MPB Petrobras com Edson Gomes e Banda OQuadro


Foto de Evandro Veiga

No auge dos seus 35 anos de carreira e incontáveis sucessos no currículo, Edson Gomes será a atração do MPB Petrobras no dia 28 de janeiro na Concha Acústica do Teatro Castro Alves. Considerado o maior nome do reggae brasileiro, o cantor e compositor levará ao legendário espaço de shows as canções que marcaram sua trajetória em um resgate histórico e memorável. A noite contará ainda com show de abertura da banda baiana OQuadro e intervenção musical de DJ Branco, dentro do projeto Janela Baiana, promovido pela Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA).

A temporada atual do MPB Petrobras teve início em Aracaju no último dia 14 de dezembro e segue para Maceió no dia 17 de janeiro. Nas duas cidades, o consagrado artista mineiro João Bosco foi a atração escolhida para a retomada do projeto após dois anos de intervalo. Já o reggaeman Edson Gomes coroa a volta do MPB Petrobras a Salvador, cidade onde o projeto nasceu, mas que ficou fora da grade de shows nas últimas temporadas. Até março de 2018, o projeto volta às capitais sergipana e alagoana com shows de Geraldo Azevedo, nos dias 1º e 3 de março, respectivamente, e finaliza seu calendário em Salvador, em 18 de março, com atração a ser definida.

Edson Gomes – Com uma carreira consolidada em todo país, Edson Gomes, que ocupa o posto de “Rei do Reggae” brasileiro, traz em suas letras temas que retratam dramas sociais do cotidiano dos subúrbios do país e, por isso, diversas canções se tornaram verdadeiros hinos da representatividade e batalha pelo resgate e valorização das matrizes africanas.

Nascido em Cachoeira (BA), Edson Gomes conquistou um público fiel e lugar privilegiado no topo das listas dos maiores cantores de reggae do país. Seu trabalho mais recente é “Ao Vivo em Salvador”, primeiro CD e DVD ao vivo de sua carreira, registro de um show que aconteceu em dezembro de 2006, no Wet’n’Wild, na capital baiana.

Show de Abertura – Banda que desponta atualmente no cenário baiano, OQuadro apresenta o show do seu segundo disco intitulado “Nêgo Roque”, lançado há dois meses nas plataformas digitais. Selecionado pelo projeto Natura Musical, o trabalho apresenta elementos obtidos por meio de vivências pessoais do grupo formado por Jef Rodriguez (voz), NêgoFreeza (voz), RansSpectro (voz), Ricô (voz/baixo), Rodrigo DaLua (Guitarra e Synth), Vic Santana (bateria), DJ Mangaio (programações) e Jahgga (percussão).

Fundado em Ilhéus (BA), OQuadro traz nas suas sonoridades uma vertente do rap que busca inovações a partir de diálogos com outros estilos musicais e movimentos culturais. As composições do grupo oscilam entre a bravura e a brandura, o local e o universal, vão do ijexá ao afrobeat, sem deixar, por isso, de ser rap.

MPB Petrobras – Com realização assinada pela produtora baiana Caderno 2 Produções e patrocínio da Petrobras e Governo Federal, o MPB Petrobras nasceu em 1997 e, desde então, vem promovendo o acesso do público de vários segmentos sociais ao trabalho de artistas de prestígio nacional, acesso esse que, de outra forma, não seria possível. Com mais de 500 shows realizados, a temporada atual marca o retorno do projeto após dois anos de intervalo. São seis shows em três cidades do Nordeste.

MPB Petrobras: Edson Gomes

Abertura: OQuadro

Janela Baiana: DJ Branco

Quando: 28 de janeiro (domingo), 18h

Onde: Concha Acústica do Teatro Castro Alves

Quanto:

Arquibancada: R$ 60 (inteira) e R$ 30 (meia)

Camarote: R$ 120 (inteira) e R$ 60 (meia)

 


Carnaval de Varanda no Teatro Sesi já começou


O grito de carnaval do Teatro Sesi, uma preparação especial para o carnaval com várias atrações, acontece na Varanda do Sesi, no bairro do Rio Vermelho, de 19 de janeiro a 8 de fevereiro. As atrações vão reviver os bailes carnavalescos cheios de confetes e serpentinas trazendo uma programação diversificada com a Banda Limusine e Alexandre Leão entre outros no Carnaval de Varanda. Então traga a sua melhor fantasia, forme seu bloco e participe desta folia conosco.

