Ensaios de São João com Leo Estakazero já nesta sexta-feira


Divulgação

Prepara seu traje junino que esta sexta-feira (dia 19) vai ter a primeira edição do Ensaios de São João com Leo Estakazero!  A festa contará também com show de Tico e Cacau com Leite. Toda atmosfera junina estará na Pupileira a partir das 21h. No local, uma experiência completa com direito a Comidas Típicas, Barraca do Beijo e ambientações temáticas, transportando o clima do interior a festa.

No show, Leo apresentará seus grandes sucessos que o consagraram como referência nos festejos juninos no Brasil. O verdadeiro esquente da melhor festa do ano em um espaço amplo, fechado e climatizado. Os ingressos estão disponíveis na Ticket Maker por R$100,00 + Taxa (3º Lote). Para mais informações, entrar em contato através do número: (71) 99990-7759.

*Leo Estakazero* – Desde 2001, Leo é um dos principais nomes do forró nacional, com sucessos como “Encosta N´Eu”, “Sapatilha 37” e “Botando pé na estrada” que se mantêm presentes no repertório das bandas do gênero. Com mais de duas décadas de dedicação ao forró, ele se tornou uma figura proeminente na cena musical da Bahia, oferecendo uma fusão envolvente de tradição e modernidade, onde as raízes do nordeste se misturam harmoniosamente em uma sonoridade marcante.

Reconhecido como defensor da música de qualidade da Bahia, destaca que o ritmo é bem-vindo em todas as estações do ano. Sua discografia é marcada por álbuns e singles que demonstram sua versatilidade e paixão pela música nordestina, além de sua habilidade em se conectar com o público através de composições autênticas e envolventes, explorando influências que vão do reggae ao frevo, criando uma sonoridade única e inovadora.

Agenda

Ensaios de São João – Com shows de Leo Estakazero, Tico e Cacau com Leite Datas: 19/04, 10/05 e 31/05, às 16h

Traje: Junino

Local: Pupileira (Av. Joana Angélica 79, Salvador, BA)

Ingressos: R$100,00 + Taxa (3º Lote)

Vendas: Ticket Maker

Informações: (71) 99990-7759. 19/04


Bahia Vinho Show realiza 10ª edição em tom de celebração


Fotos: Divulgação

O Bahia Vinho Show realiza em 2024 a sua 10ª edição, o evento segue com a proposta vanguardista de trazer para o estado uma experiência completa para o degustador apaixonado pela bebida de Baco. Maior encontro do segmento no nordeste, Bahia Vinho Show está reservado para acontecer nos dias 03 e 04 de maio (sexta e sábado), no Hotel Vila Galé, no bairro de Ondina, em Salvador.

Em tom de celebração, o Clube Gourmet, realizador do evento, anuncia ainda que os participantes da 10ª edição do Bahia Vinho Show vão usufruir de uma novidade que vai atender a um pedido antigo do público. “É com muito prazer que compartilhamos que esta edição comemorativa vai contar com o primeiro Menu Vinho Show, que consiste na parceria com restaurantes  selecionados de Salvador na elaboração de harmonizações de seus pratos com vinhos de nossos parceiros expositores”, detalha Ivan Baldivieso, organizador da iniciativa. A lista dos restaurantes parceiros será divulgada em breve.

Na próxima edição da feira, além da esperada mostra com expositores e distribuidores, que inclui degustação de rótulos internacionais e nacionais, ainda é possível contar com uma mesa livre para harmonização com queijos, pães e outros acompanhamentos selecionados. A expectativa da organização da Bahia Vinhos Show é que aproximadamente 600 pessoas participem do evento nesta edição.

Público diversificado

Ao longo de suas dez edições, o Bahia Vinho Show viu e participou ativamente do processo de amadurecimento de um público diversificado que inclui enófilos, sommeliers e profissionais do setor. Foram oferecidos aos participantes, uma variedade de rótulos e programação formativa com cursos, e mais de 50 palestras e workshops que trouxeram para o estado nomes de peso do trade nacional.

Conforme levantamentos de consultorias especializadas, o índice de consumo da bebida cresceu cerca de 18% nos últimos quatro anos na Bahia. A oportunidade de expansão se dá pela intensificação do interesse na bebida e pela margem de consumo per capita do baiano ainda ser abaixo de um litro anual, em comparação à média nacional, a qual é de 2,7 litros.

