros.

“A gente faz uma mistura de ritmos, mas sempre com o objetivo de propor uma viagem até o carnaval das antigas, de fazer com que as pessoas se lembrem de um carnaval em que o folião tinha mais engajamento e vontade de participar”, opina Chico Gomes, cantor e compositor do grupo.

Ainda desfilam no domingo as bandas Fitdance, Rixô Elétrico, Quabales,BaianaSystem, Duas Medidas, Mudei de Nome, Armandinho, Danniel Vieira, Juan e Ravena, A Mulherada, Luciano Calazans, Afrodisíaco, Guig Ghetto, Viola de Doze, Tonho Matéria, Diamba, Adão Negro, Ana Mameto, Araketu, Kart Love e Forró do Tico, entre outras. Confira as outras atrações no site oficial do Carnaval.

O Furdunço foi lançado pela Prefeitura em 2014 e o Fuzuê em 2016 com a proposta de valorizar os pequenos equipamentos e manifestações culturais no chão, resgatando os antigos carnavais.


Paroano Sai Milhó anima pré-carnaval no Rubi


Depois do enorme sucesso em 2017, 2018 e 2019, o grupo Paroano Sai Milhó foi convidado novamente para participar dos bailes de Carnaval do Café Rubi, no Wish Hotel da Bahia, em 2020. Dentro do projeto “Verão Rubi”, as apresentações ocorrem nos dias 14 e 15 de fevereiro, sempre das 20h30 às 23h.

A proposta é relembrar o clima dos Carnavais de salão e, por isso, o Paroano convida o público a vestir sua fantasia e dançar ao som de músicas que marcaram época.

“Vamos reviver os bailes que aconteciam em períodos de ouro da folia e deixaram saudades. Queremos levar nosso abraço e nossa alegria para comemorar os mais de 50 carnavais do grupo”, afirma Francisco Mascarenhas, integrante e co-fundador do Paroano.

As duas noites serão regadas a muita animação ao som de composições de Walter Queiroz, Carlinhos Cor das Águas, Caetano, Pepeu, Gil, Moraes, Gerônimo, Dito, entre tantos outros artistas brasileiros.

O show presta um tributo aos compositores baianos, produtores de imensa matéria-prima musical que alimenta o Paroano há muitas décadas, mantendo sua essência de arte de rua. Não faltarão, é bom lembrar, as tradicionais marchinhas carnavalescas.

História e tradição – Uma das entidades mais tradicionais da folia baiana, o Paroano Sai Milhó fez seu primeiro desfile de Carnaval em 1964. A primeira fantasia usada pelo grupo foi improvisada e não agradou muito. Alguém, a título de consolo e incentivo, disse: “para o ano sai melhor”, e a frase acabou sendo adotada como nome do bloco.

Nas ruas, os integrantes tratavam de acrescentar ao repertório tradicional carnavalesco, formado de marchinhas, sambas e frevos, músicas da MPB, de todos os tempos e estilos, com arranjos especiais para a folia momesca.

“Eles são o oásis do carnaval baiano”, disse certa vez Caetano Veloso. Apesar da estreia na festa de Momo, sua fundação oficial se deu em 9 de fevereiro de 1964, nas rodas de seresta do Largo do Godinho (Saúde), pelo engenheiro e violonista Antônio Carlos Mascarenhas, o “Janjão”.

O que define o grupo, composto atualmente por 17 músicos e vocalistas, é a sua forma original acústica, que desafia o som eletrônico, já que todos cantam “no gogó”, em ciranda, de estandarte em punho, travestidos de palhaços, como um “Exército de Brancaleone” do Carnaval de rua da Bahia, empunhando violões, cavaquinhos e percussões, sempre cumprindo a promessa cunhada no nome da banda.

O Paroano Sai Milhó é: Adilson, André, Ari, Jackson, Ferreira, Quico, Niltão, Flávio, Mundinho, Geraldo, Caito, Gerson, Álvaro, Chico Ulisses, Chico Mascarenhas, Lindberg e Zé Raimundo.

