Coral leva conforto e esperança

Os clássicos da música brasileira continuam sendo entoados pelas harmônicas vozes que, mesmo cumprindo o isolamento diante da pandemia, levam um pouco de conforto e …


Edd Bala lança “Biriteira” no dia dos seus 51 anos


O multiartista Edd Bala lança nacionalmente, no próximo sábado, dia 30 de maio, data em que completa 51 anos, sua mais nova música “Biriteira”, que tem letra e música autorais em parceria com o músico e publicitário Chico Sá. A canção estará disponível em mais de 20 plataformas digitais, entre elas YouTube, Deezer, Spotify, Apple Music, Google, graças à assinatura do contrato com a distribuidora ONErpm.

“Biriteira” é um merengue com a cara da Bahia. A inspiração para compor a música surgiu quando Edd Bala ficou sabendo de uma pesquisa que apontava que as mulheres estão bebendo mais do que os homens no Brasil, quando voltava de Fortaleza e parou na cidade de Salgueiro, em Pernambuco. No hotel, no estado vizinho, Edd Bala criou não só o refrão que gruda na cabeça, mas também a música.

Ouça “Biriteira” – https://www.youtube.com/watch?v=eW8VZGPJevg

Em Salvador, ao se apresentar a convite de Alexandre Leão em seu show semanal na Varanda do Sesi Rio Vermelho, Edd Bala acabou ganhando de presente arranjos especiais para “Biriteira” do próprio Alexandre Leão, que generosamente liberou sua banda para gravar com Edd. Assim, a “Biriteira”, que será lançada no sábado, tem Ed Carlos na bateria, Joseval na percussão, Raimundo Nova na guitarra contribuindo também com os arranjos, Israel Ramos no baixo e o nipe de metais sob o comando do saudoso Nivaldo Cerqueira.

Sobre Edd Bala – Edd já foi dirigido por nomes como Hebe Alves, Fernando Guerreiro e Paulo Dourado. Além de cantar e compor tem um currículo rico, é experiente como apresentador em programas de TV e repórter, ator em comerciais, em atividades corporativas e grandes eventos como Festival de Verão e Festival de Inverno de Vitória da Conquista, Camarote Salvador e Planeta Othon. Entre seus projetos estão banda Bala n’agulha e Fanfarra Mágica (nome dado por Ivete Sangalo). Suas canções estão em plataformas digitais como spotfy – deezer – google play – apple music – youtube e rádios.

Música: Biriteira

Intérprete: Edd Bala

Música: Edd Bala

Letra: Edd Bala e Chico Sá

Direção: Alexandre Leão

Pequena biografia: http://eddbala.com.br/biografia/

Edvaldo Barreto

Bala na Agulha Produções

www.eddbala.com.br

71-99124-7903 – WhatsApp

Foto Fábio Bouzas – @fabiobouzasfotografia

Realização: Bala na Agulha Produções


5 bandas baianas concorrem à final do EDP Live Bands


Banda Ander Leds. Reprodução do Facebook

A 5ª edição do EDP Live Bands, concurso de bandas criado pela EDP para promover a música e o talento nacional, tem cinco grupos baianos entre os semifinalistas. A escolha dos finalistas do concurso cabe ao público que, de 29 de maio a 07 de junho, poderá entrar no site do concurso (edplivebands.edp.com) e votar na sua banda favorita.São 51 bandas de 13 Estados brasileiros e Distrito Federal, que seguem com o sonho vivo para lançar um CD e tocar no NOS Alive em Portugal, um dos maiores festivais da Europa.

As bandas Ander Leds, Bruma, Cabuloso Trio, Professor Doidão e os Aloprados e Thaynara TerraMã foram selecionadas entre 1051 bandas inscritas pelo júri, tendo em consideração critérios como a originalidade e a qualidade técnica e musical, e pelo voto popular no site do concurso. Na plataforma interativa do concurso, há interface para o Facebook, áudios e vídeos das bandas que seguem na disputa.

Foto A tarde-Uol

Os músicos representarão Alagoas, Bahia, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e São Paulo nessa próxima fase da competição. O anúncio das seis finalistas acontece no dia 09 de junho.

