Quatro dias para festejos de São Pedro em Dias D’Ávila


Quem não pôde curtir as festas juninas tradicionais da Bahia, ainda há tempo para agendar quatro dias (de 29 a 2 de julho) com muito forró com várias atrações no São Pedro de Dias D´Ávila, pertinho de Salvador, a apenas 45 km de distância.  Na conhecida “Cidade das Águas” porque possui as melhores fontes da água do estado, a promessa é de que a festa inicie às 20 horas e no último dia encerre no amanhecer.

 

São Pedro De Dias D’Ávila

29 de junho a 2 de julho

Praça Imbassay, Dias D’Ávila

Confira a programação:

Palco Principal

Quinta – 29/06

Romero

Flávio José

Gabriel Musse

Sexta – 30/06

Junior Brasil

Sandro Coutto

Estakazero

Forró De Seis

Sábado – 01/07

Tizio Do Acordeon

Larissa Carvalho

Arreio De Ouro

Silvano Salles

Domingo – 02/07

Festival De Quadrilhas Juninas

 

 


Encontro de Filarmônicas e Baile da Independência no 2 de Julho

O maestro Fred Dantas, o cantor e compositor Moraes Moreira e o mestre de bandas Zinho de Aramari, há 26 anos, sentiram a necessidade de chamar a atenção para o esquecimento das filarmônicas no estado. Assim surgiu o Encontro de Filarmônicas sempre no dia da Independência da Bahia, 2 de julho. 


Filarmônica Terpsícore Popular de Maragogipe, regência de Roque Adson

Seis filarmônicas e um coral realizam o 26º  Encontro de Filarmônicas no 2 de Julho, a partir das 18h, em frente ao Monumento ao Dois de Julho, no Campo Grande, das 18h às 21h. No dia seguinte, 3 de julho, a partir das 19h, também no Campo Grande, o Baile da Independência celebra com o povo a data máxima da Bahia. Os dois eventos são promovidos pela Fundação Gregório de Mattos, da Prefeitura Municipal de Salvador, e realizados pela Oficina de Frevos e Dobrados.

                                                                 

No dia seguinte, ao pé do caboclo, tendo como salão o próprio Campo Grande, a Orquestra Fred Dantas (foto) realiza, a partir das 19h, o Baile da Independência. O grande homenageado deste ano é o músico Cacau do Pandeiro (Carlos Lázaro da Cruz) que fará participação especial com a Orquestra.

Baile da Independência – Um antigo Baile da Independência, criado pela classe média soteropolitana no século XIX originou a Festa da Mocidade, que se deslocou para o Campo da Pólvora, e durou até início dos anos 1950. No final do século passado, por iniciativa da Fundação Gregório de Mattos, o maestro Fred Dantas foi convidado a idealizar um novo “Baile da Independência” em um palco próximo ao Monumento aos Heróis do 2 de julho e dos carros alegóricos dos Caboclos.

Programação do Encontro das Filarmônicas

18:00 – Abertura com execução do Hino ao 2 de Julho (Santos Títara-Santos Barreto) com o Coral e Filarmônica da Casa Pia e Colégio de Órfãos de São Joaquim e Banda de Música da Guarda Municipal, com regência do maestro Fred Dantas.

18:30 – Banda de Música da Guarda Municipal de Salvador, sob regência do maestro Hamilton Fernando.

19:00 – Filarmônica 19 de Setembro de Ibipeba, com regência do mestre Gerry Andrade

19:30 – Filarmônica União dos Artistas, da Ilha de Bom Jesus dos Passos, com regência do mestre Josias Monteiro

20:00 – Filarmônica Terpsícore Popular de Maragogipe, com regência do mestre Roque Adson

20:30 – Oficina de Frevos e Dobrados, com regência do maestro Fred Dantas, seguido de participação especial da soprano Irma Ferreira.

260 Encontro de Filarmônicas no 2 de Julho
2 de julho de 2016, no Campo Grande, a partir da 18h
Promoção: Fundação Gregório de Mattos
Realização: Oficina de Frevos e Dobrados, com coordenação do Maestro Fred Dantas.

Baile da Independência
3 de julho de 2016, no Campo Grande, a partir das 19h
Promoção: Fundação Gregório de Mattos
Realização: Maestro Fred Dantas


Último dia do Forró no Parque, Zelito Miranda convida Celo Costa e Capitão Corisco

É uma sensação de interior, mas dentro da capital em meio a uma vista maravilhosa da Baía de Todos-os-Santos, curtindo um forró pra lá de bom com uma feira de comidas típicas, artesanato e agricultura.


Eita forró porreta, xote que xote bom! Os versos da canção “Forró Porreta” de Zelito Miranda e Rafael Junior definem como será o encerramento da temporada 2017 do Forró no Parque, no Museu de Arte Moderna – MAM. O encontro que este ano levou nomes como Del Feliz, Léo Macedo, Eugênio Cerqueira, Amanda Santiago, Val Macambira, Marquinhos Café, Jó Miranda e Carlos Vilela, trará Celo Costa e Capitão Corisco neste domingo, dia 25, a partir das 11 horas.

Este é o oitavo ano que o Rei do Forró temperado realiza o Forró no Parque. No MAM, o projeto ganhou ar de um grande arraiá, com comidas e bebidas típicas, quadrilhas e claro, muito forró temperado. No dia, Zelito também apresenta a canção “Outra Bahia”, também composta em parceria com Júnior. Idealizado por Telma Miranda, o Forró no Parque, já chegou a receber mais de dez mil pessoas por dia.

