10 atrações inéditas na Vaquejada de Serrinha


Foto do Ibahia

Todos os anos a região sisaleira recebe a maior vaquejada do Brasil e este ano não será diferente. Para este ano, o evento preparou uma grade de atrações fantástica para o público incluindo nomes que irão se apresentar pela primeira vez na festa como Zé Neto e Cristiano, Kevi Jonny, Luanzinho Moraes, Lambassaia, Ney Alves, João Lucas e Marcelo, Zezo, Enzo Rabelo, Ferrugem, Parangolé.

Dentre as atrações inéditas no evento se destacam Ney Alves, irmão do jogador Daniel Alves, e Enzo Rabelo, filho de Bruno da dupla Bruno e Marrone. O cantor Ney Alves, fará estreia na vaquejada com sua banda de forró apresentando sua atual música de trabalho “Patrícia”. Já Enzo Rabelo, terá a responsabilidade de realizar o primeiro show da sua carreira na Vaquejada de Serrinha.

O evento que acontece de 04 a 08 de setembro, no Parque Maria do Carmo, em Serrinha, conta ainda com apresentações de Tayrone, Unha Pintada, Devinho Novaes, Mano Walter, Arreio de Ouro, Wesley Safadão, Harmonia do Samba,Chicabana e Léo Santana. Os interessados podem adquirir os ingressos nos principais balcões de ingressos com setores que custam a partir de R$ 40 a R$125.

Vaquejada de Serrinha 2019

Data: 6 a 8 de setembro

Local: Parque Maria do Carmo – Serrinha

Quarta-feira (4) – abertura oficial, com competições esportivas. Entrada gratuita.

Quinta-feira (5) – Missa do vaqueiro, às 13h. Em seguida, cavalgada na cidade e abertura das competições esportivas. Entrada gratuita.

Sexta-Feira (6) – Festa do Bezerro Manhoso

Ingressos: Pista Meia – R$ 40; Pista Inteira – R$ 80; Camarote VIP – R$ 85;

Sábado (7) – Festa da Vaca Atolada

Ingressos: Pista Meia – R$ 65; Pista Inteira – R$ 130; Camarote VIP – R$ 135;

Domingo (8) – Festa do Boi Malandro

Ingressos: Pista Meia – R$ 60; Pista Inteira – R$ 120; Camarote VIP – R$ 125;

Atrações: Tayrone, Unha Pintada, Devinho Novaes, Mano Walter, Arreio de Ouro, Parangolé, Wesley Safadão, Harmonia do Samba, Ferrugem, Chicabana, Léo Santana, Zé Neto e Cristiano, Kevi Jonny, Luanzinho Moraes, Lambassaia, Ney Alves, Joao Lucas e Marcelo, Zezo e Enzo Rabelo.

 

Vendas: vaquejadadeserrinha.com.br e principais balcões de ingressos

Classificação: Livre


5º Festival Radioca será em novembro


Festival de 2017. Foto Rafael Passos (blog Scream & Yell)

Em 5ª edição, o Festival Radioca inova em formato e anuncia sua primeira data na Sala Principal do Teatro Castro Alves, reunindo três shows no mais importante palco da Bahia: Tim Bernardes (SP), Tiganá Santana (BA) e Amaro Freitas Trio (PE). No dia 6 de novembro (quarta-feira), as apresentações sequenciadas começam às 19h30 e colocam em cena três dos mais inventivos nomes da música contemporânea brasileira, numa noite de fina categoria. Ingressos do 1º lote custam R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia), à venda pelos canais da Ingresso Rápido. O Radioca segue até o dia 10 de novembro, compondo cinco dias de programação e ocupando diferentes espaços da cidade de Salvador.

