Programação cultural da Mundi

Salvador já pode comemorar a chegada da Mundi – um espaço cultural que se posiciona no mercado não apenas como uma casa de shows, mas …




Jurassik Quartet se apresenta na Casa di Vina


O grupo de jazz Jurassik Quartet faz show em 28 de abril no restaurante e memorial Casa di Vina, antiga morada do poeta Vinicius de Moraes em Itapuã, local de música, poesia e gastronomia. No repertório, jazz, samba e bossa nova. Sábado, 28 de abril, 21h, R$ 20,00. Casa di Vina – Rua Flamengo, 44, Farol de Itapuã.

Formado por Joatan Nascimento (trompete), Luizinho Assis (piano elétrico), Cesario Leony (baixo) e Victor Brasil (bateria), o grupo instrumental Jurassik Quartet tem em seu repertório standards de jazz, bossa nova, samba e composições próprias.
O Jurassik foi formado por volta de 2002 e três dos componentes (Luizinho, Cesario e Guimo) já tocavam juntos desde os anos 80.

Ao trio inicial se uniu Joatan formando assim um quarteto que fez longas temporadas em bares e coquetéis da cidade, virando referência de Jam Sessions nos lugares onde tocava, recebendo músicos de diversos estados do país.
Com o regresso de Guimo à sua terra natal, La Plata na Argentina, quem assumiu a batera foi Victor Brasil, jovem baterista pertencente a uma família de músicos tradicionais do jazz.

O Jurassik Quartet tem no currículo de seus músicos atividades diversas que vão de graduações em importantes escolas, gravações de discos, acompanhamento de grandes nomes da MPB, produção de jingles e trilhas sonoras.


Festival de cervejas, espumantes e destilados


Festival de Cervejas, Espumantes e Destilados, um evento aberto ao público que reúne clássicos e novidades do segmento de bebidas nos dias 22 e 23 de fevereiro, das 16 às 21h, no Shopping Paseo com a participação do chef italiano Ivano Bragonzi e a animação da DJ Barbie.

Já virou tradição do Shopping Paseo o esperado Festival de Cervejas, Espumantes e Destilados, que se configura cada vez mais como uma excelente opção de lazer em Salvador, atraindo curiosos e amantes dessas bebidas que combinam muito bem com diversas ocasiões. Comandado pelo Paseo em parceria com o Empório Federicci, VouLá Creperia e Atmostfera Gourmet, o Festival traz nesta edição, além dos premiados Espumantes Rio Sol, mais uma novidade: os destilados. O evento contará ainda com a presença do chef Italiano Ivano Bragonzi, com seu limoncello artesanal e algumas massas preparadas especialmente para o festival.

Os visitantes poderão ainda degustar cervejas artesanais de vários estilos, inclusive algumas feitas a partir de vinho e rapadura, e cachaças baianas representadas pela Kikaxassa. A Federicci Queijos fará uma deliciosa degustação da sua linha completa e os diferenciados relishes da marca artesanal Chorando com Cebola. O Empório Federicci, que é referência em produtos gourmet, trará ainda promoções especiais para o público do festival. O Espumante Rio Sol, por exemplo, que custa R$49 será vendido por R$35. Outros produtos terão até 20% de desconto. O evento tem entrada gratuita e contará com a animação da DJ Barbie.

Opções gourmet – O Shopping Paseo vem ampliando suas opções de estabelecimentos voltados para o segmento gourmet, como os recentemente inaugurados VouLá Creperia e o Atmosfera Gourmet. O Shopping segue oferecendo uma gama variada de opções também com serviços inovadores e outros já consagrados como o Soho, Empório Federicci, Boucherie Boutique de Carnes, Viva Gula, Barretto´s Empório, Expresso Club e a Empadinha da Vovó.

Festival de cervejas, espumantes e destilados
Quando: 22 e 23 de fevereiro, das 16 às 21h
Onde: Shopping Paseo –
Rua Rubens Guelli, 135 – Itaigara
Quanto: Gratuito


1º Festival da Caipirinha da Bahia vai até Domingo de Páscoa


Com a cachaça brasileira é feito o coquetel mais famoso do mundo, a caipirinha e no centenário desta bebida está sendo realizado o 1º Festival da Caipirinha da Bahia, de 15 de março a 1º de abril (Domingo de Páscoa), em diversos bares e restaurantes de Salvador e região que vão apresentar suas versões da bebida famosa que existe só no Brasil. Em outros países, as bebidas semelhantes à cachaça, devido ao teor alcoólico, são: vodka, na Rússia; tequila no México; saquê no Japão e gim na Inglaterra.