Além do bom forró temperado, este domingo repete o tempero agrícola da edição passada com a Feira Agroecológica, com a participação de agricultores da associação Fazenda Guerreiro, do município de Simões Filho.

Com 201 produtores, que utilizam a agroecologia como meio de produção, no espaço serão comercializados produtos como laranja, milho, aipim, maracujá, verduras, hortaliças, doces, tapioca e licores delicias do São João.

Os agricultores da Fazenda Guerreiro produzem alimentos saudáveis e de qualidade. As técnicas utilizadas para a produção respeitam as pessoas, o meio ambiente e o próprio homem do campo, usando os recursos da região de produção que estão acessíveis, sem depender e utilizar produtos químicos.

​Projeto Forró no Parque
Zelito Miranda – O Rei do Forró Temperado
Convidados: Celo Costa e Capitão Corisco
Data: ​25 de ​junho de 201​7​ – (domingo)
Horário: às 11 horas
Onde: Museu de Arte Moderna – Contorno
​ABERTO AO PÚBLICO​


Espetáculo de cor, som e movimento: X Campeonato Estadual de Quadrilhas Juninas

No ritmo das músicas juninas casais participantes de quadrilhas vestidos a rigor concorrem na dança, formando um verdadeiro espetáculo colorido no Centro Histórico de Salvador e no Subúrbio.


Foto divulgação Rita Barreto (Bahiatursa)

Já é uma tradição esta disputa de dança e, neste ano, acontece em sua décima edição o X Campeonato Estadual de Quadrilhas Juninas da Bahia,  entre os dias 15 a 24 de junho. Em Periperi, Subúrbio Ferroviário de Salvador,  na Praça da Revolução, acontece de 15 a 18. E  no Centro Histórico de Salvador e Paripe, também no Subúrbio de Salvador de 22 a 24 de junho.

Com público estimado em 20 mil pessoas, o campeonato faz parte da programação do São João da Bahia, que assim como vários municípios do interior do estado farão festas com o apoio do Governo do Estado.

“Acreditamos que apoiar este campeonato é um incentivo a mais para as quadrilhas juninas, que ensaiam durante o ano inteiro e se mantêm presentes no cenário cultural junino”, revela o superintendente da Bahiatursa, Diogo Medrado. “Esta é também uma forma de aproximar a população local e todos os visitantes da maior manifestação popular e folclórica deste período”, completa.

Diogo Medrado diz ainda que o patrocínio às quadrilhas está inserido na estratégia da Bahiatursa de trabalhar o São João da Bahia como um produto turístico, estimulando as festas na capital e no interior do estado. O evento mantém viva na Bahia uma das mais tradicionais manifestações da cultura popular nordestina.

 


São João de Salvador 2017 entre os dias 22 e 24 de junho

O São João de Salvador acontece entre os dias 22 e 24 de junho no Pelourinho e em Paripe com mais de 50 atrações de artistas como Adelmario Coelho, Dorgival Dantas, Flávio José, Targino Gondim, Zelito Miranda, Geraldo Azevedo, Aviões do Forró, Saulo, Luan Santana e Estakazero.


Stakazero em foto divulgação de Tatiana Azeviche (Setur/BA)

As atrações se apresentam nos três palcos do Centro Histórico, armados no Terreiro de Jesus, Largo do Pelourinho e Cruzeiro de São Francisco, e na Praça João Martins, em Paripe, Subúrbio Ferroviário de Salvador, entre os dias 22 e 24 de junho.A grande festa é promovida pelo Governo do Estado por meio da Superintendência de Fomento ao Turismo (Bahiatursa).

No Terreiro de Jesus foi montada uma estrutura especial para receber as apresentações com a instalação de um palco de 360º que possibilitará melhor visibilidade a um maior número de pessoas. No dia 22 tocarão, ali, Adelmario Coelho, Virgílio, Dorgival Dantas, Carlos Pita e Nonõ Curvelo.

No dia 23, passam por lá Filomena, Genard, Flávio José, Cicinho de Assis e Menina Faceira. Já no dia de São João, 24, as atrações são Del Feliz, Targino Gondim, Geraldo Azevedo, Zelito Miranda e Tenilson Del Rey.

No Largo do Pelourinho, a programação será aberta, no dia 22, pela Orquestra Sanfônica. Na sequência, apresentam-se Jeane Lima, Arnaldo Farias, Renato Fechini e Cangaia. No segundo dia 23, tem Tio Barnabé, Colher de Pau, Carlos Vilela, Gereba e Val Macambira. A festa do dia 24 vai ser com Kiko Sally, Flor de Maracujá, Cacau com Leite, Poiz É e Jorge Zarath.

Na Sala de Reboco, instalada no Cruzeiro de São Francisco, estarão divididos, nos três dias, Caciques do Nordeste, Trio Virgulino, Flor Serena, Zé de Tonha, Zelito Bezerra, Dona Enkrenka, Zefa di Zeca, Mel Sem Pimenta e Bando Virado no Mói de Coentro.

Festa no subúrbio
A Praça João Martins, em Paripe, vai contar com uma programação especial. No primeiro dia, 22, grandes nomes como Forrozão, Aviões do Forró e Forró do Muído se apresentam no local. Na sexta-feira, 23, Saulo, Luan Santana, Papazoni e Pra Casar fazem a festa. No último dia, sobem ao palco Dan Valente, Estakazero, Pablo, Seu Maxixe e Jhony Paixão. Os shows no Subúrbio Ferroviário estão marcados para começar às 17h.