Primeira edição do “Curta Som” na Sala Walter da Silveira


A Flauta Vértebra. Divulgação

Música, exibição de filmes e bate-papo. Essa é a proposta do evento cultural gratuito “Curta Som” que acontece na próxima sexta-feira, dia 17, 19 horas, na Sala Walter da Silveira, nos Barris, reunindo produtores de audiovisual, professores, estudantes e amantes das artes.

Para abrir a noite, um pocket show d’A Flauta Vértebra, banda que traz no repertório clássicos da música como “Bohemian Rhapsody” (Queen) e “Balada do Louco” – interpretado por Os Mutantes -, além de canções autorais como “Renato”, “Tanta Retórica”, “Epílogo Atroz” e “Poliamor”.

“Vamos aproveitar esse momento para lançar o clipe oficial de “Poliamor” porque o tema central está diretamente ligado ao “Amor de Poly”, curta dirigido e roteirizado por mim que integrou a Mostra SESC de Cinema e será exibido no evento”, explica Sohl, cantora d’A Flauta.

Outro filme que integra a mostra é “Ato Final”, um suspense associado com drama trazendo a própria Sohl como protagonista sob a direção do Gabriel Nascimento e Lucas Contt. Na sequência e para finalizar, haverá um bate-papo entre os diretores e a platéia sobre o processo criativo dos filmes.


Semana da Cultura Popular no Pelourinho


Ilê Aiyê. Divulgação Camila CaracolA programação do Pelourinho está intensa com a abertura da Semana da Cultura Popular, cujo tema é “Para Sempre na Memória, Quem Constrói História’’, com homenagens ao saudoso professor Jorge Conceição no dia 16, mas antes desta data tem oficina de capoeira, hoje, e lançamento de CD, na terça.

SEGUNDA-FEIRA, 13

Acontece mais uma edição da Oficina de Capoeira Angola, com as orientações do Mestre Raimundo Noronha. A oficina é aberta, às 16h no Largo Tereza Batista.

TERÇA-FEIRA, 14

A Banda Caçamba Azul faz o lançamento do seu mais novo CD, envolvendo a mistura do merengue, zouk, lambada, salsa e outros ritmos que animam o público. O show será às 20h, no Largo Quincas Berro D´Água. A entrada é gratuita.

QUINTA-FEIRA, 16

O Centro de Culturas Populares e Identitárias realiza a abertura da Semana da Cultura Popular, com o tema “Para Sempre na Memória, Quem Constrói História’’. A programação é marcada por homenagens ao saudoso professor Jorge Conceição. A programação começa às 8h30 da manhã, o salão principal recebe a exposição do acervo do Mestre com documentários, fotos, exposição de livros e contação de histórias. Às 15h tem apresentação da Boiada Multicor, grupo fundado por Conceição. O evento é aberto ao público na sede do CCPI – Casa 12, no Largo do Pelourinho.

Às 16h, no Largo Tereza Batista, o Mestre Raimundo Noronha dá continuidade a Oficina gratuita de Capoeira Angola.

Já à noite, o AraKetu realiza o “#TBT do Ara”, e faz um convite aos fãs para levar os amigos e amigas para festa. O show é gratuito, a partir das 19h, no Largo Quincas Berro D’Água.


Banda EVA se apresenta na festa Atitude 67 na Pupileira


 

A banda EVA é uma das atrações da festa Atitude 67, que traz a apresentação, pela primeira vez na capital baiana, do grupo sul mato-grossense. O show acontece no dia 19 de agosto (domingo), às 17h, na Pupileira e os ingressos custam R$80. O repertório do EVA conta com os maiores clássicos da carreira e as novidades do verão.

Sobre o Atitude 67 – O Atitude 67 é formado por seis integrantes: Pedrinho, Éric, Karan, GP, Leandro e Regê. O maior diferencial da banda é a aposta em composições autorais e arranjos modernos, que trazem elementos de samba, rap, reggae e funk. A principal aposta do grupo é correr o risco de ser autêntico e apresentar uma nova sonoridade ao cenário musical.

Atitude 67 + Banda Eva

Local: Pupileira

Data: 19/08 (domingo)

Horário: 17h

Valor: R$80 (primeiro lote)


Ritmos variados no Pelourinho até quarta-feira


Àttooxxá em foto reprodução do Facebook

A cantora e compositora Márcia Fernandes realiza um show no Coletivo de Entidades Negras –CEN, neste sábado (4), às 16h na Praça Pastores da Noite, final da Rua das Laranjeiras no Pelourinho. Aberto ao público.

O ÀTTØØXXÁ anima o Largo Tereza Batista em mais uma edição do ‘’Bailaum #BLVCK BVNG’’. O estilo #METEDANÇA garante a animação da noite com show a partir das 21h. Os ingressos já estão disponíveis, por R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia).

Às 20h tem o “Sábado de música e diversão’’, no Largo Pedro Archanjo. Também às 20h tem show de Cristiano Leão, no Coreto do Largo Quincas Berro D’Água. Os eventos são gratuitos.