Tim Bernardes em foto divulgação de Rafael Rocha

Tim Bernardes, músico, compositor, produtor musical e multi-instrumentista, membro da banda O Terno, lançou em 2017 seu primeiro trabalho solo, “Recomeçar”, agora no Radioca apresentado pela primeira vez em Salvador, logo após retorno de turnê por Portugal. Neste disco, Tim gravou todos os instrumentos, pensou os arranjos orquestrais de cordas, sopros e harpa e, ainda, assinou a produção e a mixagem – uma multifuncionalidade que marca sua trajetória enquanto artista e como um dos grandes compositores de sua geração. Com consagrado reconhecimento nacional, foi ainda indicado ao Grammy Latino de 2018 como Melhor Álbum de Música Alternativa em Língua Portuguesa.

Tiganá Santana. Foto divulgação José de Holanda

Lançando seu quarto álbum no Radioca, do selo sueco ajabu!, o compositor, cantor, instrumentista, produtor musical e pesquisador baiano Tiganá Santana apresenta um trabalho focado em canções, configurando um caminho estético que não percorria há algum tempo. A textura sonora se diferencia bastante dos discos anteriores, com presença mais significativa de instrumentos eletrônicos ao lado dos acústicos. O show também traz temas que marcam a carreira do artista, primeiro na história fonográfica do Brasil a gravar, como autor, canções em línguas africanas. Ao seu lado no palco, estão Sebastian Notini (percussão), Jeferson Cauê (percussão), Aline Falcão (teclados, acordeom e voz), Ldson Galter (baixo) e Leonardo Mendes (guitarra e violão de aço), para introduzir o público num universo poético-sonoro a evocar nuanças e possibilidades incomuns.

Amaro Freitas Trio. Foto divulgação Helder Tavares

A cultura de Pernambuco transborda naturalmente no estilo de Amaro Freitas, pianista e compositor que é uma das grandes revelações do jazz brasileiro recente e que vem pela primeira vez à Bahia. Influenciado pelo mestre do frevo Capiba, por Moacir Santos, Hermeto e Gismonti, mas também pelas grandes referências do piano jazz, como Monk, Jarrett ou Corea, lançou o seu disco de estreia, “Sangue Negro”, em 2016. Para além do sempre predominante samba jazz, Amaro volta-se para a cultura nordestina e traduz frevo, baião, maracatu, ciranda e maxixe para a linguagem do jazz. Acompanhado de Jean Elton (baixo acústico) e Hugo Medeiros (bateria), o trio convida a desbravar novas rotas e experimentar a capacidade percussiva do piano, em complexos padrões matemáticos, ritmos imprevisíveis e hipnóticos.

O Radioca

Realizado anualmente desde 2015, e já figurado entre os principais eventos musicais do país, o Radioca mapeia a música brasileira e apresenta artistas relevantes, entre consagrados em reinvenção na carreira e apostas certeiras, assumindo o lema de “A música que você ainda vai ouvir”. Com produção da Tropicasa Produções, o 5º Festival Radioca é patrocinado e apresentado pela Puro Malte Tropical Devassa. Tem patrocínio de Natura Musical e Governo do Estado, através do Fazcultura, Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura do Estado da Bahia. Conta com apoio do Sympla, plataforma oficial de vendas, e o Spotify é o Player Oficial.

“Acreditamos que existe um fio condutor que rege as transformações que estamos vendo na música brasileira, e isso está ligado à criatividade transformadora do brasileiro, que nós enxergamos como nossa identidade tropical”, afirma Gabriel D’Angelo Braz, gerente de Marketing da marca Devassa, do Grupo HEINEKEN no Brasil. “Desenvolvemos uma rede de parceiros com os principais produtores culturais de todo o Brasil e juntos cocriamos uma plataforma que enaltece o movimento da nova música brasileira”, completa Gabriel.

Pelo quarto ano, Natura Musical aposta no Radioca. “O Natura Musical busca alavancar o desenvolvimento da cena independente da música brasileira. Por isso, entendemos que apoiar festivais regionais é decisivo para essa finalidade. Os festivais estimulam todo o ecossistema da música, graças ao seu potencial de formar público e criar novas pontes entre artistas e audiência”, afirma Fernanda Paiva, gerente de Marketing Institucional da Natura.