Para Ivan Baldivieso, o evento cresceu junto com o público ao longo dos últimos anos. “Hoje o mercado baiano é outro, muito mais qualificado, tanto do ponto de vista dos produtores, como do público, que aprendeu a reconhecer a qualidade das vinícolas locais promissoras, a exemplo da UVVA, e a construção da Bahia como um importante polo produtor”.

Os ingressos para o Bahia Vinho Show já podem ser adquiridos pelo Ticketmax. A classificação etária do evento é para maiores de 18 anos.

Serviço

O quê: Bahia Vinho Show 10ª edição

Quando: 03 e 04 de maio 2024

Onde: Hotel Vila Galé Salvador – Rua Morro do Escravo Miguel, 320 – Ondina, Salvador-Ba

Ingressos: Ticketmax (https://www.ticketmax.com.br/evento/8c216ddc-271d-4e26-aeb8-d75b46252cf2)

Realização: Clube Gourmet Bahia


16ª edição do Comida di Buteco!


Bar Koisa Nossa. Foto Aline Loureiro/Divulgação

Vem aí mais uma edição do maior e mais importante concurso de butecos do Brasil. Com o mote ‘Somos Todos Buteco!’, a 16ª edição do Comida di Buteco, acontece de 5 de abril a 5 de maio, em Salvador. Para 2024 estarão presentes 56 bares, distribuídos entre as regiões de Salvador e Lauro de Freitas – que marca a sua estreia esse ano no concurso.

Tendo a criatividade como guia, a organização lança aos participantes o desafio de trabalharem com uma temática livre na criação dos petiscos, deixando os ingredientes e a inovação por conta de cada um. Para aguçar o paladar de baianos e turistas que amam um bom buteco, os cozinheiros e cozinheiras devem colocar em ação toda a sua criatividade, identidade e originalidade.

Reconhecida como uma competição gastronômica que desenvolve a economia local, promove a geração de empregos e fortalece em todo país a transformação de vidas através da cozinha raiz, este ano os pratos participantes terão valor fixo de R$ 35,00.

Superando expectativas há 16 anos, o CDB mais uma vez bate o próprio recorde de participantes na capital soteropolitana. Os 56 estabelecimentos que concorrem ao prêmio de melhor buteco, estão distribuídos em diversos bairros ao longo da cidade, são eles: Santo Antônio Além do Carmo, Resgate, Nazaré, Engenho Velho de Brotas, Pernambués, Armação, Itapuã, Stiep, Resgate, Barris, Federação, Stella Maris, Pituaçu, Trobogy, Baixa de Quintas, Jaguaribe, Cabula VI, Dois de Julho, Cajazeiras V, Pituba, Canabrava, Paripe, Capelinha, Vila Laura, Barra, Rio Vermelho, Cabula, Plataforma, São Caetano, além de Buraquinho e Centro, em Lauro de Freitas.

Segundo Max Rogers, coordenador regional do CDB, é extremamente gratificante ver o crescimento do concurso em Salvador. “As expectativas estão ainda mais altas para 2024, e o lema deste ano reitera mais uma vez esses espaços como um grande protagonista da sociabilidade brasileira, reafirmando a existência de uma ‘cultura de buteco’, que inclusive queremos implementar como uma data oficial no mês de abril”, conta.

Reforçando que a cultura raiz vive, o concurso vem para fortalecer a importância do negócio tão forte e representativo em todo o país, que são os butecos. Max explica que durante os 30 dias, a mecânica do concurso acontece da seguinte maneira: “o público e um corpo de jurados visita, vota e elege o campeão, avaliando quatro categorias: petisco, atendimento, higiene e temperatura da bebida. O petisco leva 70% do peso da nota e as demais categorias 10% cada uma. O voto do público vale 50% do peso total e dos jurados 50%”, destaca. O bar que alcançar a maior nota, ganha o título de vencedor da edição em nível local, e entra na competição nacional.

Sobre o Concurso

Funcionando como uma competição entre butecos, o concurso busca reconhecer o melhor entre as mais de 40 cidades brasileiras participantes, divididas em 25 circuitos, considerando pontos como petisco, atendimento, higiene e temperatura da bebida. Por isso, a cada ano é eleito o vencedor da cidade, que então participa da competição nacional, elegendo assim o melhor do país. Como forma de garantir a alta qualidade de produtos e atendimento entre os participantes, devido a votação do público e jurados, os últimos colocados são desclassificados para o ano seguinte gerando assim a oportunidade de outros estabelecimentos participarem do concurso.