Paroano Sai Milhó
Quando: 14 e 15/02 (sexta e sábado)
Horário: das 20h30 às 23h
Onde: Café Rubi
Quanto: Couvert artístico – R$ 80

Compra

Bilheteria: Café Rubi – 71 3013-1011
segunda a sábado, das 14h às 19h (em dias de apresentação, até às 20h30)
Vendas online: https://couvertartistico.caferubi.com.br/


Grito de Carnaval de Zelito Miranda no Forró do Parque


O forró será temperado com samba-reggae, afro pop, maracatu e reggae, no próximo dia 16, no Largo Quincas Berro d´Água, Pelourinho. Isso porque, Zelito Miranda apresenta o grito carnavalesco do Forró no Parque, que em 2020 comemora 11 anos. O evento acontece às 11 horas, e terá as participações de Tonho Matéria e Targino Gondim.

O projeto que já levou grandes nomes do ritmo a shows gratuitos, já chegando a receber mais de dez mil pessoas por dia, foi idealizado por Telma Miranda. Com a proposta de oferecer para o público baiano uma programação variada, o Forró no Parque se destaca como opção de entretenimento cultural, sobretudo por se sustentar em um ritmo tão característico da Bahia: o Forró.

Como Sempre o Forró no Parque terá vários convidados no decorrer das edições. A ideia é que este show seja uma opção de entretenimento para toda nação forrozeira. Com músicas que abordam temas sociais, Zelito trará ao palco, as canções que do CD Forró Porreta, que ganhou o prêmio de melhor CD do site São João na Bahia e TV Aratu, concorrendo com todos os Forrozeiros da Bahia e do Nordeste.

Zelito Miranda – O “Rei do forró temperado”. Assim é conhecido um dos grandes nomes do forró baiano, Zelito Miranda. O cantor e compositor – que possui 25 anos de trajetória na música nordestina ganhou esse título por incluir estilos como o rock, jazz, dentre outros ritmos misturados ao forró pé de serra, dando ao ritmo um “tempero” todo especial para as suas composições e apresentações que encantam milhares de admiradores e fãs por onde passa.

Com doze discos – entre CDs e LPs -, um DVD e participações diversas em coletâneas, Zelito é dono de um repertório vasto e conta com uma banda composta por 10 músicos e uma estrutura de produção impecável e iluminação de ponta.

Serviço:
Projeto Forró no Parque Zelito Miranda – O Rei do Forró Temperado
Convidado: Tonho Matéria e Targino Gondim
Data: 16 de fevereiro – (domingo)
Horário: às 11 horas
Onde: Praça Quincas Berro d´água – Pelourinho
Informações: 71 99254-4340
Censura livre


“Samba e suas vertentes” no Piedade


Divulgação

Continua até dia 20, de segunda a sexta-feira, a 7ª edição do projeto Samba Vivo, no piso L2, do Sopping Piedade (certificado com o Selo da Diversidade Étnico-Racial) que este ano traz o tema “Samba e suas vertentes”. A vasta programação cultural gratuita é para homenagear a ancestralidade cultural de diferentes etnias, principalmente as africanas, justamente no mês do Carnaval para fortalecer o movimento das entidades de raízes africanas. Quem estiver de passagem pelo Shopping Piedade vai poder curtir pocket shows, rodas de conversa, oficinas, exposição de fotos, concurso de beleza e muito mais.

Na segunda semana, de 11 a 14 de fevereiro, quem anima o público com pocket shows são os grupos “Samba Mocidade”, “Afoxé Filhos do Congo” e Bankoma. Os temas das rodas de conversa são: “Inovação e Criatividade no Carnaval”, “A Renovação e Resistência dos Afoxés no Carnaval de Salvador”, “Atividades Socioculturais das Entidades Carnavalescas” e “15 Anos do Samba Popular”.

Oficina e Serviços Gratuitos: De 17 a 20, tem a Semana da Beleza. No dia 17/02, o evento oferecerá uma Oficina de Turbante (17/02). O público também poderá desfrutar de serviços como Maquiagem (18/02), Penteado (18/02) e Maquiagem e Penteado (20/02).