“O Radioca traça, anualmente, um panorama de tendências da música brasileira, com a participação de artistas consagrados e nomes em ascensão. É um evento que favorece o intercâmbio entre músicos baianos e de outros estados e, além disso, tem o compromisso com a reflexão sobre a cadeia produtiva da música”, avalia Alexandre Simões, superintendente de Promoção Cultural da SecultBA.

Sobre Devassa – Tropical Transforma

A marca lança uma plataforma musical com o objetivo de dar voz, e palco, ao que chama de nova música tropical brasileira, além de ser um canal aberto de conteúdo e reflexões sobre todas essas transformações culturais. Em fevereiro, Devassa apresentou seu novo posicionamento, “Tropical Transforma”, que enaltece a criatividade transformadora brasileira como representação do que quer dizer “tropical”, deixando para trás clichês que automaticamente remetem à palavra: praia, sol, coqueiros. Com isso, busca mostrar que a música é uma das principais manifestações por onde esses signos culturais brasileiros vêm se ressignificando. Devassa é hoje patrocinadora dos principais festivais de música brasileira do país, entre eles Radioca, Bananada, Sarará, Do Sol, Serasgum, GTR, Wehoo, entre outras iniciativas.

Sobre Natura Musical

Natura Musical é a principal plataforma de patrocínio da marca Natura. Desde seu lançamento, em 2005, o programa investiu R$ 132 milhões no patrocínio de 418 projetos – entre CDs, DVDs, shows, livros, acervos digitais e filmes. Os trabalhos artísticos renovam o repertório musical do país e são reconhecidos em listas e premiações nacionais e internacionais. Em 2018, o edital do programa selecionou 50 projetos em todo o Brasil, entre artistas, bandas e coletivos, e estabeleceu parcerias com 10 festivais independentes de Norte a Sul do país. A plataforma digital do programa leva conteúdo inédito sobre música e comportamento para mais de meio milhão de seguidores nas redes sociais. Em São Paulo, a Casa Natura Musical se tornou uma vitrine permanente da música brasileira, com cerca de 100 shows para adultos e crianças ao longo de 2018.

Sobre Fazcultura

Parceria entre a Secretaria de Cultura (SecultBA) e a Secretaria da Fazenda (Sefaz), o mecanismo integra o Sistema Estadual de Fomento à Cultura, composto também pelo Fundo de Cultura da Bahia (FCBA). O objetivo é promover ações de patrocínio cultural por meio de renúncia fiscal, contribuindo para estimular o desenvolvimento cultural da Bahia, ao tempo em que possibilita às empresas patrocinadoras associar sua imagem diretamente às ações culturais que considerem mais adequadas, levando em consideração que esse tipo de patrocínio conta atualmente com um expressivo apoio da opinião pública.

5º FESTIVAL RADIOCA

6, 7, 8, 9 e 10 de novembro de 2019

PRIMEIRA DATA

Tim Bernardes (SP), Tiganá Santana (BA) e Amaro Freitas Trio (PE)

Quando: 6 de novembro de 2019 (quarta-feira), 19h30

Onde: Sala Principal do Teatro Castro Alves

Quanto:

1º lote: R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia)

2º lote: R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia)

3º lote: R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia)

Vendas: bilheteria do Teatro Castro Alves, SACs do Shopping Barra e do Shopping Bela Vista ou canais digitais da Ingresso Rápido (site e aplicativo)

Classificação indicativa: 18 anos


Festa da Canonização de Irmã Dulce terá distribuição de ingressos a partir de 1°/10


Foto divulgação Osid

Estarão disponíveis a partir do dia 1º de outubro os ingressos para a primeira celebração no Brasil pela Canonização de Irmã Dulce. O evento será realizado em Salvador, na Arena Fonte Nova, no dia 20 de outubro, com abertura dos portões ao meio dia. A programação festiva, que contará com apresentações musicais e espetáculo teatral, terá início às 15h. Já a celebração religiosa, presidida pelo Arcebispo de Salvador e Primaz do Brasil, D. Murilo Krieger, está programada para começar às 17h.

Os ingressos serão gratuitos e distribuídos através das paróquias da Arquidiocese de Salvador, como enfatiza padre Valter Ruy Cordeiro, da Comissão Arquidiocesana para a Celebração Pós-Canonização da Bem-Aventurada Dulce dos Pobres: “Cada paróquia se encarregará de administrar a distribuição dos ingressos junto a seus fiéis”. Para o público de outras cidades e estados brasileiros, a distribuição será feita junto à Secretaria da Canonização das Obras Sociais Irmã Dulce (OSID), e os interessados deverão enviar suas solicitações para o e-mail: [email protected], sendo que a retirada será no Santuário de Irmã Dulce até o dia 19 de outubro e na Arena Fonte Nova no próprio dia 20 de outubro.

O evento terá uma agenda cultural e religiosa para celebrar a canonização da freira baiana em solo brasileiro e em sua terra natal. Entre as atrações, destaque para a participação dos cantores e Embaixadores de Irmã Dulce, Margareth Menezes, Waldonys, Saulo, Tuca Fernandes e padre Antônio Maria durante a encenação do espetáculo “Império de Amor”. A peça vai levar ao palco 650 atores, sendo 550 crianças e adolescentes do Centro Educacional Santo Antônio (CESA) – núcleo de educação da OSID, além de idosos da instituição. Juntos eles vão contar a história do Anjo Bom da Bahia com números de teatro, dança e música. A celebração no Brasil ocorrerá sete dias após a cerimônia oficial de Canonização, agendada para 13 de outubro, às 10h, no Vaticano.

Solidariedade – Remetendo ao Amar e Servir de Irmã Dulce, os ingressos para a celebração do dia 20 de outubro trarão ainda um nobre convite à solidariedade. É que no verso do cartão de entrada o público irá encontrar os dados bancários para quem quiser contribuir com a campanha de reforma e modernização da Unidade de Oftalmologia da OSID – Banco Bradesco (237) / Agência: 2864-9 (Bradesco Empresas) / Conta Corrente: 11.136-8 / Razão Social: Associação Obras Sociais Irmã Dulce / CNPJ: 15.178.551/0001-17.

O recurso arrecadado será direcionado tanto à reforma do espaço físico, que passará a ocupar uma área de 400 metros quadrados, quanto à aquisição de mobiliário. De acordo com Lucrécia Savernini, gestora de Saúde da instituição, são atendidos atualmente nessa unidade cerca de 1.600 pacientes por mês. “Com a requalificação, sua capacidade de atendimento ambulatorial e em pequenos procedimentos será ampliada em 20%, ajudando a reduzir a fila de espera. Aqui nas Obras, fazemos pequenos milagres todos os dias para atender nossos pacientes. Então, esperamos que outras pessoas abracem a causa para que estes milagres possam continuar a acontecer”. Em caso de dúvidas sobre como participar da campanha, basta ligar para a Central de Relacionamento com o Doador: (71) 3316-8899.

Maestro José Maurício Moreira.Foto de Mauro Akin Nassor (Correio da Bahia)

O milagre de Dulce – O Papa Francisco promulgou, no dia 13 de maio deste ano, o decreto que reconheceu o segundo milagre atribuído à intercessão de Irmã Dulce, cumprindo-se assim a última etapa do processo de Canonização da beata baiana. A freira, conhecida como o Anjo Bom da Bahia, se tornará a primeira santa de nosso tempo nascida no Brasil e sua canonização será a terceira mais rápida da história (27 anos após seu falecimento), atrás apenas do Papa João Paulo II (9 anos após sua morte) e de Madre Teresa de Calcutá (19 anos após seu falecimento).

O agraciado com o milagre é José Maurício Moreira, 50, natural de Salvador, que em virtude de um glaucoma muito sério, descoberto tardiamente e já em estado avançado, ficou totalmente cego de ambos os olhos por 14 anos. Em 2014, já morando em Recife, Maurício teve uma conjuntivite muito grave e, sofrendo com fortes dores, pegou a imagem de Irmã Dulce que pertencera a sua mãe, a colocou sobre os olhos e, com muita fé, fez uma oração pedindo a intercessão da religiosa para que aliviasse as dores. “Ao acordar, comecei a ver a minha mão. Entendi que Irmã Dulce tinha operado um milagre. Ela me deu muito mais do que eu pedi: eu voltei a enxergar”, relata Maurício.

CELEBRAÇÃO PELA CANONIZAÇÃO DE IRMÃ DULCE

Data: 20 de outubro de 2019

Local: Arena Fonte Nova (Salvador-Bahia)

Horário: 15h (com abertura dos portões ao meio dia)

Ingressos: serão gratuitos e distribuídos a partir do dia 1º de outubro, através das paróquias da Arquidiocese de Salvador. Observação: para o público de outras cidades e estados brasileiros, a distribuição será feita junto à Secretaria da Canonização das Obras Sociais Irmã Dulce, e os interessados deverão enviar suas solicitações para [email protected], sendo que a retirada será no Santuário de Irmã Dulce até o dia 19 de outubro e na Arena Fonte Nova no próprio dia 20 de outubro.


Homenagem à Cultura Popular no Pelô com J.Velloso e Luciano Salvador


J. Velloso e Luciano Salvador Bahia. Divulgação

Uma programação de shows de samba, axé, forró, rock, samba reggae no Pelourinho, neste final de semana e até a próxima, com homenagens à cultura popular, cujo dia foi comemorado em 22 de agosto. Com a maior parte das opções gratuitas, os eventos são apoiados pelo Centro de Culturas Populares e Identitárias (CCPI/SecultBA).

Na sexta-feira (23), em comemoração á semana da cultura popular, às 17h, o Foyer Lina Bon Bardi, na sede do CCPI (Casa 12, Largo do Pelourinho), abre a exposição ‘Afró Barroco’, do artista Jomar Lima. A entrada é gratuita. Indo para o Largo Pedro Archanjo, às 19h, a banda Samba Trator fica responsável pela animação da Sexta Avassaladora, com entrada a R$ 10. Já às 20h, o Grupo Oriundos do Brasil apresenta uma mistura de samba-rock e ijexá, que resgata toda origem da musicalidade brasileira e a mistura da bossa com o samba e ritmos afro. Ingressos de R$ 10 a R$ 20.

Sábado (24), todos os eventos são gratuitos. No Largo Quincas Berros D’ Água, a noite começa às 19h apresentação de cultura popular. Em seguida, às 21h, tem o show da banda Frutos Tropicais. No Largo Pedro Archanjo vai ter muito samba pra dançar, cantar e até pra acompanhar o ritmo na palma da mão. Em homenagem ao presidente e fundador do Bloco do Cajá, a 2º edição do evento Tributo a Cajá recebe, às 20h, Samba do Pretinho, Viola de Doze, participação de Tonho Materia, Ericsson Mello, Pagode do Vinny e outros, entrada franca. Caminhando para o Largo Tereza, também às 20h, ‘O Som da Guitarra Baiana’ será apresentado por Sávio e Bernardo, que trazem em seu repertorio os clássicos do axé.

Fechando a programação do final de semana, domingo (26), acontece mais uma oficina gratuita de Iniciação para Modelos no Largo Quincas Berros D’ Água, a partir de 8h30. Já às 13h, ainda do Largo Quincas Berros D’ Água, dando continuidade às homenagens à cultura popular, J. Velloso e Luciano Salvador Bahia comandam a festa Feita no Pelô.   O evento contará com um cortejo cultural pelas ruas do Pelourinho puxado pelo grupo Os Congos (Cairu – BA), manifestação cultural que representa o negro africano. A abertura do show será feita pelo cordelista Kitute Coelho (Irará – BA), e o show terá participação do cantor e compositor Raimundo Sodré (Ipirá – BA). A entrada será mediante a doação de uma lata de leite em pó para a Instituição Beneficente Conceição Macêdo, ONG que cuida de crianças portadoras de HIV.