DOMINGO, 05

O Olodum realiza ensaio às 14h, no Largo Tereza Batista, celebrando o “Agosto da Igualdade” e os 220 anos da Revolta dos Búzios. Ingressos R$ 50,00.

Já às 16h, o Largo Pedro Archanjo promove o “Domingo de Samba e Alegria” com show do Samba Simpatia. O evento é aberto ao público.

A Banda Zuhri 73 realiza mais uma edição do “Classudos – Rap Jazz” a partir das 17h no Largo Quincas Berro D’Água. A festa une música com poesia, intervenções artísticas, discotecagem e feirinha de produtores. A convidada da noite é a cantora Gab Ferreira, ex- participante do The Voice Brasil. Ingressos: R$ 20,00 (inteira) e 10,00 (meia).

TERÇA-FEIRA, 07

O Samba Mocidade, Chininha & Principe e o Grupo Demorô se reúnem no mesmo palco no evento “Bênção com Samba” que anima o público a partir das 19h, no Largo Quincas Berro D’Água. Ingressos a R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia).

Ainda na terça tem show da Banda Pulo do Gato, a partir das 20h, no Largo Pedro Archanjo. A entrada é franca.

QUARTA-FEIRA, 08

A Banda Pulo do Gato se apresenta também na quarta-feira em um “Happy Hour” aberto ao público, de 16h30 até 21h, no Largo Pedro Archanjo.


Mateus Aleluia e outros cantores abrem a Flipelô com Concerto Afro Barroco


Fotos Divulgação

Os sinos da Igreja do Rosário dos Pretos e os atabaques do Aganjú Dedê soarão em pleno Largo do Pelourinho, às 19h30 do dia 8.8, anunciando a abertura oficial da 2ª Festa Literária Internacional do Pelourinho – Flipelô, que tem como tema “a amizade é o sal da vida” e vai de 8 a 12 de agosto em pleno Centro Histórico de Salvador. Assim começará o Concerto Afro Barroco “Do Jeito que o Rei Mandou”, que tem a frente Mateus Aleluia e um bonde musical repleto de convidados especiais, como Juliana Ribeiro, Lazzo e Duda de Candola. O concerto foi criado especialmente para homenagear João Ubaldo, uma peça exclusiva para este momento, com música e poesia, para saudar a amizade dele com Jorge Amado. Leva a assinatura de Sergio Siqueira e de Mateus Aleluia e faz releituras de canções que falam desta terra misturada aonde ainda se dorme com os sons dos atabaques e se acorda com os sinos da igreja e os cantos gregorianos, da amizade, do amor, da alegria e da beleza das palavras contidas nas canções, nas poesias, na prosa, nos livros…

O amor entre João Ubaldo Ribeiro e Jorge Amado


A 2ª Festa Literária Internacional do Pelourinho é em homenagem ao escritor itaparicano João Ubaldo Ribeiro, grande amigo de Jorge Amado. E para consagrar ainda mais o amor entre estes dois imortais, momentos especiais serão reservados na Festa:

No dia 10, sexta, no Museu Eugênio Teixeira Leal, às 16h, os jornalistas, poetas e acadêmicos Ruy Espinheira e Florisvaldo Mattos, mediados pela escritora Antônia Herrera, participam do “Com a Palavra o Escritor” e discutem a obra de João Ubaldo.

No dia 11, sábado, no Teatro Sesc Senac Pelourinho, às 20h, o poeta, letrista, dramaturgo, roteirista carioca e membro da Academia Brasileira de Letras, Geraldo Carneiro e a escritora e editora Paloma Jorge Amado participam da mesa debate sobre João Ubaldo com a mediação do escritor Henrique Rodrigues.

Literatura indígena é destaque na feira


Um bate-papo entre dois líderes indígenas brasileiros, que são escritores e que lutam pela preservação da cultura de seus povos e pelos direitos dos indígenas no país, irá movimentar o Teatro Sesc-Senac, na quinta, 9.8, às 14h. Daniel Munduruku, da etnia Mundurucu (PA) e Lia Minápoty, do povo Maraguá (AM) se encontram, com a mediação de Suzane Costa para falar de sua literatura e da riqueza cultural de seus povos na mesa debate “De quem são as vozes (e os silêncios) indígenas na literatura brasileira ?

Lia Minápoty é uma das jovens lideranças do povo Maraguá, do Amazonas. É autora dos livros “Lua Menina e o Menino-Onça”, “A Árvore de Carne” e “Com a Noite veio o Sonho”. Atualmente mora na aldeia Yaguawajar, onde leciona para crianças das primeiras séries e atua como secretária da AMIMA – Associação das Mulheres Maraguás.

