5º Festival “Sabores de Itacaré” será em julho


Elibia em foto divulgação

A 5ª edição do Festival Gastronômico “Sabores de Itacaré”  acontecerá de 12 a 15 de julho e um dos nomes mais respeitados da gastronomia baiana, a apresentadora Elibia Portela assina a curadoria do evento que vai movimentar o destino turístico. Como tema Gastronomia de Raiz, cerca de 40 restaurantes já se inscreveram e apresentam receitas variadas.Com o objetivo de reunir baianos e turistas, Itacaré vai incentivar os restaurantes locais a apresentar pratos, petiscos, lanches, sobremesas e drinks com riqueza de sabores, além de shows musicais, feira gastronômica, feira de agricultura familiar e cozinha show.

Segundo o prefeito de Itacaré, António de Anízio, “o Festival Gastronômico se consolida como um dos mais importantes eventos de gastronomia da Bahia e Itacaré mostra para o Brasil que vai muito além do surf e do sol e praia, tem um roteiro gastronômico imperdível e vem fortalecendo seu calendário com eventos de muita qualidade e identidade cultural”, afirma o prefeito.

O 5º Festival Gastronômico Sabores de Itacaré aproveitará a grande diversidade gastronômica local, onde cada estabelecimento utilizará os produtos da agricultura familiar para a composição dos pratos, valorizando os saberes e fazeres dos Chefs e Cozinheiros Locais.

Divulgação Elton Andrade

Durante o festival, a cultura e a música de Itacaré terão espaço garantido com uma programação especial para apresentação de manifestações culturais quilombolas, como o ‘’Bicho Caçador’’Volta da Jiboia, capoeira, samba de roda e samba reggae “Dedo de Moça”. Além de estrutura de palco para apresentações de artistas e músicos locais que dividiram o palco com artistas da Bahia.

A realização da Feira da Feira Gastronômica com pratos inscritos especialmente para o Festival e a Feira Agricultura Familiar são dois grandes destaques para esta edição. Esses espaços têm como objetivo criar e fortalecer a promoção, divulgação e comercialização dos produtos da Agricultura Familiar da região.

Também será realizada a Cozinha Show. O local será um espaço preparado para a interação entre profissionais da gastronomia local e visitantes. Uma cozinha especialmente montada no evento para receber a presença de chefs que mostrarão suas habilidades e ensinarão alguns de seus truques.

As famosas praias paradisíacas de águas claras de Itacaré atraem milhares de turistas de todo canto do mundo. As belezas naturais das praias virgens de águas cristalinas, mata preservada, cachoeiras, rios e manguezais encantam os visitantes que buscam equilíbrio entre o sossego e a badalação. Ótimo destino para quem gosta de estar em contato com a natureza.

São treze praias que formam o litoral de Itacaré, cada uma com particularidades e belezas diferentes. Algumas delas, as praias são quase desertas, podendo chegar apenas por trilhas.O paraíso chamado Itacaré se cruza entre a Mata Atlântica e as águas do Oceano Atlântico. Para chegar neste paraíso, basta pegar uma lancha no Terminal Marítimo de Salvador até o Bom Despacho (Ilha de Itaparica), e lá uma condução até Itacaré.

Rua da Pituba em Itacaré. Divulgação Elton Andrade

Além das belezas naturais, a cidade possui um povo muito alegre e hospitaleiro. Com cerca de 28 mil habitantes, a população vive da pesca, da agricultura, e principalmente do turismo. Muitas turistas vão para visitá-lo e acabam ficando por lá. A cidade possui uma ótima estrutura de pousadas, bares, restaurantes, bancos, lojas, supermercados e farmácias. A noite de Itacaré é um show a parte. O ponto de encontro é a Rua da Pituba, a Passarela da Vila e a Orla onde estão localizados bares, restaurantes, café, casas de shows onde acontecem as festas com ritmo de forró, reggae, pop rock e MPB.