Conheça as bandas semifinalistas

Banda: About a Soul | Música: Hold me | Cidade/Estado: Americana/SP

Banda: Anddre Mafra | Música: Alaska | Cidade/Estado: Uberaba/MG

Banda: Ander Leds | Música: Drive my car | Cidade/Estado: Salvador/BA

Banda: Banda Elízia | Música: 3AM | Cidade/Estado: Belo Horizonte/MG

Banda: Bemvirá | Música: Décima | Cidade/Estado: Taubaté/SP

Banda: Bohos and Queens | Música: Rabbit, Run | Cidade/Estado: Maceió/AL

Banda: Bombeiros do sol | Música: Danilo mentiu | Cidade/Estado: Santa Luzia/MG

Banda: Bruma | Música: Linhas tortas | Cidade/Estado: Salvador/BA

Cabuloso Trio. Divulgação

Banda: Cabuloso Trio | Música: Psiu | Cidade/Estado: Salvador/BA

Banda: Cainã e a Vizinhança do Espelho | Música: Mirante | Cidade/Estado: Linhares/ES

Banda: Corona Nimbus | Música: Beyond Chaos | Cidade/Estado: Teresina/PI

Banda: Diretoria | Música: O jogo | Cidade/Estado: Porto Alegre/RS

Banda: Distoppia | Música: Flutuar | Cidade/Estado: Goiânia/GO

Banda: Dois ou dez | Música: Fim da linha | Cidade/Estado: Rio de Janeiro/RJ

Banda: Duo Severino | Música: Vá em paz | Cidade/Estado: Vitória/ES

Banda: Earlier | Música: Dança | Cidade/Estado: Americana/SP

Banda: Erik°a Espíndola | Música: Fantastic People | Cidade/Estado: Campo Grande/MS

Banda: Facção Caipira | Música: Vaidade | Cidade/Estado: Niterói/Rio de Janeiro

Banda: Ferdi | Música: Ponto e Vírgula | Cidade/Estado: Campinas/SP

Banda: Giramundocão | Música: Vinte e três | Cidade/Estado: Petrópolis/RJ

Banda: Guardiano | Música: Aurora | Cidade/Estado: São Paulo/SP

Banda: Indïgo | Música: Dry | Cidade/Estado: São Paulo/SP

Banda: Jota Pê Rocha | Música: Casal Hippie | Cidade/Estado: Viamão/RS

Banda: Lautmusik | Música: Tugboat | Cidade/Estado: Porto Alegre/RS

Banda: Levy | Música: Passarinho | Cidade/Estado: Porto Alegre/RS

Banda: Little Room | Música: Tangled | Cidade/Estado: Rio de Janeiro/RJ

Professor Doidão e os Aloprados. Reprodução do Facebook

Banda: Los Cunhados | Música: Aurobella | Cidade/Estado: São Luiz do Paraitinga/SP

Banda: Los Marias | Música: Monotonia | Cidade/Estado: Passo Fundo/RS

Banda: Machete Bomb | Música: Buscando a Sorte | Cidade/Estado: Curitiba/PR

Banda: Magpie | Música: 2020 | Cidade/Estado: Santos/SP

Banda: Mariana Ramos | Música: Muros | Cidade/Estado: Curitiba/PR

Banda: Metteoro | Música: Do Espaço | Cidade/Estado: Vitória/ES

Banda: Micah | Música: Gigantesco em Mim | Cidade/Estado: Rio de Janeiro/RJ

Banda: Midnight Mocca | Música: It Feels Like the Ocean | Cidade/Estado: Belo Horizonte/BH

Banda: MINIMAL | Música: Nós | Cidade/Estado: Uberlândia/MG

Banda: Mushgroom | Música: Além de Dois | Cidade/Estado: Jundiaí/SP

Banda: Nat Mirrors e os Espelhos da Noite | Música: Fake News | Cidade/Estado: Brasília/DF

Banda: Noturna | Música: Utopias Reais | Cidade/Estado: Belém/PA

Banda: O Campo | Música: Ciudad | Cidade/Estado: Taubaté/SP

Banda: Omi Okun | Música: Onã | Cidade/Estado: Rio de Janeiro/RJ

Banda: Professor doidão e os aloprados | Música: Lembranças | Cidade/Estado: Salvador/BA