Programação Completa
Alexandre Leão
Dias: 19 e 26 /01 e 16/02
Horário: 22h
Couvert: R$30,00
• Baile da Chiquita Bacana!
Banda Limusine
Dias: 20/01 e 17/02
Horário: 21h
Couvert: R$30,00
• O Povo Pediu
Dia: 27/01
Horário: 20h
• Patty Kiss e sua guitarra baiana
Dia: 29/01
Horário: 20h
Couvert: R$ 20,00
• Baile de Viny
Dia: 03/02
Horário: 21h
Couvert: R$20,00
• Carnavais de Outrora
Dose Sonora e Lussy Dinniz
Dia: 05/02
Horário: 20h
Couvert: R$ 20,00
• Paroano Sai Milhó
Dia: 08/02
Horário: 20h


6 noites de pré-carnaval no Café-Teatro Rubi com várias atrações


Paroano Sai Milhó com o show Palhaços da Alegria

Com o objetivo de resgatar o glamour e a alegria dos bailes carnavalescos de salão, o Café-Teatro Rubi, Wish Hotel da Bahia (ex-Sheraton), criou o projeto “O Rubi Cai na Folia”. Durante dois finais de semana de janeiro e um de fevereiro, a casa abre sua pista de dança e convida o público a vestir a fantasia e dançar ao som de músicas que marcaram época. A ideia é relembrar os saudosos bailes que aconteciam em períodos de ouro da festa momesca e que deixaram tanta saudade.

Serão seis noites pré-carnavalescas capitaneadas pelo grupo musical Paroano Sai Milhó, com o show Palhaços da Alegria (dias 19 e 20), por Paulinho Boca de Cantor e seu Baile do Boca (25), pelo MicroTrio, de Ivan Huol (26 e 27), e por Lazzo (03/02), com o show Vem Dançar, que encerra o projeto. Sempre das 20h30 às 23h.

Palhaços da Alegria – Nos dias 19 e 20 de janeiro, das 20h30 às 23h, o grupo musical Paroano Sai Milhó anima a noite do Café-Teatro Rubi com o show Palhaços da Alegria. Em 2018, a turma faz 54 anos de vida e 55 de folia carnavalesca.

Nas duas noites dançantes, o Paroano reviverá, com o público, um pouco de sua história e o convidará a cair na folia. Um momento único para reviver músicas, como Plataforma, Vai Passar, Sintonia, Zanzibar, Fogo e Paixão, Iolanda, um pout-pourri de Caetano Veloso e Gilberto Gil, outro de Moraes Moreira, além de grandes clássicos dos nossos carnavais.

História – O Paroano Sai Milhó surgiu no Carnaval de Salvador em 1964, inspirado nos conjuntos vocais da época, como os Tincoãs e o Trio Irakitan, e levou para as ruas da cidade uma forma diferente de fazer a festa. Em roda, pé no chão, ombro a ombro com a multidão, segue, desde então, caminhando e cantando marchinhas, sambas, ijexás em arranjos vocais “paroanizados”, trocando sempre alegria e emoção.

O grupo já faz parte da folia baiana, sendo uma das entidades mais tradicionais do Carnaval de Salvador. Quiçá, é o terceiro conjunto vocal mais antigo do país em atividade ininterrupta, superado apenas pelo Trio Irakitan e pelos Demônios da Garoa, ambos com mais de 50 anos.

O que define o grupo, atualmente com 16 integrantes, é a sua forma original de cantar pelas ruas de Salvador: de estandarte em punho, travestidos de palhaços, como se fosse o “Incrível Exército de Brancaleone“, cujas armas, porém, são violões, cavaquinhos, percussões diversas e vozes afinadas.

Na trajetória do grupo, registram-se quatro CDs. O primeiro e o segundo mostram músicas tradicionais e do repertório carnavalesco, especialmente do Carnaval baiano. O terceiro é uma homenagem especial ao forró e o quarto, “Paroanizar o que há de bom”, contém canções da MPB executadas na forma e no estilo peculiares do Paroano.

Outro registro relevante é o livro “Paroano Sai Milhó – Histórias de Amor à música, à alegria, às cores e à vida” lançado em fevereiro de 2012, que conta a saga desses irredutíveis amantes da festa e da boa música.

Onde: Café-Teatro Rubi
Quanto: Couvert artístico = R$ 80

Compra

Bilheteria: Café-Teatro Rubi
Tel: 71 3013-1011
2ª a sábado, das 14h às 19h (em dias de apresentação, até às 20h30)
Site: cafeteatrorubi.com.br
Call Center: 71 2626-0032


“Verão Luiz Caldas” terá Geraldo Azevedo como convidado


O cantor, compositor e multi-instrumentista Luiz Caldas celebra cinco anos do ‘Verão Luiz Caldas’, projeto que já se consolidou como um dos principais eventos do verão baiano. Desta vez, a festa terá edição especial no dia 21 de janeiro (domingo), às 18h, na Concha Acústica do Teatro Castro Alves. E terá como convidado especial Geraldo Azevedo!