Ainda de 17 a 21, acontece a Exposição de Blocos de Matrizes Africanas.

Como parte do projeto tem o “Samba Vivo Box”, que é um balcão, que fica localizado no piso L2, das 9 às 21h, onde são encontrados ingressos para eventos, fantasias carnavalescas de blocos de samba, indígena, afro e afoxés. Este vem contribuindo para valorização da cultura e fortalecimento do mercado afroempreendedorismo.

Selo da Diversidade Étnico-Racial

O Selo da Diversidade Étnico-Racial é concedido pela Prefeitura, através de uma iniciativa que visa reconhecer publicamente as ações de promoção da equidade racial nas políticas de gestão de pessoas e marketing das organizações públicas, privadas e da sociedade civil da cidade do Salvador. O Shopping Piedade é certificado com o Selo da Diversidade Étnico-Racial e assume o compromisso com a sociedade soteropolitana de promover ações de combate ao racismo

PROGRAMAÇÃO CULTURAL – SAMBA VIVO

Filhos do Congo. Foto reprodução Youtube

Dia 11/02

– Às 15h – Roda de Conversa: Inovação e Criatividade no Carnaval

– Às 15h40 – Atração Cultural: Samba Mocidade

Dia 12/02

– Às 15h – Roda de Conversa: A Renovação e Resistência dos Afoxés no Carnaval de Salvador

– Às 15h40 – Atração Cultural: Afoxés Filhos do Congo

Dia 13/02

– Às 15h – Roda de Conversa: Atividades Socioculturais das Entidades Carnavalescas

– Às 15h40 – Atração Cultural: Bankoma

Dia 14/02

– Às 15h – Roda de Conversa: 15 Anos do Samba Popular

– Às 15h40 – Atração Cultural: A Grande Família

De 17 a 21/02 – Exposição de Fantasias de Blocos de Matrizes Africanas

De 17 a 20/02 – Semana da Beleza

– 17/02 – Oficina de Turbante

– 18/02 – Serviço de Maquiagem

– 19/02 – Serviço de Penteado

– 20/02 – Serviço de Maquiagem e Penteado


Lançado o “Carnaval dos Carnavais”


O prefeito ACM Neto, os artistas Léo Santana e Carlinhos Brown. Foto Max Haack/Secom

“Carnaval dos Carnavais”, este é o tema da folia momesca baiana 2020, anunciada hoje pelo prefeito ACM Neto e sua equipe de trabalho (secretários e dirigentes municipais), que terá a abertura na quinta-feira (20), no circuito Osmar (Campo Grande), com a entrega das chaves ao Rei Momo, animada pelo cantor Léo Santana e fecha com ele e Carlinhos Brown no Arrastão da Quarta-feira de Cinzas(26). (Por Noemi Flores)

Já no Circuito Dodô (Barra), a abertura oficial da folia será no Farol da Barra, comandada por Carlinhos Brown, que realiza desfile com cerca de 150 percussionistas do Movimento Percussivo Timbaleira Drummers. Além do Cacique, tocam neste circuito, com apoio da Prefeitura, no mesmo dia, grandes nomes como Daniela Mercury, Margareth Menezes, Claudia Leitte, Harmonia, Banda Eva, Mudei de Nome, Denny Denan, La Fúria, O Poeta, Rafa e Pipo Marques, Lincoln e Duas Medidas, Araketu e Chiclete com Banana.

Mas antes de tudo, tem o aquecimento para a festa momesca com o Pré-Carnaval nos dias 15, 16 e 18, com o Náutico, sábado 15/02, na Bahia de Todos-os- Santos, próximo ao Solar do Unhão , o Fuzuê, no mesmo dia, com a Bike Fuzuê, o Furdunço, 16/02 e o Pipoco, 18/02.

O prefeito destacou que conseguiu, junto de sua equipe, organizar uma festa desta proporção local, nacional e internacional com um know how que cidade nenhuma do mundo pode fazer com esta dimensão. Segundo ele, cada detalhe foi analisado para que traduzisse o que as pessoas vão sentir na rua e também da expectativa dos promotores do evento.

Os principais circuitos terão 5 mil horas de música com uma programação diversificada para todos os gostos e todas as idades com mais de 700 apresentações nos circuitos oficiais e mais de 350 nos 10 bairros e palcos temáticos  na cidade. Além de mais de 200 atrações para o folião pipoca em trios sem cordas, desde o pré-carnaval até a Quarta-Feira de Cinzas.

Toda uma infraestrutura de bem estar, segurança e mobilidade dos foliões foi colocada em prática, não só nos circuitos principais da folia como nos 10 bairros que terão várias atrações durante o período da folia momesca.E a grande  novidade, neste aspecto, são os Portais de Acesso para os foliões. Outro dado importantíssimo para a ocasião é que no Carnaval de Salvador acontece a campanha de conscientização à preservação do meio ambiente, a exemplo da que vai ser realizada no Parque Marinho da Barra.

Geração de recursos, trabalho temporário e turismo

A movimentação econômica da festa, de acordo com a Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secult), deverá girar em torno de R$1,8 bilhão, decorrente de gastos com itens como hospedagem, alimentação e serviços, além de gerar 215 mil postos de trabalho temporários. O investimento total na festa deverá ser de R$60 milhões em dez dias de folia (contando o pré-Carnaval), sendo R$20 milhões em recursos municipais e os R$40 milhões restantes decorrentes do patrocínio da iniciativa privada, captados pela Prefeitura.

Este ano, os principais patrocinadores são as empresas Ambev, através da marca Skol Puro Malte, a Veloe e a Hapvida. “Essa é uma festa empregadora, geradora de renda e que movimenta a economia da cidade o ano inteiro e não apenas nos dias de folia”, afirmou ACM Neto.

Trabalho – Os 215 mil postos de trabalho temporários estarão distribuídos em até 40 áreas de atuação em mais de 50 setores da economia. Somente na montagem, desmontagem e operação de estruturas para a folia, a exemplo dos camarotes, serão 20 mil vagas. No ramo artístico, ligado à indústria do espetáculo, serão 10 mil vagas e, na hotelaria, 1,7 mil. No setor público, a Prefeitura terá 10 mil colaboradores atuando na organização da festa, dentre alguns exemplos.

Turismo – Dos turistas que vão chegar a Salvador no Carnaval, 435,8 mil são do interior da Bahia e 331,5 mil de outros estados, com destaque para São Paulo, Rio de Janeiro, Pernambuco, Minas Gerais e Distrito Federal. Também desembarcarão na capital baiana 86,2 mil estrangeiros, oriundos principalmente da Argentina, França, Estados Unidos, Alemanha, Espanha e Inglaterra.

Acompanhe aqui onde curtir o Carnaval

Além dos sete circuitos oficiais do Carnaval – Dodô, Osmar, Batatinha, Sérgio Bezerro, Orlando Tapajós, Mestre Bimba e Riachão –, a cidade fará a festa também em mais 10 bairros – Periperi, Cajazeiras, Itapuã, Plataforma, Pau da Lima, Liberdade, Centro Histórico, Piatã, Boca do Rio e Rio Vermelho. Oficialmente, a folia começa no dia 20 e segue até o dia 25.

Festa começa antes – Mas a festa começa antes do período oficial, com o pré-Carnaval, no dia 15 de fevereiro. É quando acontece o Fuzuê, que leva a irreverência dos antigos carnavais às ruas da Barra e da Ondina, no circuito Orlando Tapajós.

Quem abre alas no Fuzuê são as bicicletas. Em seguida, mais 30 atrações fazem a folia do público que estiver no circuito. Ainda no dia 15, a Baía de Todos-os-Santos recebe o pré-Carnaval náutico, próximo ao Solar do Unhão. Quem vai agitar os foliões na água é a banda Filhos de Jorge e a DJ Ana Julieta.