Bar das Meninas Pula Cerca. Foto: Aline Loureiro /Divulgação

Reconhecido como um dos mais importantes e transformadores concursos gastronômicos do país, os bares participantes são selecionados com um ano de antecedência. Para participar, os butecos – que são indicados pelo público -, são convidados de acordo com os critérios do concurso e participam gratuitamente, criando um petisco autoral, seguindo as regras do ano. Com participação popular e júri especializado, que dão notas de 1 a 10 para 4 quesitos: petisco, higiene, atendimento e temperatura da bebida. O peso do júri e do público é de 50% cada.

Na segunda etapa, que ocorre no mês junho, uma nova comissão de jurados é escolhida para visitar os campeões em cada cidade. Neste momento, os vencedores recebem três jurados para a reavaliação das quatro categorias, onde então é escolhido o melhor buteco do país, em uma festa realizada em São Paulo, no mês de julho.

Com a missão de ‘Transformar Vidas Através da Cozinha de Raiz – Buteco Extensão de Sua Casa’, o concurso conta com Apresentação da Piraquê; Patrocínio da Santander/Getnet e Coca-Cola; Apoio da McCain, Zero Cal, Chadon e Delta; Cerveja Oficial Eisenbahn; Apoio Institucional da Abrasel, Sebre, NEOOH, BoxNet e Sympla; e Promoção da TV Bahia/Globo.

Sobre Comida Di Buteco

Nascido no ano 2000, na cidade de Belo Horizonte, o Comida di Buteco tem o objetivo de resgatar os butecos autênticos, aqueles que todo mundo tem no coração.

Primeiro concurso do gênero no país, 2023 foi um ano de recordes para o CDB: foram mais de 10 milhões de pessoas impactadas diretamente nos butecos e R$ 300 milhões de impacto na cadeia produtiva do ecossistema comida di buteco; mais de 1 milhão de votos válidos em cédula de papel através das visitas e experiência nos bares, 160 milhões de impressões nas redes sociais; e cerca de 10 milhões de pageviews no site.

Com o compromisso de ‘Transformar Vidas Através da Cozinha de Raiz – Buteco Extensão de Sua Casa’, o concurso tem como perfil de estabelecimentos selecionados apenas os negócios familiares, não contemplando redes, nem franquias.

Ao longo das suas 24 edições, o Comida di Buteco cresceu e hoje é uma fonte de geração de empregos, impostos, incentivo ao turismo e abrangência de grandes parceiros, mídia, jornalismo e influenciadores. Em 2024, serão mais 1.100 butecos participantes em todo o Brasil, de norte a sul, com renovação, criatividade, muito sabor e histórias de família.

Mas por que “Buteco”?

Buteco, com “U”, é como os mineiros chamam carinhosamente seus bares. Significa acima de tudo simplicidade e autenticidade. Sempre foi sinônimo de comida boa, ambiente democrático e descontração, e esse formato não mudou nada! Ao longo dos anos, o Concurso foi caindo no gosto de outras regiões e conquistando espaço entre esses 25 circuitos.


Festival Viva Salvador com música, arte, lazer, esporte e gastronomia


Larissa Luz. Fotos:Divulgação/Arquivo de O Que Fazer na Bahia

Para celebrar os 475 anos de Salvador, o Festival Viva Salvador acontece entre os dias 16 de março e 7 de abril, com muita música, arte, lazer, esporte e gastronomia em toda a capital baiana. A programação completa foi apresentada pelo prefeito Bruno Reis e integrantes da gestão municipal.

Transmitido para todo o país pelo segundo ano seguido, o encerramento do Viva Salvador, na Praça Maria Filipa (antiga Praça Cairu, no Comércio), no dia 6 de abril, fica por conta de Carlinhos Brown, Seu Jorge, Larissa Luz, Luedji Luna e Banda Didá. Este ano, a apresentação será montada em celebração à cultura negra, no âmbito do Salvador Capital Afro.

“Com esta programação, somada à quantidade de entregas, iremos fazer o maior e melhor aniversário da história dessa cidade. São tantas iniciativas que a gente precisa de um mês para celebrar. Quinze dias antes do aniversário (em 29 de março), a partir de amanhã, e 15 dias após, o povo de Salvador, nas mais diversas áreas da cidades, vai ter muitos motivos para comemorar. Efetivamente, eu tenho dito que esse ano de 2024 será o melhor da história da cidade”, disse o prefeito.

“Mais uma vez, nossa cidade vai estar nas manchetes de todo o Brasil. É a única cidade brasileira com cobertura nacional do seu aniversário. Com artistas negros e a participação dos blocos afro. Vamos mostrar para o Brasil e o mundo a pujança do povo negro da nossa cidade”, acrescentou Bruno Reis.