Com a proposta de divulgar a Cachaça baiana, a Caipirinha e a gastronomia regional, o festival será uma oportunidade de conhecer um pouco mais. “A caipirinha é um conceito que já extrapolou o limão. Desculpem os mais ortodoxos, mas a proposta do festival é que cada estabelecimento reveja os conceitos da caipirinha com limão e açúcar e crie novas sensações e novas experiências a seus clientes, usando exclusivamente a cachaça em sua produção”, informa o realizador do festival, Raimundo Freire.

O projeto é uma realização da Kikaxassa em parceria com a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel-Ba). Os drinques terão um preço fixo de R$ 10,00 e o evento pretende aumentar o fluxo de clientes nos estabelecimentos e contribuir para a divulgação de produtos e serviços que oferecem. A venda é proibida para menores de 18 anos.

Caipirinha – Parece simples fazer uma caipirinha. É só cortar o limão, uma boa cachaça, açúcar e misturar ao gelo. Porém, com o passar dos anos, a caipirinha ganhou diversas variações nas mãos de conceituados bartenders. “Há quem defenda ferrenhamente a receita tradicional, mas num país com tanta riqueza de frutas e cachaças de variados aromas, é desperdício ficar só na básica”, diz Freire.

História – Bebida típica do Brasil, ela foi criada por volta de 1918 no interior de São Paulo, e hoje é conhecida no mundo todo. Pesquisadores indicam que a caipirinha, como é conhecida, teria sido criada a partir de uma receita popular feita com limão, alho e mel e seria indicada para os doentes da gripe espanhola. A cachaça foi colocada porque na época era comum um pouquinho de álcool em todo remédio caseiro, a fim de acelerar o efeito terapêutico.

Com o tempo foi retirado o alho e o mel e acrescentado umas colheres de açúcar para adoçar a bebida. O gelo veio em seguida. Outros pesquisadores dizem que a bebida foi criada por fazendeiros para festas de alto padrão, sendo um reflexo da forte cultura canavieira na região.

Para proteger a autenticidade do drink nacional, considerado um patrimônio brasileiro, o decreto de lei número 4.851 foi assinado em 2003 pelo governo para garantir a propriedade intelectual sobre as marcas Caipirinha e Cachaça na legislação internacional.

A receita tradicional é diretamente preparada no copo, no qual o limão deve ser levemente macerado com o açúcar, posteriormente acrescentar o gelo e, na sequência, a dose de Cachaça. Deve-se mexer levemente para misturar os sabores. A cachaça oficial do festival é a premiadíssima Rio do Engenho, produzida na cidade de Ilhéus, localizada na região sul do estado.

Ingredientes como sorvete, abacaxi, manga, morango, jabuticaba, Bacupari, cupuaçu, hortelã, maracujá e anis estão em receitas de restaurantes participantes do festival como Origem, Boteco Di Janela, Rua 15, Pedra Puã Restaurante, La Pulperia, Bar Quintal Raso da Catarina, AR Casa de Chá, Gattai, Restaurante Yemanjá (Armação e Shopping Barra), Bottino, La Parrilla Porteña, Ki-Mukeka Armação e Espaço Cultural Casa da Mãe.

1º Festival das Caipirinhas da Bahia

Quando: A partir de 15 de marco a 1º de abril
Onde: Nos melhores estabelecimentos de Salvador
Bahia – Brasil
Valor: drinques preço fixo de R$ 10,00
Venda é proibida para menores de 18 anos


Confira bares e restaurantes com festa para Iemanjá


No Dia 2 de Fevereiro, as atenções se voltam para o bairro do Rio Vermelho, onde acontece a maior entrega de presentes e saudações a Iemanjá do país. O Club Bahnhof, novo espaço cultural do Rio Vermelho, participa pela primeira vez da festa com a IemanJam, uma Jam Session de Samba comandada pelo músico Diego Barreto, com direito a feijoada e serviço de bar ao longo de todo o dia. A casa estará aberta para receber o público como ponto de apoio a partir das 9h da manhã e segue assim até as 18 horas.