Daniel Munduruku é escritor e professor, graduado em Filosofia, História e Psicologia. Tem mestrado em Antropologia Social pela Universidade de São Paulo e é doutor em Educação pela Universidade de São Paulo. É diretor-presidente do Instituto Uk´a – Casa dos Saberes Ancestrais e como escritor se destaca na área da literatura infantil. Já recebeu vários prêmios no Brasil e no exterior: Jabuti, da Academia Brasileira de Letras, Érico Vanucci Mendes (CNPq) e Tolerância pela UNESCO. Autor de 50 livros para crianças, jovens e educadores, é Comendador da Ordem do Mérito Cultural da Presidência da República.

 

Para quem ama poesia

Poesia ! Poesia ! Poesia ! A poesia não quer adeptos, quer amantes ! (Frederico Lorca). E é para momentos de pura paixão que o Café Zélia Gattai estará de portas abertas na 2ª FLipelô nas edições de A Vozedita, que tem curadoria de José Inácio Vieira de Melo, e no sarau Atravessamentos de um Homem Vento, às 17h do dia 11.8, com os poetas Wesley Correia (BA) e Lívia Natália (BA).

Serão seis momentos de A  Vozedita, reunindo cada um três poetas. Na quinta-feira, 9.8, às 18h, os poetas Cosme Rogério (AL), Marcos Peralta (BA) e Rejane Souza (BA) entram em cena; às 19h é a vez dos poetas Elizeu Braga (RO), Vânia Melo (BA) e Quitéria Vanessa (BA).

No dia seguinte, 10.8, às 18h, os poetas Annie de Carvalho (AP), Daniel Farias (BA) e Cacau Noves (BA) se apresentam e logo mais às 19h, tem mais poesia com Salgado Maranhão (MA), Taíssa Cazumbá (BA) e Iolanda Costa (BA).

O sarau do sábado, 11.8, às 18h, fica por conta de Noélia Ribeiro (DF), Michele Saimon (BA) e Edelvito Nascimento (BA). E às 19h, Eliakin Rufino (RR), Semírames Sé (BA) e Jacquinha Nogueira (BA) encerram os saraus.

Os poetas, de várias partes do país, declamam poesias autorais e de outros poetas, trazendo para a 2ª Festa Literária Internacional do Pelourinho a rica diversidade da produção poética brasileira.

Descontos Flipelô em lojas


Durante a Flipelô, o público poderá comprar com descontos em 58 lojas da região, sinalizadas com uma flâmula na fachada onde está escrito Estou na Flipelô; Ir e vir utilizando os serviços da Elite Taxi, que dará 20% de desconto para todos os passageiros que se dirigirem à Festa Literária. Para aproveitar o benefício basta usar a senha Estou na Flipelô.

Será possível também estacionar pagando tarifa única nos dois estacionamentos da Delta Parking, da Av. JJ Seabra, 190 – Baixa dos Sapateiros ( Praça das Artes) e da Rua Inácio Accioly, 18 ( Largo Pedro Arcanjo), para tanto, solicitar selinho nos locais credenciados – Chocolates Marrom Marfim, loja da Fundação Casa de Jorge Amado, Livraria Oficial da  Casa das Editoras Baianas, bilheteria da Arena e do Teatro Sesc-Senac e restaurantes participantes da Rota Gastronômica, Para quem chega de fora há, descontos nas passagens da LATAM e para locação de veículos na UNIDAS.

E no quesito hospedagem, além do Pestana Convento do Carmo, que será o hotel oficial da Festa Literária, nove hotéis, pousadas e hostels participam do evento, oferecendo tarifas especiais. Saiba mais sobre hospedagem e gastronomia aqui:http://oquefazernabahia.com/2018/07/17/flipelo-tem-rota-da-gastronomia-e-tarifas-especiais-de-hospedagem/

VAI ROLAR A FESTA ! Mesas de debates, bate-papos com crianças, jovens e adultos sobre os mais variados aspectos da literatura, lançamentos de livros, saraus de poesia, slam e uma rica programação infantil com contação de história e diversas atividades lúdicas marcarão esta edição. Haverá também exposições, apresentações teatrais e musicais e, pela primeira vez, a Rota Gastronômica Amados Sabores, que contará com a participação de 20 restaurantes do Centro Histórico, que produzirão pratos com preços especiais com receitas inspiradas no livro de Paloma Amado, “A Comida Baiana de Jorge Amado”.

A 2ª edição da Festa Literária Internacional do Pelourinho, a Flipelô 2018, conta com o patrocínio do Ministério da Cultura, Instituto CCR, Banco do Nordeste do Brasil e TPC Logística, por meio da Lei Rouanet, e do Estado da Bahia. O evento tem ainda o apoio da CCR Metrô, da BAHIAGÁS, Senac, Sebrae, Prefeitura de Salvador e do Shopping da Bahia, correalização do SESC, produção da Sole Produções e realização da Fundação Casa de Jorge Amado

A Fundação Casa de Jorge Amado é mantida com apoio do Fundo de Cultura do Estado da Bahia e Shopping da Bahia e é considerada um ponto de referência na geografia cultural de Salvador.

Leia mais aquihttp://oquefazernabahia.com/2018/07/09/2a-festa-literaria-internacional-do-pelourinho-flipelo/