Em cinco anos, mais de 25 mil pessoas puderam conferir o projeto, marcado por encontros musicais especiais. Luiz Caldas já recebeu grandes nomes da música nacional como Gilberto Gil, Elba Ramalho, Moraes Moreira, Zélia Ducan, BaianaSystem, Saulo e Lenine e, para esta edição comemorativa, o anfitrião reserva boas surpresas.

O multi-instrumentista, com mais de 40 anos de carreira, é um ávido compositor, somando mais de mil composições. No show, ele mostrará toda sua versatilidade e apresenta uma prévia do que tomará a avenida neste carnaval. Luiz Caldas vai manter em alta o entusiasmo de sua heterogênea legião de fãs cantando, tocando, dançando e mostrando, mais uma vez, por que se tornou figura emblemática na música baiana, com uma obra que se expande e cresce em importância a cada dia.

Além de clássicos que o consagraram como pai da axé music, o artista irá mostrar canções inéditas que passeiam por variados estilos. Dentro do projeto de gravar um álbum por mês e lançar no seu portal (www.luizcaldas.com.br), há meia década Luiz Caldas vem tendo como desafio compor e gravar canções na maior diversidade possível de gêneros musicais. Em dezembro de 2017, contabilizou 70 discos, com 732 músicas lançadas e ultrapassando 25 milhões de downloads. O álbum recém-lançado “Grilhões” celebra os 30 anos do Samba Reggae.

Verão Luiz Caldas
Quando: 21 de janeiro (domingo), 18h
Onde: Concha Acústica do Teatro Castro Alves
Quanto:
Arquibancada – Lote 1: R$ 60 (inteira) e R$ 30 (meia)
Arquibancada – Lote 2: R$ 80 (inteira) e R$ 40 (meia)
Camarote: R$ 160 (inteira) e R$ 80 (meia)
Desconto: 40% sobre a inteira para assinantes do Clube Correio*
Classificação: 16 anos


“Margareth Menezes 30 Anos” na Concha dia 20


Uma carreira de sucesso, consagrada numa trajetória de 30 anos. Este é o caminho que Margareth Menezes vai percorrer no show “Margareth Menezes 30 Anos”, com participações especiais, no dia 20 de janeiro, às 17h30, na Concha Acústica do Teatro Castro Alves.

O ponto de partida é a música “Faraó” (Luciano Gomes), gravada através do convite de Djalma Oliveira, em 1987, que se destaca em um reportório recheado de sucessos, também pontuado por canções inéditas. As participações interativas de Maria Bethânia e Gilberto Gil prometem emocionar o público em dois momentos especiais do show. “Margareth Menezes 30 Anos” tem direção geral da própria cantora e de Jackson Costa.

O show tem patrocínio do Governo do Estado da Bahia e da Vivo, através do Fazcultura, Secretaria da Fazenda (Sefaz) e Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA).

Exposição do Mercado Iaô – Na Esplanada da Concha Acústica, Margareth será homenageada com uma exposição fotográfica sobre os 30 anos de carreira. Serão também exibidos vídeos com alguns momentos marcantes de sua trajetória. Este mesmo local vai receber uma versão itinerante do Mercado IAÔ, idealizado por Margareth Menezes, com o seu belíssimo artesanato apresentado por 20 expositores que participam das três edições de sucesso do evento, na Ribeira.

Inéditas e Sucessos – Margareth comemora Bodas de Pérola com um show contagiante, que destaca no repertório canções inéditas, como “Coisa Milenar”, de Margareth e Jorge Portugal, já tocando nas rádios, e as suas composições “Coração Pede Paz” e “Abalô Babá”. Outra inédita é “Puro Mel da Final Flor”, de Flávia Wenceslau, que vai contar com a participação dos músicos Gabi Guedes, Luciano Silva, Luciano Calazans. Adilmar Borges e Alisson Santana.

Durante três décadas, Margareth foi colecionando sucessos, registrados em várias turnês nacionais e internacionais por todos continentes, 16 CDs/LPs e cinco DVDs. São hits que não podem faltar no repertório, que promete fazer o público cantar e dançar na Concha, como “Elegibô”, “Dandalunda”, “Toté de Maianga”, “Alegria da Cidade”, “Passe em Casa”, “Selei” e “Me Abraça e Me Beija”. “Faraó”, o primeiro deles, tema do Carnaval do Olodum em 1987, foi a principal faixa do disco da cantora, que vendeu mais de 100 mil cópias. E assim, o Brasil ganhava uma grande estrela.

Margareth Menezes 30 Anos
Quando: 20 de janeiro (sábado), 17h30
Onde: Concha Acústica do Teatro Castro Alves
Quanto:
Arquibancada: R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia)