Larissa Luz se apresenta no FLIN

Cantora, compositora e atriz, Larissa Luz fará um pocket show no dia 14, a partir das 20h30, no Ginásio Poliesportivo de Cajazeiras. A apresentação da …



Saulo no Parque da Cidade neste domingo


Divulgação

Saulo se apresenta domingo, 10/11, às 10 horas no Parque da Cidade, dentro da programação da Virada Sustentável, http://oquefazernabahia.com/2019/10/30/virada-sustentavel-com-programacao-gratuita/, que acontece neste final de semana na cidade. Com quase 20 anos de carreira, o músico, cantor e compositor traz toda a sua poesia e alto astral para o Anfiteatro Dorival Caymmi, que em mais um ano é palco para grandes atrações durante a Virada.

Saulo Fernandes
Saulo Jorge Fernandes Navarro de Oliveira é um cantor, compositor, instrumentista e produtor brasileiro. Começou a carreira cantando na banda Chica Fé, saiu para comandar a Banda Eva no lugar da cantora Emanuelle Araújo, onde ficou 11 anos até a sua saída no carnaval de 2013, seguindo em carreira solo. Em 2017 Saulo lança seu terceiro trabalho solo intitulado “O Azul e o Sol”. produzido pelo músico Adriano Gaiarsa e realizado pela Rua 15 Produções, “O Azul e o Sol” é um álbum de textos e livro de música. Gravado em Salvador com toda musicalidade e possibilidades da infinita riqueza musical da Bahia.


MUDEIdeNOME faz show na 1ª Feijoada do Amor do GACC


Foto Antônio Chequer/ Divulgação

O Movimento Musical MUDEIdeNOME, formado por Ricardo Chaves, Ramon Cruz, Magary Lord, Jonga Cunha e Andrezão Simões, vai se apresentar na 1ª Feijoada do Amor, promovida pelo Grupo de Apoio à Criança com Câncer – Bahia (GACC-BA). O evento, realizado no dia 9 de novembro, sábado, às 12h, no Lounge Premium da Itaipava Arena Fonte Nova, contará também com shows completos da cantora Ju Moraes e do grupo Mudernin. Além de desfrutar de uma tarde com muita música, comida boa e diversão, quem for à feijoada terá a oportunidade de contribuir com as obras assistenciais do GACC-BA. Toda a renda arrecadada com a venda dos ingressos apoiará a reforma dos apartamentos que acolhem os pacientes e acompanhantes durante o tratamento do câncer.Assinado pela promoter Licia Fabio, a festa também oferecerá ao público sorteio de brindes, ações promocionais e programação exclusiva para as crianças. Os ingressos, que custam R$ 120, estão à venda na sede do GACC-BA, no Sympla ou através do telefone 3399-2010.

“Para nós é um prazer fazer parte de eventos grandiosos como esse. É uma tradição do MUDEIdeNOME abraçar grandes causas. Participamos de uma campanha do Outubro Rosa e também fizemos uma ação junto com as obras assistenciais de Irmã Dulce. É um prazer imenso para todos nós poder contribuir para esse evento do GACC”, disse o cantor Ricardo Chaves – integrante do projeto musical. No repertório para esse evento, canções que exaltam a felicidade e refletem o espírito de coletividade e espontaneidade dos integrantes. Composições autorais e sucessos que marcaram a história da música baiana não vão faltar na festa. “No show, a intensão do MUDEIdeNOME é transmitir um clima de alegria e confraternização, através das músicas que fizeram sucesso nas nossas carreiras, buscando a memoria afetiva do público”, completa Ricardo Chaves.

1ª Feijoada do Amor

Atrações: MUDEIdeNOME, Ju Moraes e Mudernin.

Quando: 09 de novembro, sábado, às 12h

Onde: Lounge Premium da Itaipava Arena Fonte Nova

Ingressos: R$120. Crianças até 10 anos não pagam.

Vendas: No Sympla ou na sede do GACC-BA.

Endereço GACC: Av. Oceano Pacífico, 210. Recanto das Ilhas.

Mais informações: (71) 3399-2010


Daniel Boaventura se apresenta neste final de semana


Divulgação

Fãs do multiartista Daniel Boaventura podem conferir de perto o mais novo show. Neste sábado e domingo, dias 9 e 10, o cantor apresenta o show “From Russia With Love”, baseado no CD e DVD gravado em Moscou na Rússia. As apresentações acontecem às 21h e às 20h respectivamente.

Os ingressos ainda estão à venda no Ingresso Rápido (site e aplicativo), nos postos do SAC (Barra e Bela Vista) e na bilheteria do Teatro (Campo Grande). Para as filas A a P os valores são R$180,00 (inteira) e R$90,00 (meia), de Q a Z6 R$150,00 (inteira) e R$75,00 (meia) e Z7 a Z11 R$120,00 (inteira) e R$60,00 (meia).

Neste show, Daniel Boaventura apresenta ao público baiano toda versatilidade do cantor, ator e músico. Estará acompanhado da Orquestra Castro Alves (OCA), uma das principais formações do programa NEOJIBA – (Núcleos Estaduais de Orquestras Juvenis e Infantis da Bahia) formada por 80 músicos.

No repertório interpreta grandes clássicos da música mundial em vários idiomas: inglês, espanhol, italiano, português e até em russo. Destaque para as inéditas na voz de Boaventura Unchained Melody, Just The Way You Are, From Russia With Love, Corazon Espinado e Fascinação, além de Ya Lyublyu Tebya Do Slez (Te amo até às lágrimas), um hino para os russos e um dos pontos altos do DVD, arrancando aplausos de pé do público que esteve presente no show.

Como sempre, a parte final dos shows de Daniel termina em festa. E dessa vez, acompanhado por mais de 80 músicos, não poderia ser diferente. Boaventura enfileira os hits Last Dance, Never Can Say Goodbye, Dancin Queen levando o público ao delírio, e encerra o show com Can’t Take My Eyes Off You, momento em que desce para a plateia, que participa do grande final junto com o artista.

Daniel Boaventura – Cantor, músico e ator. Esse é o multiartista Daniel Boaventura. O baiano começou no teatro e, ainda na Bahia, obteve destaque na montagem de Os Cafajestes, em 1994. De lá pra cá, ele já atuou em 20 produções da TV Globo (novelas, seriados e minisséries), entre elas Passione, Cama de Gato, Senhora do Destino, Kubanacan, Laços de Família, Malhação e Tapas e Beijos.

Como cantor, teve músicas em quatro trilhas da emissora (Passione, Cama de Gato, Alto Astral e Caminho das Índias). Em um misto de talentos, participou dos espetáculos musicais Evita, Chicago, A Bela e a Fera, My Fair Lady, Vítor ou Vitória, Família Addams, Os Cafajestes e está agora em cartaz com o Musical Peter Pan, no papel de Capitão Gancho. Depois de comprovar seu talento dramático no teatro e na televisão, Daniel Boaventura abraçou seu talento como cantor. Na discografia Daniel conta com os CDs “Songs 4U”, “Daniel Boaventura Italiano”, o CD e DVD “Daniel Boaventura Ao Vivo”, o CD “Daniel Boaventura Novelas”, o CD “One More Kiss, o CD e DVD “Your Song”, o CD e DVD “Daniel Boaventura Ao Vivo no México” e seu mais novo trabalho”.

NEOJIBA – Os Núcleos Estaduais de Orquestras Juvenis e Infantis da Bahia foram criados em 2007 pelo maestro e pianista Ricardo Castro e transformados em política pública do Governo do Estado da Bahia. O objetivo é promover o desenvolvimento e a integração social de crianças, adolescentes e jovens, prioritariamente em situações de vulnerabilidade, por meio do ensino e da prática musical coletivo. O programa está vinculado à Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social e é gerido pelo Instituto de Ação Social pela Música, organização social sem fins lucrativos.

Orquestra Castro Alves (OCA) – Criada em 2009, inicialmente como uma formação de cordas, a Orquestra Castro Alves (OCA) agrega 81 músicos que se encontram em estágio intermediário de capacitação sob a monitoria dos instrumentistas da Orquestra Juvenil da Bahia. Recebe um grande número de integrantes vindos dos diferentes Núcleos de Prática Musical do programa e membros da Rede de Projetos Orquestrais da Bahia, entre outros parceiros do NEOJIBA no interior do estado da Bahia. A OCA já se apresentou em 131 ocasiões para mais de 65 mil pessoas.

Daniel Boaventura & NEOJIBA (Orquestra Castro Alves) no Lançamento do DVD “From Russia With Love”

Local: Sala Principal do Teatro Castro Alves

Data e hora: 09 e 10 de novembro, sábado às 21h e domingo às 20h.

Ingressos: Filas (A a P) – R$180,00 (inteira) e R$90,00 (meia), Filas (Q a Z6) – R$150,00 (inteira) e R$75,00 (meia), Filas (Z7 a Z11) – R$120,00 (inteira) e R$60,00 (meia).

Vendas: Bilheterias do Teatro Castro Alves, site e aplicativo do Ingresso rápido

Realização: BGroupBr e Sony Music


Escritoras negras movimentam discussões em festival literário


Jarid Arraes. Divulgação

Mulheres que trafegam nas bordas da literatura tradicional, por escritas que acionam heroínas negras da história do Brasil, afetividades mono raciais e não-heterossexuais. Jarid Arraes (CE), Ryane Leão (MT), Lívia Natália (BA) e Amara Moira (SP) são algumas destas, que complexificam o debate contemporâneo sobre literatura, e estarão nas mesas do dia 14, no Festival Literário Nacional (Flin): Diversas Leituras & Novos Caminhos.

Pela manhã, na mesa “Intervenções femininas: o meu lugar nas periferias do mundo”, Jarid Arraes (CE) e Paloma Franca Amorim (PA) levam referências de escritoras jovens do Norte-Nordeste e dinâmicas do mercado editorial na integração de escritores dissidentes. À tarde, a mesa “Linhas de afeto na zona de batalha zeferina”; com as autoras Lívia Natália (BA) e Ryane Leão (MT), fala de poesia negra e afetividade.

A autora e professora, Lívia Natália, conta que o primeiro romance brasileiro foi escrito por uma mulher negra, a Maria Firmina, e que em toda tradição literária mulheres negras seguiram escrevendo. “Nós estamos na contemporaneidade seguindo a herança deixada para nós pelas mais velhas. Somos as vozes que ecoam as suas palavras, atualizando o que é ser mulher negra em um contexto político, social e cultural que não reconhece a nossa humanidade”.

Lívia Natália. Divulgação

À noite, a esfera da sexualidade aparece como impulso criativo e remodelador do que se tem por literatura erótica, com o tema “Fronteiras do corpo, reconfigurações da alma”, com Amara Moira (SP), transfeminista, doutora em Crítica Literária pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e autora do livro Se eu Fosse Puta, e Regina Navarro Lins (SP/BA), psicóloga, autora em sexualidade e colaboradora do programa Amor e Sexo, da Rede Globo. As escritoras falam do interesse geral do público quando o assunto é sexo e como ele pode ser mais diverso em termos de gênero e sexualidade.

O campo da literatura contemporânea, ainda que mais aberto e em expansão, coloca muitos desafios às mulheres. Na Academia Brasileira de Letras, por exemplo, dos 40 membros, apenas cinco são mulheres, nenhuma delas negra. A passos lentos, elas vêm conquistando espaços literários, menções e homenagens em festas literárias. No Flin, as mulheres são mais de 50% da programação.

Confira aqui a programação completa.

Flin é abreviação do Festival Nacional Literário (Flin): Diversas Leituras & Novos Caminhos – projeto realizado pelo Governo do Estado da Bahia e coordenado pela Secretaria de Cultura (SecultBA), através da Fundação Pedro Calmon (FPC/SecultBA). O Festival conta com a parceria das secretarias de Administração (SAEB), através da Superintendência de Atendimento ao Cidadão (SAC); de Comunicação (SECOM); de Educação (SEC); de Meio Ambiente (SEMA); de Saúde (SESAB), através da Fundação de Hematologia e Hemoterapia do Estado da Bahia (HEMOBA); de Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (SETRE), através do Serviço de Intermediação para o Trabalho (SINEBAHIA) e da Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia (SUDESB); de Políticas para as Mulheres (SPM); de Promoção da Igualdade Social (SEPROMI); de Tecnologia e Ciência (SECTI); de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS), através da Superintendência de Proteção e Defesa do Consumidor (PROCON) e de Turismo (SETUR), através da Superintendência de Fomento ao Turismo do Estado da Bahia (Bahiatursa), além da Defensoria Pública do Estado da Bahia; da Empresa Gráfica da Bahia (EGBA); do Ministério Público do Estado da Bahia (MPBA) e da Fundação Cultural do Estado da Bahia (FUNCEB).