Banda: Projeto Junho | Música: Abrigo | Cidade/Estado: Bauru/SP

Banda: Ráh | Música: Raiz | Cidade/Estado: Guarapari/ES

Banda: Rodrigo Novo | Música: Lá e cá | Cidade/Estado: Vitória/ES

Banda: Staffordshire | Música: Homem de areia | Cidade/Estado: Vila Velha/ES

Banda: Sun Sweet Sun | Música: Blue | Cidade/Estado: Porto Alegre/RS

Thaynara TerraMã. Reprodução do Facebook

Banda: Thaynara TerraMã | Música: Plexo Solar | Cidade/Estado: Arraial D’Ajuda/BA

Banda: Verbara | Música: Suflair | Cidade/Estado: Rio de Janeiro/RJ

Banda: Victor Mus | Música: Qualquer Chão é Caminho | Cidade/Estado: Rio de Janeiro/RJ

Banda: Vieira | Música: O Sol e o Cachecol | Cidade/Estado: João Pessoa/PB

Banda: Zé Maholics | Música: Cachaça | Cidade/Estado: Vitória/ES

Tal como em edições anteriores, o EDP Live Bands Brasil conta com o apoio da produtora Everything is New, da Revista Lounge e da Fundação Luso Brasileira.

Desde a sua primeira edição, em 2014, o EDP Live Bands já recebeu mais de 9.300 candidaturas e premiou 14 bandas (12 Primeiros Prêmios e duas Menções honrosas) nos três países onde está presente.

Sobre a EDP no Brasil
Com mais de 20 anos de atuação, a EDP é uma das maiores empresas privadas do setor elétrico a operar em toda a cadeia de valor. A Companhia, que tem mais de 10 mil colaboradores diretos e terceirizados, atua em Transmissão, Comercialização e Serviços de Energia, e possui seis unidades de geração hidrelétrica e uma termelétrica. Em Distribuição, atende cerca de 3,5 milhões de clientes em São Paulo e no Espírito Santo, além de ser a principal acionista da Celesc, em Santa Catarina. No Brasil, é referência em áreas como Inovação, Governança e Sustentabilidade, estando há 14 anos consecutivos no Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) da B3.
_


Feriados antecipados em Salvador


Nossa Senhora Conceição da Praia. Foto Max Haack/PMS
Medida visa baixar taxa de transmissão, aliviar ocupação de leitos e acelerar retomada da economia

A Prefeitura de Salvador e o governo do Estado vão antecipar nesta semana de três feriados, sendo dois estaduais e um municipal. O São João, no dia 24 de junho, e a data comemorativa à Independência da Bahia, em 2 de julho, serão os feriados estaduais antecipados para as próximas segunda (25) e terça (26). O municipal, transferido para a próxima quarta (27), será o 8 de dezembro, ou seja, o dia de Nossa Senhora da Conceição da Praia, padroeira da Bahia.

Na quinta (28) e na sexta (29), um decreto estadual e municipal vai suspender as atividades que não são essenciais na cidade. Com isso, Salvador terá uma semana com isolamento social reforçado e ampliado, com o objetivo de reduzir ainda mais a taxa de transmissão do novo coronavírus e diminuir o ritmo de ocupação dos leitos clínicos e de UTI, conforme explicaram, em coletiva virtual realizada na tarde de hoje, o prefeito ACM Neto e o governador Rui Costa.

Durante a semana que vem, só estão autorizados a funcionar as atividades consideradas essenciais pela Prefeitura e governo do Estado, a exemplo de farmácias, supermercados e serviços de saúde. Agências bancárias poderão funcionar na quinta e na sexta. Haverá fiscalização por parte da força-tarefa liderada pela Secretaria de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur) e que tem o apoio da Polícia Militar da Bahia (PM-BA).

“Realizamos ontem (21) uma reunião com o governador Rui Costa para analisar o comportamento do coronavírus na capital e na Bahia. Levando em conta a curva de casos da doença e também a projeção de ocupação de leitos nos hospitais nas próximas semanas, decidimos adotar essa medida para conter a disseminação e evitar o colapso no sistema de saúde. Estamos atuando no limite”, disse ACM Neto.