Diego Barreto em foto divulgação

Diego sobe ao palco das 11h às 15h e recebe convidados para cantar sambas tradicionais, compositores novos, músicas próprias e arranjos suingados para canções da música popular brasileira, com direito a brincadeiras com os hits do momento. Como em uma boa Jam, o palco estará aberto para músicos profissionais que estejam presentes e queiram participar com os seus instrumentos.

IemanJam! Feijoada e Música para saudar a Rainha do Mar
Show com Diego Barreto e convidados
02/fev – Sexta, Das 9h às 18h (show das 11h às15h)
Local: Club Bahnhof (antigo Idearium)
– R. Guedes Cabral, 20 – Rio Vermelho
Entrada: R$ 50,00 (com direito a Feijoada e 3 cervejas)

 

RV Lounge com feijoada

Vai ter Feijoada de Iemanjá no RV Lounge, na Vila Caramuru, no dia 2 de fevereiro. Os empresários Eduardo Andrade e Cintia Muricy, conhecidos pela movimentação constante do Rio Vermelho, no antigo Mercado do Peixe, não vão deixar a data passar em branco e convidaram a banda Irmãos do Samba para assumir a trilha sonora do evento, que começa às 13h e se estende até o início da Enxaguada de Iemanjá. A partir das 9h da manhã, o DJ Júlio já dará o clima no espaço, animando quem passar pelo RV Lounge. Os ingressos custam R$ 90 e podem ser comprados no próprio espaço.

Feijoada de Yemanjá no RV Lounge
2 de fevereiro (sexta-feira), às 13h
Atrações: Irmãos do Samba e DJ Júlio
Ingressos: R$ 90
Vendas: RV Lounge

Kawai tem feijoada de frutos do mar

Inspirado nas raízes da cultura havaiana, tudo no Kawai Poke Bar tem relação com o mar, até mesmo o nome, que significa “o que vem do mar”. E para celebrar Iemanjá, a rainha das águas, no dia 2 de fevereiro (sexta-feira), o restaurante, que está localizado em meio às comemorações no Rio Vermelho, vai promover uma grande festa, das 14h às 22h, com feijoada especial de frutos do mar assinada pelo chef Lucius Gaudenz (foto)i. Além do prato, o Menu Iemanjá inclui ainda Caldinho de Aratu e dá direito a dois drinks por pessoa (caipirinha ou caipiroska simples).

Semelhante à feijoada clássica brasileira, mas um pouco mais leve, o prato feito com peixes e mariscos é inspirado na cozinha mediterrânea.  De acordo com o chef, a ideia surgiu do costume de servir feijoadas nas festas de Iemanjá, mas seguindo a identidade do Kawai e sua relação com o mar.

Junto com a feijoada exclusiva, servida com arroz branco e farofa crocante, os clientes poderão curtir os shows do Dj Choky, Gabriel Lago e Pablo Domingues, que irão animar o Kawai durante todo o evento com o melhor do reggae e da música eletrônica.

Os ingressos já estão à venda no próprio restaurante. O Kawai fica pertinho da praia, é uma ótima opção para quem vai reverenciar Iemanjá e depois seguir para um almoço exclusivo no restaurante.

Para quem preferir as opções a la carte, o Kawai estará servindo normalmente todas as opções do cardápio, entre elas os tradicionais Pokes havaianos, além dos Tiki Drinks, perfeitos para embalar a comemoração até o fim da noite.

Em parceria com o Instituto de Cegos da Bahia (ICB), o restaurante está participando da campanha solidária e irá presentear os primeiros 50 pagantes com uma pulseira exclusiva do instituto, que este ano contou com a assinatura do cantor Carlinhos Brown.