O secretário municipal de Cultura e Turismo, Pedro Tourinho, afirmou que o festival foi idealizado principalmente para a população local. “Esse é um evento que dá muito gosto de fazer parte e pensar as diretrizes. A gente passa o ano inteiro pensando muito nos turistas, no verão – o que precisa ser um foco sempre, afinal é nossa maior atividade econômica –, mas esse festival é muito para a população de Salvador. O Viva Salvador é uma festa de soteropolitanos para soteropolitanos que os turistas vêm participar”, disse.

O presidente da Empresa Salvador Turismo (Saltur), Isaac Edington, reforçou o caráter do Viva Salvador como um evento com foco sobretudo no povo soteropolitano. “Para ser uma cidade turística, ela precisa primeiro ser muito boa para quem vive nela. A administração do prefeito Bruno Reis segue isso à risca”, apontou. Toda a programação pode ser conferida no site do festival (festivaldacidade.salvador.ba.gov.br).

Música – Os shows do festival já começam no próximo final de semana. No sábado (16), Xanddy Harmonia se apresenta em Paripe, a partir das 18h, na Praça João Martins. No mesmo dia, às 19h, no Largo da Mariquita, no Rio Vermelho, Sylvia Patrícia convida Sandra de Sá e também se apresenta o projeto Ópera Buffa, com Jonga Cunha, Rafa Chaves e Rafa Jardim. No domingo (17), também no Largo da Mariquita, dessa vez a partir das 17h, é a vez do projeto Ubaque, com Pedro Pondé e Tiri, além do show de Alexandre Leão.

No final de semana seguinte, a Praça da Cruz Caída recebe, na sexta-feira (22), a partir das 16h30, DJ Belle, além de Márcia Castro e convidados na gravação de audiovisual da Roda de Samba Reggae. No sábado (23), no mesmo horário do dia anterior, estão escalados DJ Belle, Nêssa convida Sambaiana, e Duda Diamba.

Já a Praça do Campo Grande será o cenário para os Bailes da Cidade – no sábado (23), com as orquestras Paulo Primo, Zeca Freitas e a orquestra de Câmara de Salvador (com regência do maestro  ngelo Rafael); enquanto no domingo (24), tocam as orquestras Fred Dantas e Sérgio Benutti, além do show de Roberta Campos tendo Beto Guedes como convidados. Os shows começam às 17h nos dois dias.

Lincoln, DJ Xirita e Vanessa Borges fazem a festa no Food Park Salvador Boca do Rio, a partir das 18h do sábado (23) e o já tradicional projeto Vamos Ver o Pôr do Sol, com a banda Jammil, acontece no domingo (24), na Ponta do Humaitá. Também no domingo, o famoso Pranchão com o Mudei de Nome desfila pela orla do Parque dos Ventos, a partir das 11h.

No último final de semana do festival, Psirico e Magary Lord vão sacudir Cajazeiras na sexta (5), às 18h, e a Banda Mel faz um show especial de 40 anos no domingo (7), às 12h, no Parque da Cidade.

Ainda no dia 24 de março, a partir das 8h, acontece a Lavagem do Parque, no Parque da Cidade, que terá show com banda de fanfarra, Tio Paulinho, Feira de Arte, Cultura e gastronomia, Babado Novo convidando Pierre Onassis e Marcia Freire, além de apresentação de capoeira, entre outras ações.

Boca de Brasa – No ano em que a Fundação Gregório de Mattos (FGM) chega aos 38 anos, acontece nos dias 21, 22 e 23 de março a 7ª edição do Movimento Boca de Brasa, no Quarteirão das Artes na Barroquinha. Serão 50 horas de programação, com a ocupação de sete espaços culturais. Entre as atividades, haverá painéis, shows, apresentações artísticas, exposições, rodada de negócios e feira de empreendedores. Dos 40 painelistas que participam da programação, estão MV Bill e Ronald Pessanha.

“Eu considero o Boca de Brasa um dos projetos mais vitoriosos da gestão. Além da parte de shows, há uma proposta de pensar e discutir a cidade, que tem um movimento nos bairros, periférico, muito forte. Salvador tem um miolo que a gente fala muito pouco. É importante que a cultura embarque nesse projeto de entender Salvador como uma cidade múltipla”, afirmou Fernando Guerreiro, presidente da FGM.

O grupo de teatro Aláfia vai apresentar o espetáculo A Cidade da Bahia é Nossa, no Largo do Pelourinho, nos dias 15 e 22 de março, além de 5 de abril, sempre às 19h.