Retomada – A meta, segundo o prefeito, é reduzir a taxa de transmissão para menos de 5%. Atualmente, esse percentual está na casa dos 6%. “Dessa forma, para reduzir a taxa de transmissão, essa medida conjunta com o governo do Estado era necessária até para encurtar o período de retomada das atividades econômicas. Estamos conversando com os principais setores econômicos da cidade, elaborando protocolos de reabertura, o que esperamos que comece a acontecer já a partir de junho, claro que dialogando com o Estado”, afirmou o prefeito.

Além disso, ACM Neto avaliou que a antecipação dos feriados vai ajudar na retomada na medida em que isso é feito em um período onde a atividade econômica está desacelerada em função da pandemia. “Esses feriados que estamos antecipando cairiam em dias de semana e alguns seriam feriadões, ocorrendo em um momento em que, esperamos, a retomada seja uma realidade. Estamos antecipando essas datas para a semana que vem, o que vai ser bom para todo mundo nesse momento em que precisamos conter o coronavírus com mais firmeza, quando teremos apenas dois dias de sacrifício, a quinta e a sexta”, declarou.

Critério – O governador Rui Costa afirmou que, além de Salvador, oito municípios também anteciparão feriados estaduais e municipais para semana que vem, adotando a mesma estratégia para conter a Covid-19. Os critérios para a seleção desses municípios foram dois: o maior número de casos de contaminação e a linha de corte de 100 ocorrências para cima até agora. “Se outros prefeitos acharem que devem adotar a mesma estratégia, também será possível”, salientou.

Ele reforçou a importância da medida. “É uma medida de choque para que não faltem leitos até o final da próxima semana em Salvador. Além disso, quando baixamos o patamar da taxa de transmissão para 5%, e esperamos que essa medida seja decisiva nesse sentido, vamos pensar em um retorno gradual da atividade econômica”.


História, música e cultura cigana com Aline Miklos


Miklos. Reprodução/Faceibook

A história, a arte e a cultura cigana serão tema de conversa na próxima segunda-feira (25), às 16h, transmitida por meio de Live promovida pelo Centro de Culturas Populares e Identitárias (CCPI), da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA). O bate-papo, que poderá ser acompanhado no Instagram @ccpicultura, é a versão online do Cultura Cigana em Foco, programação que celebra o Dia Nacional do Cigano (24), e trará como convidada a cantora cigana Aline Miklos.

Segundo Cassi Ladi, da Coordenação de Culturas Populares e Identitárias do CCPI e que mediará o papo, a data é importante porque tem como objetivo dar visibilidade a esse grupo étnico que sofre com estereótipos e preconceitos. “Existe uma resistência muito grande em relação aos ciganos, que são vistos a partir de ideias errôneas. O Dia Nacional do Cigano é um dia para reflexão de quanto esse grupo sofre com o preconceito, comum na sociedade”.

Ladi destaca que o CCPI realiza um trabalho de proteção, promoção e criação de políticas de valorização e fortalecimento de manifestações populares e Identitárias. “Como o cigano é um grupo identitário, a nossa missão é proteger, valorizar e promover sua cultura, além de criar políticas de valorização para esse grupo que sofre com a discriminação e preconceito”.

O Dia Nacional do Cigano foi instituído em 25 de maio de 2006, por meio de decreto assinado pelo então presidente Luiz Inâcio Lula da Silva, em reconhecimento à contribuição da etnia cigana na formação da história e da identidade cultural brasileira. No calendário cigano, o dia 24 de maio é dedicado à Santa Sara Kall, padroeira dos povos ciganos.

Sobre a convidada – Goianiense, Aline Miklos é cantora, compositora e produtora cultural, doutoranda em História da Arte. Miklos mora desde 2015 em Buenos Aires e, em sua trajetória, estudou canto e teoria musical com diversos profissionais, foi aluna do Instituto de Cultura Islâmica de Paris. É integrante dos grupos de música Cigana e Balcânica Segundo Mundo e Kalo Chiriklo (Buenos Aires) e participou de vários grupos de música brasileira, cigana e francesa em São Paulo e Paris (Trio Cartola, Romano Yilo, Nação Oju Oba etc).

Centro de Culturas Populares e Identitárias (CCPI) da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA) é responsável pela execução, proteção e promoção das políticas públicas de valorização e fortalecimento das manifestações populares e de identidade, orientadas de acordo com o pensamento contemporâneo da Unesco e do Ministério da Cultura. Seu campo de atuação contempla a cultura do sertão, de matrizes africanas, ciganas e indígenas, LGBTQI+, infância e idosos. Coordena a programação artística dos largos do Pelourinho e suas grandes festas populares.
Cultura Cigana em Foco – Bate-papo com Aline Miklos
Quando: 25 de maio, segunda-feira, 16h
Onde: Instagram @ccpicultura


“Noite Vermelha” lança seu primeiro disco autoral nas redes sociais


Banda Noite Vermelha. Foto Heder Novaes/Divulgação

Rock genuinamente baiano. É daí que vem a máxima da Noite Vermelha, banda soteropolitana que lança no próximo dia 29 de maio o seu primeiro álbum intitulado ‘Percepção’. Há sete anos figurando na cena alternativa de Salvador, o grupo formado por Lula Magalhães (vocalista e guitarrista), Davi Rocha (baixista), Bruno Michel (guitarra e violão) e Levi Rocha (bateria) dá agora um passo importante da carreira lançando nas plataformas digitais um trabalho inteiramente autoral. São nove faixas que traduzem a diversidade de influências musicais de todo o mundo e a soma de referências da terra, da Bahia, que dão originalidade ao álbum.

Do hard rock à ‘música trilheira’, definição que o compositor Lula Magalhães dá para a canção ‘Pati’, ‘Percepção’ traz múltiplas vertentes do rock, passando por baladas, classic, country, folk americano e até rockabilly, além de uma singularidade importante entre as músicas: “todas as harmonias passam pelo blues, que sempre foi a minha maior referência”, destaca Lula, que assina as composições do disco e é o fundador da Noite Vermelha.

O lançamento do primeiro trabalho – que já estava marcado para acontecer com show no Teatro Sesi Rio Vermelho este mês e teve que ser adiado – foi reformulado e mantido nas plataformas digitais. “É um desafio e um risco lançar um primeiro trabalho autoral digitalmente, mas é também a nossa forma de contribuir com a cultura e dizer que, apesar do momento difícil, a arte e o rock resistem. Na Bahia tem rock e ele está mais vivo do que nunca!”, resume Lula.

Disponível gratuitamente nas principais plataformas de música a partir de 29 de maio, o álbum conta com participações de outros nomes importantes da cena musical baiana. O solitário punk Márcio Mello divide os vocais em ‘Ter o Sol Toda Manhã’. Em ‘Lua’, a guitarra é de Morotó Slim, das icônicas Dead Billies e Retrofoguetes. Já o bluesman Eric Assmar assume a guitarra slide em ‘Louco Amor’, uma das primeiras letras compostas do disco que levou 24 anos para ser gravada. Além delas, também estão no disco ‘Quanto Tempo Faz’, ‘Fúria’, a faixa-título ‘Percepção’, ‘Desejos’ e ‘Artifical’, destacada como música de trabalho.

Produção independente da Noite Vermelha, o álbum conta com captação e mixagem de Allex Andrade e o patrocínio de marcas baianas que acreditaram no trabalho entre elas o Sui Restaurante, Arenas Evo e Bela Dama Jóias e Semi Jóias.

Do Barão ao Capão

O que em 2013 começava como uma banda tributo ao Barão Vermelho encontrou no Vale do Capão, na Chapada Diamantina, o seu reduto. “O Capão foi a casa da Noite Vermelha. O espaço que não encontrávamos em Salvador no início, conquistamos lá. E até hoje muitos dos nossos melhores momentos aconteceram lá”, lembra o vocalista Lula Magalhães. Por lá, além de edições do Festival de Blues, fizeram Carnaval, São João, Festival de São Sebastião, um das festas mais importantes do Vale, e Réveillon. Os shows para grande público repercutiram em oportunidades na capital e no interior do estado que fizeram a banda despontar na cena alternativa.

Consolidando-se com apresentações em festivais, além das casas noturnas e pubs soteropolitanos, o grupo também caiu nas graças de artistas renomados do rock nacional, a exemplo dos integrantes da Camisa de Vênus, que convidaram a Noite Vermelha para abrir um dos seus shows.

Serviço
Lançamento Banda Noite Vermelha
Data: 29 de maio de 2020 (sexta-feira)
Plataformas digitais: Deezer, Spotify, Apple Music e outras.
Instagram – @bandanoitevermelha
Youtube – https://www.youtube.com/bandanoitevermelha