Feijoada de Frutos do Mar no Kawai com shows de Dj choky, Gabriel Lago e Pablo Domingues
Quando: 2 de fevereiro (sexta), das 14h às 22h.
Onde: Kawai Poke Bar – Rua Ilhéus, 241, Rio Vermelho
Valor: R$ 90 (por pessoa)
Ingressos à venda no Kawai

Isola Cucina Italiana faz 1ª Festa de Iemanjá

No dia 2 de fevereiro, o Rio Vermelho vai contar com uma bela e seleta comemoração à rainha do mar. Iemanjá será homenageada no restaurante Isola Cucina Italiana, das 11h às 17h, com um buffet de saladas e frios e um rodízio de massas assinados pelo chef Marco Caria. “Será uma festa para 40 pessoas. Quem desejar garantir sua mesa, deverá fazer logo sua reserva, pois o nosso objetivo é proporcionar como diferenciais , além da vista esplêndida que o restaurante possui, qualidade, atendimento personalizado e conforto a todos os clientes”, explica Caria. O ingresso para a ocasião custa R$ 120 .

O charmoso e aconchegante empreendimento gastronômico italiano, comandado pelo chef Caria, natural da famosa Ilha de Sardenha, tem uma belíssima paisagem, pois fica localizado em frente à Orla Marítima, ( em frente a casa de iemanjá ) com vista privilegiada para a festa no coração do Rio Vermelho. Maiores informações no site http://www.isolasapori.com/


O 1º Festival do Coco encerra domingo em Conde


Alto do Farol da Barra do Itariri em Conde

Este evento aquece o turismo na cidade com uma extensa programação que conta com visitas em campo, cursos e seminários, Festival Gastronômico, apresentações culturais e atrações musicais como Saulo, Harmonia do Samba e Daniel Vieira.

Desde segunda (22) e até domingo (28), a Prefeitura Municipal de Conde realiza a primeira edição do Festival do Coco. Com o objetivo de difundir tecnologias, inovações, capacitação e qualificação técnica fortalecendo o agronegócio do coco, o evento destaca o município como o maior produtor de coco da Bahia, do Nordeste e do Brasil, assumindo posição importante como atividade geradora de emprego e renda.

Localizado no Litoral Norte Agreste Baiano, Costa doas Coqueiros, a 180 km de Salvador (pela Linha Verde) e 208 km pela BA 235| BR 101, as principais atividades econômicas do município são o cultivo do coco, mandioca, banana e laranja através da agricultura familiar, a pesca e a pecuária extensiva, além do turismo que surgiu como mais uma vertente na economia plural diversificada local.

Conde sedia quatro indústrias de beneficiamento de coco que são Frysk, Saturno, Biogrou e Finococo, entre elas se destaca a Frysk que tem como objetivo beneficiar 100% do coco verde e seco. A cidade também possui uma das principais empresas de produção de Mudas de Coco, a Tecnococo, além do primeiro Sindicato Nacional do país, o Sindicoco que representa a categoria econômica dos produtores de coco, sementes e mudas e seus subprodutos não industrializados.

Evento – Com estimativa de atrair cerca de 50 mil pessoa durante os sete dias de Festival, entre população local, turistas, empresários, pesquisadores, técnicos e estudantes nas áreas afins, o evento tem a premissa de despertar no Poder Público Estadual e nos produtores rurais uma série de medidas para firmar a cultura do coco como uma atividade ainda mais lucrativa. Adotando medidas que consistem, principalmente na difusão de tecnologias através de Pesquisas conceituadas da EMBRAPA Tabuleiros Costeiros, tendo no seu corpo técnico de pesquisadores os melhores do país na cultura do coco, com a difusão da prática da irrigação, consorciação com outras culturas, controle de pragas, melhoramento genético, aprimoramento de equipamentos da indústria de extração de água de coco; aprimoramento das técnicas de conservação da água de coco, capacitação, entre outras.

 

Programação Cultural: A quarta-feira (24) e a quinta-feira (25) a Percussão Siribeira se apresentar no Teatro Fênix, além da Puxada de Rede, Maculelê e Marujada que se apresentam na Associação Siribeira. Nos dias 26 e 27 a programação ganha um plus a mais, shows completos do cantor Saulo, Daniel Vieira e do grupo Harmonia do Samba.

Atrações musicais: Em sua primeira edição o Festival do Coco une as belezas naturais com o sabor da gastronomia local, com um ingrediente especial que é o Coco. Com uma programação cultural diferenciada, o Festival também dá oportunidade aos artistas da terra e artistas como Saulo, Harmonia do Samba e Daniel Vieira. A programação segue com eventos gratuitos.