O evento é uma realização da Prefeitura de Itacaré, através da Secretaria Municipal de Turismo e tem o patrocínio da Secretaria Estadual de Turismo, Secretaria Estadual de Desenvolvimento Rural através da CAR Governo da Bahia. O Festival tem o apoio da Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação, do Sindicato Patronal de Hospedagem e Alimentação de Itacaré.


Programação cultural da Mundi


Foto divulgação

Salvador já pode comemorar a chegada da Mundi – um espaço cultural que se posiciona no mercado não apenas como uma casa de shows, mas como um empreendimento que chega com uma proposta de pluralidade e entretenimento, na qual a cultura local é valorizada e a cultura mundial prestigiada.

A Mundi, recém inaugurada no shopping Boulevard 161, chega para fazer valer o título de Salvador e dar à Cidade da Música, um espaço onde baianos e turistas sintam-se em casa. Mais música, mais risadas, mais cultura, mais diversão.

Luã Faya em foto divulgação

A partir desse fim de semana, o espaço inicia, oficialmente, a sua programação. Além dos shows noturnos, a casa abre as portas para a realização de workshops, palestras e eventos corporativos. #vempramundi

Programação:

· Quinta, 26/04, às 21h: LANÇAMENTO DO EP MODE ON DO ELECTRO PIPOCA

Valores: R$ 30 (R$ 20 com nome na lista)

· Sexta, 27/04, às 21h: ENSAIO DO TRIO NORDESTINO (Homenagem aos 60 anos da banda). Show de abertura: Banda Marana

Valores: R$ 40 (R$ 20 com nome na lista)

· Sábado, às 28/04: SERÁ DIVULGADO EM BREVE

· Domingo, 29/04, às 21h: PAGODE DO ÁGUA . SHOW DO CANTOR ÁGUA FRESCA

Valores: R$ 30 (R$ 20 com nome na lista)

· Segunda, 30/04, às 21h (véspera de feriado): O CANTOR TIERRY COMANDA A FESTA “DONO DO BAR”. COM LANÇAMENTO OFICIAL DA DUPLA “AS GONDIM’S”

Valores: R$ 40 (pista) / R$ 80 (camarote) / R$ 1.500 (lounge)

Lounge: 8 ingressos + 1 red + 5 energéticos +3 águas + 5 cervejas


Novo espaço de shows, entretenimento, whorkshops e palestras


Sob nova direção, tendo como sócios Fernando Rosa e Mirella Ferreira (foto), a Mundi agora se posiciona no mercado não apenas como uma casa de shows, mas com a proposta de pluralidade e entretenimento, na qual a cultura local é valorizada e a cultura mundial prestigiada. Aberta só para os convidados na celebração, nesta quarta-feira (18) que terão a oportunidade de se divertir ao som de Lia Gondim, com o show intitulado: “Pra Cantar Junto”. No palco, a cantora receberá alguns artistas locais.

Mas a partir do fim de semana, a casa, situada no shopping Boulevard 161, traz uma programação diferenciada. Além dos shows noturnos, o empreendimento abre as portas para a realização de whorkshops, palestras e eventos corporativos. A Mundi chega para fazer valer o título de Salvador e dar à Cidade da Música, um espaço onde baianos e turistas sintam-se em casa. Mais música, mais risadas, mais cultura, mais diversão.

Sobre a Mundi: Com localização privilegiada, a Mundi tem capacidade para receber 500 pessoas. Na sua estrutura: espaço VIP e lounges, cozinha industrial, estacionamento, segurança e ambiente climatizado. Neste novo momento, a casa ganha um palco mais amplo e sistema de som profissional assinado pela Audio Et Design by João Américo.

O espaço conta também com o backline da Wi-Fi Sonorização, o que a capacita para receber shows de grandes artistas. O serviço do restaurante será assinado pelo chef Jonathan Ribeiro. O bar, sob o comando da empresa “Top Bar”, garantirá a todos variedade de bebidas e excelência no atendimento.