MAIS INFORMAÇÕES:
www.flin.ba.gov.br
www.instagram.com/flinoficial

I Festival Literário Nacional – FLIN
Quando: 12 a 15 de novembro (terça-feira até sexta-feira)
Horário: a partir das 8h30min
Onde: Ginásio Poliesportivo de Cajazeira
Endereço: Estr. do Coqueiro Grande, 127 – Fazenda Grande 2, Salvador – BA, 
Aberto ao público

MESA 4:“INTERVENÇÕES FEMININAS: O MEU LUGAR NAS PERIFERIAS DO MUNDO”
Horário: 10:30
Autores: Jarid Arraes com Paloma Franca Amorim, e mediação Milena Britto
MESA 5: LINHAS DE AFETO NA ZONA DE BATALHA ZEFERINA
Horário: 15h
Autores: Mel Duarte, Lívia Natália e Ryane Leão. mediação Flávia Oliveira.
MESA 6: FRONTEIRAS DO CORPO, RECONFIGURAÇÕES DA ALMA
Horário: 19h
Autores: Regina Navarro Lins, Amara Moira mediação Bárbara Souza.
Onde: Ginásio Poliesportivo de Cajazeira
Quando: 14/11(quinta-feira)
Aberto ao Público


Cantor Vinnicius homenageia Elba Ramalho


Foto divulgação Edgar de Souza

Em celebração aos 40 anos de carreira da cantora paraibana Elba Ramalho, o show “Vinnicius canta Elba” promete emocionar o público baiano nos dias 5 e 6 de novembro, no palco do Teatro SESI Rio Vermelho. O show traz grandes sucessos gravados pela artista, como canções desde o primeiro álbum da cantora (Ave de Prata – 1979) até os dias atuais. O público vai poder conferir músicas como Banquete de Signos, De Volta Pro Aconchego, Chão de Giz, Banho de Cheiro, entre outras.

Apaixonado por MPB, em especial pelos ritmos nordestinos, a música sempre permeou a vida de Vinnicius desde os anos 90, quando iniciou a carreira cantando na noite de Salvador, até se mudar para o Rio de Janeiro. No último São João, Vinnicius retornou aos palcos com um show na programação oficial do Pelourinho, acentuando o desejo de homenagear a cantora paraibana, com quem já produziu o CD Iluminada da cantora Márcia Short.

“Celebrar a carreira de Elba é uma enorme felicidade. A dificuldade maior foi montar o repertório, diante de toda a versatilidade de ritmos e da importância da obra da artista. O prazer de fazer este trabalho é imenso, e digo isso não apenas como artista, mas como um grande fã de Elba”, destaca Vinnicius, que também assina o roteiro do show. A direção artística fica por conta de Dandara Ferreira, cineasta baiana que dirigiu a série O Nome dela é Gal, sobre a vida da cantora Gal Costa para o Canal HBO, trabalhou com Monique Gardenberb no show Vanessa da Mata canta Tom Jobim, além de dirigir clipes de Ricky Martin, Vanessa Da Mata e Fagner. A direção musical é do violonista José Falcão e Vinnicius será acompanhado também por Fernando Padre (baixo), Danilo Valque (bateria), Juninho San (percussão), Denny Bastos (acordeon), Alana Muinhos e Júnior Negrão (backing vocals). O show ainda conta com a consultoria de figurino de Sônia Mota.

O projeto tem patrocínio da Hita Comércio e Serviços e do Governo do Estado da Bahia, através do Fazcultura, Secretaria de Cultura e Secretaria da Fazenda.

VINNICIUS CANTA ELBA
Local: Teatro Sesi Rio Vermelho
Endereço: R. Borges dos Reis, 9 – Rio Vermelho, Salvador – BA, 41950-600
Data e Hora: 05 de Novembro – 19:00 (terça-feira)
06 de Novembro – 20:00 (quarta-feira)
Valor: R$ 20,00 (inteira) / R$ 10,00 (meia)
Vendas: Bilheteria do Teatro
Classificação: 10 anos