Festival Gastronômico na Praia do Forte


Pratos curiosos, combinações cheias de possibilidades e caçarolas saborosas vão imperar na 12ª edição do Festival Tempero no Forte, que tem como tema “Frutas Tropicais”. O evento vai até 10 de dezembro, na Praia do Forte (80 quilômetros de Salvador), um dos mais concorridos destinos do Litoral Norte da Bahia. Os organizadores estimam que o festival deve atrair 20 mil pessoas, público ávido por boa comida. O projeto, com a curadoria da chef Tereza Paim, tem o patrocínio do Governo da Bahia.

O festival percorre o entorno da Praia do Forte. Com vocação para a gastronomia, o charmoso vilarejo reserva talentosos cozinheiros que, ao longo de 12 anos, aperfeiçoaram sua arte e vão apresentar suas criações. Turistas, visitantes e comunidade estarão conectados com os temperos e aromas, e podem aguardar pratos autorais à mesa.

O jantar Tempero, no Tivoli Ecoresort, promoverá uma fusão culinária no primeiro final de semana do evento gastronômico. Assinado a seis mãos pelo casal de chefs Bárbara Camargo e Victor Dimitrow, sócios do Peti Restaurante, em São Paulo, e por Fred Miranda, chef confeiteiro do Tivoli Ecoresort, acontece no sábado (2), às 20h, no restaurante À Sombra do Coqueiral, embalado pelo show da cantora americana Michaela Harrison. O valor do jantar é de R$ 175, por pessoa, com harmonização a cargo da Adega Tio Sam.

A alquimia dos ingredientes dos chefs e cozinheiros é o grande desafio em cada um dos 30 restaurantes participantes. Dentre os confirmados estão Risoteria, Sabor da Vila, Restaurante do Tamar, Tango Café, Taverna Paradiso, Terra Brasil, Made in Bahia, Made in Bahia Pizzaria, Mediterraneus.

Jantar Tempero no Tivoli Ecoresort
Onde: Restaurante À Sombra do Coqueiral, no Tivoli Ecoresort
Quando: 2 de dezembro, às 20h
Valor: R$ 175 por pessoa, com harmonização de vinhos incluída
Reservas: (71) 3676-408

 

 


Bonjour inaugurada com inspiração francesa


Inspirada nas tradicionais boulangeries de Paris, a Bonjour abriu sua segunda unidade em Salvador. Desta vez é uma loja master, com cerca de 900m² de área, completamente repaginada em seu novo endereço, agora também na Rua Bahia, 23, na Pituba – exatamente no local onde funcionou por muitos anos a antiga padaria Albani. A primeira Bonjour já existe há 11 anos na Rua São
Paulo, também na Pituba, sendo bastante conhecida entre os moradores do bairro por produzir alguns dos melhores doces da região.

Nesta nova empreitada, os sócios proprietários da Bonjour, o casal Ana Sobreira e Sóstenes Oliveira expande sua rede com a proposta de ir muito além de ser uma grande delicatessen. Um salão completamente temático com 90 lugares foi criado logo na entrada, com sofás, cadeiras francesas, poltronas em capitonê e um clima todo especial, decorado numa paleta de cores candy que nos remete diretamente à atmosfera de lugares famosos, como a Laduree, a Eric Kaiser ou a Chambelland Boulangerie, todas de Paris.

Aqui em Salvador, a Bonjour promete ser um pedacinho da França para os baianos. A começar pelo gradeado que foi instalado logo na entrada, convidando os clientes a pendurarem seus cadeados do amor com as iniciais da pessoa amada. Do mesmo jeitinho que era feito na “Pont des Arts” – um dos lugares mais românticos do mundo, localizado sobre o rio Sena. A inauguração da Bonjour aconteceu no dia 28 de novembro de 2017.


Madero com facilidades para comemorações


Começou a temporada de organizar a agenda para conseguir ir a todas as confraternizações de fim de ano. É festa da empresa, amigo secreto, happy hour com os amigos, jantar com a família. Para facilitar esses encontros, uma boa dica é reunir a turma no restaurante Madero mais próximo e aproveitar o conforto, a boa alimentação e as muitas facilidades que são oferecidas pelo restaurante.

Além do tradicional cheeseburger – carro-chefe da casa, com hamburger grelhado em fogo forte e servido em pão crocante assado na hora com a maionese artesanal do chef – há muitas outras opções no cardápio do Madero Steak House, por exemplo, que agrada a todos os paladares. De saladas a hamburgers fit, de massas a carnes, com possibilidades de peixes e cordeiro, incluindo entradas – como a linguicinha de pernil defumada – e as sobremesas – quem resiste ao brigadeiro servido na panelinha ou o petit gateau com calda de frutas vermelhas? Em Salvador, são opções para as escolhas o Madero Steak House do Shopping Barra e do Salvador Shopping.

Para aproveitar ainda mais as possibilidades do menu, entre 18h e 20h, o Madero oferece happy hour, em que alguns pratos e bebidas ganham descontos especiais. Chopp na caneca congelada, caipirinha são oferecidos em dobro! E, nas unidades Steak House, toda a carta de vinhos tem 20% de desconto. O cheeseburger Madero também entra na promoção: de R$38, passa a ser servido por R$28, acompanhado de fritas.