Perfil dos sócios: Mirella de Souza Ferreira: Atuante na área de entretenimento há 10 anos, administrou as boates Dolce , Villa Cancun e Skull, gerenciou a Oquei entretenimento e produziu eventos como Burburinho, O Baile, Abençoado, Seven Lux e Select Harmonia.

Fernando Rosa: Empresário no ramo de restaurantes há 20 anos, graduado em gestão em eventos, pós graduado em docência do ensino superior, atuante na área de produção de bandas e eventos desde 1996. Atualmente é gerente comercial do Pranchão e produz artistas como Alavontê, Ricardo Chaves e Gondim’S.

Mundi

Endereço: Rua Anisio Teixeira, Boulevard 161, Itaigara

 


Bahia Farm Show de 5 a 9 de junho


A Bahia Farm Show é a maior vitrine do agronegócio do Norte e Nordeste do Brasil e hoje está entre as três maiores do país em volume de negócios e a próxima edição será realizada de 5 a 9 de junho de 2018. A feira é realizada na cidade de Luís Eduardo Magalhães, a  798 km de Salvador, pela Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba), Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa) e Instituto Aiba (IAiba), com o apoio da Associação dos Revendedores de Máquinas e Equipamentos Agrícolas do Oeste da Bahia Ltda (Assomiba), Fundação Bahia e Prefeitura de Luís Eduardo Magalhães.

Fazem parte da Bahia Farm Show as maiores empresas de máquinas, implementos, insumos, aviação e serviços, o que torna a feira baiana uma excelente oportunidade de realizar negócios, promover a sua marca e ficar em dia com as novidades do mercado.

Além de vitrine, a Bahia Farm Show também é palco de tomada de importantes decisões para o setor, já que a feira faz parte dos compromissos dos governantes, executivos públicos, CEOs de empresas, e muitos outros.

Na edição 2017, a feira atingiu a marca histórica de R$ 1,531 bilhão em volume de negócios, assumindo a segunda posição de vendas por visitantes no Brasil em eventos de agronegócio.

A Bahia Farm Show 2017 recebeu um público total de 63.326 pessoas, que conferiram em um só espaço as principais inovações em tecnologia do setor agrícola. O visitante, além de conferir as novidades expostas, pôde participar de eventos, palestras e mesas redondas direcionadas à agricultura empresarial e familiar, incluindo o Fórum do Canal Rural, transmitido ao vivo, em rede nacional, cujo tema abordado foi “O Potencial Hídrico do Oeste da Bahia”.

A 13ª edição da Bahia Farm Show contou com um aumento na internacionalização, com a vinda de 15% de novos expositores, muitos de países como Alemanha, Espanha e Estados Unidos, além do retorno de 10% dos que passaram por outras edições da Feira. Além disso, recebeu expositores de setores diferentes do agronegócio, a exemplo de produtos e serviços dos ramos imobiliário e de entretenimento, e gerou três mil empregos diretos e indiretos.

Previsão de boa safra eleva expectativa de bons negócios

Os produtores rurais do oeste da Bahia já iniciaram a colheita de grãos, e o prognóstico de uma supersafra enche a categoria de otimismo. Os resultados desta colheita recorde devem alavancar a economia da região, movimentando bilhões dentro e fora do campo. O cenário é animador para os expositores da Bahia Farm Show, que esperam que a principal feira agrícola do Norte e Nordeste do País mantenha a tradição de fechar bons negócios.

Durante cinco dias o município de Luís Eduardo Magalhães se tornará a principal vitrina do segmento, atraindo o olhar de consumidores em busca de maquinário e equipamentos agrícolas, sementes, defensivos e fertilizantes, veículos, software, tecnologia de irrigação, entre outros produtos e serviços ao alcance dos investidores.