No dia 26.01 (sexta-feira), a turma do Harmonia do Samba se apresenta a partir das 21h, na Praça Severiano Vieira, no sábado (27), Daniel Vieira leva sua essência baiana do ritmo sertanejo para animar o público do Conde, no mesmo dia o cantor Saulo mostra seu som raiz no último dia de festa.

Continua a seguinte programação

Quarta-feira 24/01/18: Curso Sobre a Cultura do Coqueiro
Local: Auditório 2 (Câmara de Vereadores)
08h00 às 15h00 – Seminário de Gestão Empresarial na Área de Turismo / SEBRAE
Local: Auditório 1
08h00 às 09h50 – “Manejo da Irrigação em Áreas de Produção de Coco”
Ronaldo Souza Resende (Pesquisador da EMBRAPA – Tabuleiros Costeiros)
09h50 às 10h10 – Café
10h10 às 12h00 – “Estratégias de Controle de Pragas na Cultura do Coqueiro”
Dulce Regina (Pesquisadora da EMBRAPA – Tabuleiros Costeiros)
12h00 às 13h30 – Almoço
13h30 às 15h15 – “Cultivo Consorciado do Coqueiro com Gliricídia Sepium Utilizada como Fonte Permanente de Nitrogênio”
Humberto Rollemberg Fontes (Pesquisador da EMBRAPA – Tabuleiros Costeiros)
15h15 às 15h30 – Café
15h30 às 17h15 – “Manejo Sustentável para a Cultura do Coqueiro – Cobertura Morta com Folhas Secas do Coqueiro em Sistema de Produção Irrigado”
Fernando Luiz Dultra Cintra (Pesquisador da EMBRAPA – Tabuleiros Costeiros)
19h00: 2ª Noite do Festival Gastronômico/Cultural
Local: Praça Severino Vieira
Quinta-feira 25/01/18: Dia de Campo
08h00 às 12h00 – Dia de Campo / Visita Técnica na Fazenda da Empresa Aurantiaca (Pesquisadores da EMBRAPA – Tabuleiros Costeiros)
Local: Auditório 1
14h00 às 14h30 – “Desenvolvimento Regional Sustentável com o Aproveitamento do Coco” (SEBRAE)
14h30 às 15h00 – “Seguro e crédito” (Banco do Nordeste do Brasil)
15h00 às 15h30 – Café
15h30 às 16h00 – “Produção de mudas” (Wilson Aragão – TECNOCOCO)
16h00 às 16h30 – Palestras “Tecnologia de Pulverização para Coqueiros” – Fabrício Teixeira (Consultor Técnico)
19h00: 3ª Noite do Festival Gastronômico/Cultural
Local: Praça Severino Vieira
Sexta-feira 26/01/18: Palestra e reunião técnica sobre a cultura do Coqueiro
Local: Auditório 1
08h00 às 08h30 – Palestra “Desafio ao Produtor Rural de Coco do Litoral Norte da Bahia” – Reinaldo R. do Nascimento (Presidente da ASBACOCO)
08h30 às 09h30 – Panorama atual do agronegócio coco (SINDICOCO)
Local: Auditório 2 (Câmara de Vereadores)
09h30 às 09h45 – Café
09h45 às 11h00 – Reunião da subcâmara do Coco (redação do documento – carta em defesa da revitalização da cultura do coqueiro para autoridades estaduais)
11h00 às 12h00 horas – Reunião técnica (redação do documento – carta em defesa da revitalização da cultura do coqueiro para autoridades estaduais)
19h00: 4ª Noite do Festival Gastronômico/Cultural
Local: Praça Severino Vieira
21h00 – Atrações Musicais (Harmonia do Samba)
Local: Praça Severino Vieira
Sábado 27/01/18: Programação Cultural
19h00: 5ª Noite do Festival Gastronômico/Cultural
Local: Praça Severino Vieira
21h00 – Atrações Musicais (Saulo e Daniel Vieira)
Local: Praça Severino Vieira
Domingo 28/01/18: Programação Cultural
– Encerramento do 1º Festival do Coco em Conde-Bahia-Brasil