Além do menu variado, são atrativos que fazem a diferença para a escolha do Madero nas confraternizações de final de ano: não é cobrada taxa de rolha, o ambiente é aconchegante e próprio para encontros festivos e há a possibilidade de presentear com o vale-presente da casa – não teve tempo de comprar o presente do amigo secreto ou de um familiar? O vale-presente Madero resolve essa questão – disponíveis nos valores de R$ 50, R$ 100 e R$ 150. Outro diferencial é a conta, que chega separada por posição, de acordo com o que cada um consumiu, evitando dor de cabeça na hora da divisão e do pagamento. É o Madero pensando no conforto e tranquilidade de seu cliente.

Outro ponto positivo, e que acaba sendo decisivo para muitas pessoas são as opções de pagamento: o Madero aceita, além dos principais cartões de crédito, os cartões de alimentação Alelo, Ticket, VR e Sodexo. Para reservas é preciso consultar o restaurante em que será feita a confraternização para verificar se esse serviço está disponível.

Madero Shopping Barra – Shopping Barra, 4º Piso – Av. Centenário, nº2992 l Salvador, BA, (71) 3043-2736

Madero Salvador Shopping – Salvador Shopping, 3º Piso – Av. Tancredo Neves, nº3133 – Salvador, BA, (71) 3017-6322


Solar Music Festival com o Bago de Jazz


No Solar Music Festival de amanhã, quinta, 30/11, tem a apresentação do quarteto Bago de Jazz. O festival, que acontece no restaurante Solar do Rio Vermelho, já está consolidado na capital baiana como um sucesso de público porque proporciona a união da gastronomia e da boa música a preços populares (R$15). O Solar Rio Vermelho conta com parceria do Estacionamento Parecar (do Hotel Mercure), onde o cliente paga valor diferenciado pela hora estacionada (R$ 7,50 a cada 2h).

O Bago de Jazz é composto por artistas residentes do Solar. São músicos renomados, que resolveram se juntar neste projeto por amor ao jazz: Nivaldo Cerqueira (sax), Alanh Moraes (baixo), Luciano Pinto (piano) e Marcio Wesley (bateria). Eles interpretam canções que marcam o universo instrumental com clássicos do jazz americano e da bossa jazz.

Solar Music Festival

Local: Restaurante Solar – Rua Fonte do Boi, 24 – Rio Vermelho

Quando: Dia 30/11/17 (quinta) – Quarteto Bago de Jazz

Investimento: Couvert artístico no valor de R$ 15 (quinze reais).

 

 


Salve a Baiana de Acarajé!


A  maioria das pessoas que visita a Bahia, principalmente Salvador, quer provar do acarajé, iguaria tradicional confeccionada pelas baianas típicas, herança da ancestralidade africana. O acarajé é uma espécie de bolinho de farinha de feijão fradinho, com recheio saboroso, feito com muito tempero, axé e carinho pela Baiana de Acarajé.

Estas mulheres, um dos ícones mais populares do país, que contribuem para a deliciosa culinária baiana têm a sua data especial, 25 de novembro, comemorado o Dia da Baiana de Acarajé, que desde 2004 são consideradas Patrimônio da Humanidade pelo Instituto do Patrimônio e Artístico Nacional (IPHAN).

E também foram reconhecidas, em 2012, como Patrimônio Imaterial da Bahia e Patrimônio Cultural de Salvador. Todas fazem parte da Associação das Baianas de Acarajé, Mingau, Receptivo e Similares do Estado da Bahia (Abam), entidade que regula esta profissão, que foi oficializada com o decreto de lei municipal de Salvador nº 12.175/1998. Dia 25 de novembro é uma data para homenagear a importância histórica e cultural destas mulheres, denominadas baiana de acarajé que se dedicam na produção e venda de uma das iguarias típicas mais famosa da Bahia e do país.

A classe comemora o seu dia com um desfile no Centro Histórico, pela manhã, embelezando as ruas com suas vestes brancas, mas com adereços de cor diferente, correspondente ao seu orixá protetor. E vão em direção à Igreja do Rosário dos Pretos, no Pelourinho, por volta das 10 horas, onde assistem à missa em sua homenagem.  Após a missa, às 11h30, as baianas e demais participantes da missa seguirão em cortejo pelas ruas do Pelourinho com destino ao Memorial das Baianas, localizado no Monumento da Cruz Caída.

Delícias da culinária afro-brasileira feitas pelas baianas

Acarajé – assemelha-se à um bolinho frito, feito com massa de feijão-fradinho, cebola, sal e frito em azeite de dendê. O acarajé pode ser recheado com vatapá, caruru, camarão seco ou pimenta.

 

Abará – bolinho também de feijão-fradinho moído cozido em banho-maria embrulhado em folha de bananeira. É feito com a mesma massa que o acarajé: a única diferença é que o abará é cozido, enquanto o acarajé é frito.

 

Caruru – O caruru é um cozido de quiabos que é acrescentado camarões secos, azeite de dendê e de pimenta. Costuma ser servido no acarajé ou abará e também acompanhado de moqueca de peixe ou de frango.

 

Vatapá – pode ser preparado com pão molhado, farinha de rosca ou fubá, sendo temperado com camarão seco, leite de coco, gengibre, pimenta-malagueta, amendoim, cravo, castanha de caju,  azeite de dendê, cebola, alho e tomate.