O presidente da Associação dos Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba), entidade realizadora da Bahia Farm Show, Celestino Zanella, comemora o “bom tempo”, tanto climático quanto econômico. Ele aposta no fortalecimento do setor agrícola da Bahia e dos estados vizinhos – Goiás, Maranhão, Tocantins, Piauí e o Distrito Federal –. “Mais do que o número de comercialização, a feira deste ano vem para mostrar o fortalecimento do produtor, independente da escala do seu negócio, seja pequeno, médio ou grande. Todos passamos, nos últimos cinco anos, por uma recessão financeira e hídrica que poderia ter derrubado a agricultura, mas nos reinventamos e investimos em tecnologia e capacitação para plantar mais com menos, e seguimos convictos da nossa importância como motores do desenvolvimento econômico-social”, afirma.

Com chuvas bem distribuídas no ciclo 2017/2018, o levantamento preliminar da Aiba prevê, para o oeste da Bahia, uma produção de 5,3 milhões de toneladas de soja, a maior dos últimos sete anos. No caso do algodão, a expectativa é de uma safra de 1,209 milhão de arrobas, com uma produtividade média de 310 arrobas de pluma por hectare. A cultura teve um incremento de 32,5% da área plantada em relação à última safra. No caso do milho, a produtividade deve chegar a 165 sacas por hectare, bem maior do que as 130 sacas da última safra, atingindo uma produção de 1,386 milhão de toneladas.

“Quando a safra vai bem interfere diretamente no comércio. O dinheiro circula mais, o poder de liquidez é maior, as vendas aumentam e, com elas, a geração de mais postos de trabalho, ou seja, o agronegócio impulsiona a economia do oeste baiano. A Bahia Farm Show vem para coroar essa realidade, pois reúne todos os atores envolvidos nessa cadeia”, ressaltou a coordenadora do evento, Rosi Cerrato.

O presidente da Associação de Máquinas e Implementos Agrícolas da Bahia (Assomiba), Rogério Rodrigues, também acredita em um bom momento do agronegócio no oeste baiano, o que deve se traduzir em boas vendas durante a feira. “A Bahia Farm já está consolidada, o que atrai todos os anos um público médio de 75 mil pessoas. Para as empresas do setor agrícola, a feira é também um importante canal de relacionamento e integração com o cliente, que possibilita a mostra de lançamentos e tecnologias. Depois de alguns anos com safras abaixo da média, este é o momento de investimento por parte do agricultor, portanto, estamos otimistas quanto às vendas”, afirma, ao apontar a Bahia Farm como o local certo para fechar negócios.

Durante a feira, os agentes financeiros públicos e privados estarão presentes com financiamentos e linhas de crédito específicas para o setor agropecuário, taxas de juros convidativas, além de condições elásticas e facilitadas de pagamento.

 

Bahia Farm Show

Data: 5 a 2 de junho de 2018
Horário de funcionamento: 9h às 19h
Local: Complexo Bahia Farm Show: BA 020/242, km 535 – Luís Eduardo Magalhães – Bahia

Como chegar

De avião:
O aeroporto mais próximo fica na cidade de Barreiras-Ba, distante 90 km do município de Luís Eduardo Magalhães-Ba.

As companhias aéreas que atendem o aeroporto de Barreiras são a Passaredo e a Azul.

Passaredo: www.voepassaredo.com.br

Azul: www.voeazul.com.br

Passaredo Voos Diários
Brasília/Barreiras saída: 13:30 a 15:00 chegada (diário)
Barreiras/Brasília saída 15:00 a 16:30 chegada (diário)
Salvador/Barreiras saída 10:30 a 12:25 chegada (diário)
Barreiras/Salvador saída 16:10 a 18:00 chegada (diário)
Ribeirão Preto/Barreiras (escala: Brasília)saída 07:00 a 15:00 chegada
Barreiras/Ribeirão Preto (escala: Brasília) saída 15:00 a 19:50 chegada