Mulher – Ações da Secretaria de Políticas para as Mulheres, Infância e Juventude (SPMJ) também integram a programação especial de aniversário de Salvador. Reunindo vários serviços municipais em único lugar, a Caravana da Mulher acontece no dia 6 de abril, na Casa do Caminho, em Sussuarana, das 8h às 12h. A iniciativa integra o Programa Alerta Salvador e oferece às mulheres acessos a serviços de forma itinerante, entre eles Cadúnico, Cartão SUS, Primeiro Passo, marcação de exames para a mulher, atenção à mulher vítima de violência doméstica, vagas de emprego, espaço de beleza e para crianças.

Também no dia 6 de abril, a Expo Mulher ocorre no Largo do Santo Antônio Além do Carmo, entre 16h e 21h. O objetivo da ação é fortalecer a autonomia econômica das mulheres, além de fomentar o empreendedorismo e possibilitar a divulgação das empreendedoras através do “Compre Delas”, plataforma digital criada para anúncio de venda.

Esportes – Dentro da programação esportiva, haverá neste domingo (17) a Corrida da Mulher, com percurso do Farol da Barra à Vila Caramuru, no Rio Vermelho. A largada será às 7h e as inscrições podem ser feitas no site partik.com.br/corrida-da-mulher. No dia 24 de março, acontece outra corrida, no Rio Vermelho: a Salvador 10 Milhas – 6ª Corrida da Advocacia. Haverá provas de cinco e dez milhas. As inscrições podem ser feitas no site salvador10milhas.com.br.

Já nos dias 30 e 31 de março, o Porto da Barra recebe uma competição internacional: o Oceanman, campeonato de natação de águas abertas. Por fim, no dia 7 de abril, acontece o Pedal da Cidade, passeio ciclístico pela orla Atlântica da cidade. A concentração é às 8h, no Parque dos Ventos.(Texto:Rodrigo Aguiar / Secom-PMS)


Movimento Boca de Brasa com várias atrações musicais, painéis, artes e feira


Banda Quabales. Divulgação

O Movimento Boca de Brasa, evento cultural da cidade de Salvador, vai receber nos dias 21, 22 e 23,  no Quarteirão das Artes da Fundação Gregório de Mattos, no Centro Histórico de Salvador, uma diversidade de apresentações artísticas, painéis, laboratórios criativos, feira de empreendedorismo e muita música.

Com o objetivo de potencializar a diversidade e a criatividade das comunidades periféricas, vão se apresentar no Movimento atrações locais e outras reveladas pelo projeto. Uma das apresentações confirmadas é a do Quabales, idealizado pelo multi-instrumentista, compositor e produtor Marivaldo dos Santos.  co

O projeto que promove a fusão entre a percussão baiana e a linguagem do aclamado show STOMP – um dos grupos percussivos mais importantes do mundo, convida o rapper baiano Vandal, multiartista considerado pioneiro em trazer os gêneros musicais Drill e o Grime para o Brasil.

Quem se junta à programação é o MinistereoPúblico SoundSystem, o grupo, a big band AFROCIDADE, o cantor Di Cerqueira, a Célula Hip Hop, Favela Atômica, Salutari entre outras atrações. O evento também contará com mostras audiovisuais e a Culinária Musical do Afrochefe Jorge Washington.

Afrochefe Jorge Washington. Divulgação

Devido ao seu crescimento ao longo dos anos, o festival criado para destacar a riqueza criativa das periferias chega a sua sétima edição em novo formato, agora passa a ser ‘Movimento Boca de Brasa’. O evento ocupará o diversos espaços do Quarteirão das Artes, localizado no Centro Histórico e a Barroquinha, o Teatro Gregório de Mattos, Espaço Cultural da Barroquinha, Pátio Iyá Nassô, Espaço Boca de Brasa Centro, Sala Multiuso Nelson Maleiro, Café Nilda Spencer, além do Cine Glauber Rocha e da Ladeira do Couro.

A Prefeitura de Salvador, por meio da Fundação Gregório de Mattos, em parceria com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Emprego e Renda (SEMDEC), é a organizadora do Movimento Boca de Brasa. Diversos órgãos municipais, como SEMOP, LIMPURB, Transalvador, Guarda Municipal, além de parceria com Cine Glauber Rocha, também contribuem para a realização.

Todas as atividades são gratuitas, sujeitas à lotação de cada espaço. Para participar das atividades formativas e painéis, basta se inscrever através do link: https://fgm.salvador.ba.gov.br/ .