No domingo, 16, é a vez do Furdunço, que recebe 42 atrações, entre elas BaianaSystem, Gerônimo, Quabales, Mudei de Nome, Afrodisíaco, Adão Negro, Diamba e muito mais. E o cantor Léo Santana invade o circuito Orlando Tapajós na terça-feira (18), no Pipoco. Já no dia 19, a Barra será animada pelos bloquinhos e fanfarras no circuito Sérgio Bezerra.

Programação eclética – A quinta-feira (20) no circuito Osmar é toda do samba. Já na Barra, a música é garantida com a Torre Eletrônica, que garante festa com DJs após a saída do último trio durante todo o Carnaval, começando também na quinta-feira (20). E, na sexta-feira (21), o mesmo circuito recebe, além dos trios elétricos, mais 15 atrações do Furdunço. Do dia 21 ao dia 25 acontece, na Rua Dias D’Ávila, o Beco das Cores, que receberá 25 atrações de música eletrônica.

Fazendo companhia ao Palco Multicultural, que volta a acontecer no Carnaval, mas agora em novo endereço – na Praça das Artes, no Centro Histórico -, e ao Palco do Rock, em Piatã, o Carnaval recebe duas novidades quando o assunto é festa para todos os estilos. O Espaço Mix, no Rio Vermelho, com diversas atrações que trazem uma mistura de ritmos, e o Origens, que no Espaço Cultural da Barroquinha.

A proposta do Origens é levar a cena independente e alternativa da cidade para o Carnaval, reunindo manifestações balizadas na estética negra e uma sonoridade que passeia pela black music e suas vertentes como o afro, afro pop, rap, reggae, r&b, funk, pagode eletrônico, entre outros. Já o Espaço Mix envolve a mistura de ritmos, com palco versátil, visando agradar todas as tribos, combinando com o clima boêmio do Rio Vermelho. Vale lembrar que o mesmo Rio Vermelho recebe o Carnaval Infantil dos dias 23 a 25, sempre a partir das 10h.

No mar – E como o assunto é espaço temático, no sábado (22) acontece o Carnaval Náutico, a partir das 12h, na Baía de Todos-os-Santos. Vão se apresentar no local o cantor Denny Denan e o DJ Rafa Gouveia.

Também a partir do sábado, só que a partir das 17h, a Praça Castro Alves recebe o Pôr do Sol da Castro Alves, onde um trio faz show parado no local. Com uma visão privilegiada, o público vai contar com as apresentações de Moraes Moreira e Davi Moraes. No domingo, será a vez de Baby do Brasil e Paulinho Boca. E na segunda-feira, do Trio Armandinho Dodô e Osmar, com os Irmãos Macêdo.

No Circuito Barra-Ondina ainda tocam Alinne Rosa, na terça; Àttooxxá, no domingo; Lincoln e Duas Medidas, na sexta e no domingo; Parangolé, na sexta; É o Tchan, na terça; Margareth Menezes, na sexta; Igor Kannário e La Fúria, também na sexta; Psirico, no sábado e no domingo; Larissa Luz, na terça; Gerônimo, na segunda; Tuca Fernandes, na terça; O Poeta, no sábado; Ricardo Chaves, na terça; Danniel Vieira, no domingo; e o Bloco da Preta, na sexta..

Destaques do Osmar – De sábado até a terça-feira de Carnaval, a Prefeitura leva dezenas de trios para o folião pipoca do circuito Osmar (Campo Grande). Entre os nomes de destaque estão Saulo, no sábado; Denny Denan, no domingo; Lá Fúria. na segunda e terça; Cláudia Leite, na segunda; Igor Kannário, também na segunda; O Poeta, no domingo e na terça; Mudei de Nome, no domingo e na terça; Rafa e Pipo Marques, na terça; Gerônimo, no sábado; Carla Perez, no sábado e no domingo; e Jau, na terça. Um trio vem para chamar à atenção no Circuito Osmar: a cantora Nêssa faz apresentação inédita com Pablo Vittar, no domingo de folia.

Patrocinadores – Patrocinam o Carnaval de Salvador a Veloe, Hapvida e a Skol Puro Malte. Detalhes sobre a programação oficial do Carnaval em breve no site curtacarnaval.com.br.