Azul Voos Diários
Belo Horizonte/Barreiras saida:12:00 a 14:20 chegada de segunda a sexta.
Barreiras/ Belo Horizonte saída: 14:45 a 16:55 chegada de segunda a sexta
Ribeirão Preto/Barreiras saída 06:05 a 14:20 chegada voo diário (conexões :CAMPINAS E BELO HORIZONTE)
Barreiras /Ribeirão preto saída 14:45 a 23:40 chegada voo diário (CONEXÕES CAMPINAS E BELO HORIZONTE).

De carro:
Fonte: Google Maps
Luís Eduardo Magalhães/BA – Salvador/BA: 950km – aprox. 12 hrs e 41 min
Luís Eduardo Magalhães/BA – Brasília/DF: 535km – aprox. 6 hrs e 11 min

De ônibus:
BRASÍLIA/LUÍS EDUARDO MAGALHÃES (leito): 22:00 – 05:30h
LUÍS EDUARDO MAGALHÃES/BRASÍLIA (leito): 22:45 – 06:30
BRASÍLIA/LUÍS EDUARDO MAGALHÃES (executivo): 22:00 05:30
LUÍS EDUARDO MAGALHÃES/BRASÍLIA (executivo): 22:45 – 06:30
SALVADOR/LUÍS EDUARDO MAGALHÃES (leito)-(CONV): 19:45 – 10:30
LUÍS EDUARDO MAGALHÃES/SALVADOR (leito):(CONV) 18:15 – 09:30
SALVADOR/LUÍS EDUARDO MAGALHÃES (convencional): 16:00 – 07:30
LUÍS EDUARDO MAGALHÃES/SALVADOR (convencional): 14:00 – 05:30
SALVADOR/LUIS EDUARDO (CONVENCIONAL): 17:00 – 07:35
BARREIRAS/SALVADOR (leito)-(CONV): 19:45 – 09:30
SALVADOR/BARREIRAS (convencional): 16:00/19:45/20:45 -05:30/09:30/10:00
BARREIRAS/SALVADOR (convencional): 18:30/19:45/20:45 – 07:30/09:30/10:00
GOIÂNIA/LUÍS EDUARDO MAGALHÃES: 20:30 – 07:00
LUÍS EDUARDO MAGALHÃES/GOIÂNIA: 20:00 – 07:00


Jurassik Quartet se apresenta na Casa di Vina


O grupo de jazz Jurassik Quartet faz show em 28 de abril no restaurante e memorial Casa di Vina, antiga morada do poeta Vinicius de Moraes em Itapuã, local de música, poesia e gastronomia. No repertório, jazz, samba e bossa nova. Sábado, 28 de abril, 21h, R$ 20,00. Casa di Vina – Rua Flamengo, 44, Farol de Itapuã.

Formado por Joatan Nascimento (trompete), Luizinho Assis (piano elétrico), Cesario Leony (baixo) e Victor Brasil (bateria), o grupo instrumental Jurassik Quartet tem em seu repertório standards de jazz, bossa nova, samba e composições próprias.
O Jurassik foi formado por volta de 2002 e três dos componentes (Luizinho, Cesario e Guimo) já tocavam juntos desde os anos 80.

Ao trio inicial se uniu Joatan formando assim um quarteto que fez longas temporadas em bares e coquetéis da cidade, virando referência de Jam Sessions nos lugares onde tocava, recebendo músicos de diversos estados do país.
Com o regresso de Guimo à sua terra natal, La Plata na Argentina, quem assumiu a batera foi Victor Brasil, jovem baterista pertencente a uma família de músicos tradicionais do jazz.

O Jurassik Quartet tem no currículo de seus músicos atividades diversas que vão de graduações em importantes escolas, gravações de discos, acompanhamento de grandes nomes da MPB, produção de jingles e trilhas sonoras.