Ainda no domingo, as batidas dos tambores do Bloco Olodum irão ecoar no Largo Tereza Batista, às 14h, homenageando a Revolta dos Búzios. Entrada R$ 50,00.

Iniciando a semana, segunda-feira (26) acontece mais uma edição da Oficina de Capoeira Angola com Mestre Noronha, dessa vez integrada à programação do Agosto da Cultura popular, no Largo Tereza Batista, das 16h às 17h30. Atividade gratuita.

Na terça-feira (27), todas as opções são gratuitas. A banda Tambores e Cores traz seu ritmo para o Largo Tereza Batista, às 20h, com o show Rumo a Argentina. No Largo Quincas Berro d’Água, o forró de Adson Ramos toca também às 20h. Nos dias 27 e 28, às 10h, será ministrada na sede do CCPI, em parceria com o Sesc, a Oficina de Cerâmica, nas modalidades Torno e Escultórica.

Quinta-feira (29), em homenagem a Raul Seixas, o cantor Rafa Luz promove o show “Toca Raul! 30 anos de saudade”, no Largo Pedro Archanjo, às 20h. Além disso, tem mais uma edição da Oficina de Capoeira Angola, às 16h, no Largo Tereza Batista.

SERVIÇO

Abertura da exposição ‘Afro Barroco’ – Jomar Lima

Foyer Lina Bon Bardi – Centro de Culturas Populares e Identitárias

Quando: 23 de agosto (Sexta- feira) 17h
Ingresso: gratuito

‘Sexta Avassaladora’ – Samba Trator

Largo Pedro Archanjo

Quando: 23 de agosto (Sexta- feira) 19h
Ingresso: R$ 10

Oriundos do Brasil  

Largo Tereza Batista

Quando: 23 de agosto (Sexta- feira) 20h
Ingresso: R$10,00 / 20,00

Tributo a Cajá – 2ª Edição  

Largo Pedro Archanjo

Quando: 24 de agosto (Sábado) 20h
Ingresso: gratuito

‘O Som da Guitarra Baiana´  

Largo Tereza Batista

Quando: 24 de agosto (Sábado) 20h
Ingresso: gratuito

Show – Culturas populares

Largo Quincas Berro D’Água

Quando: 24 de agosto (Sábado) 19h
Ingresso: gratuito

Banda Frutos Tropicais 

Largo Quincas Berro D’Água

Quando:  24 de agosto (Sábado) 21h
Ingresso: gratuito

Curso  De Iniciação Para Modelos

Largo Quincas Berro D’Água

Quando: 25 de agosto (Domingo) 08h30
Ingresso: gratuito

Ensaio do Bloco Olodum 

Largo Tereza Batista

Quando:  25 de agosto (Domingo) 14h
Ingresso: R$ 50,00

Feita no Pelô – Luciano Salvador Bahia e Jota Velloso + manifestações culturais

Largo Quincas Berro D’Água

Quando: 25 de agosto (Domingo) 13h
Ingresso: 01 lata de leite em pó

Oficina de Capoeira Angola 

Largo Tereza Batista

Quando: 26 de agosto (Segunda-feira) 16h
Ingresso: gratuito

Adson Ramos  

Largo Quincas Berro d’Água (Coreto)

Quando:  27 de agosto (Terça-feira) 20h
Ingresso: gratuito

Tambores e Cores

Largo Pedro Archanjo

Quando:  27 de agosto (Terça-feira) 20h
Ingresso: gratuito

Oficina de Capoeira Angola 

Largo Tereza Batista

Quando: 29 de agosto (quinta-feira) 16h
Ingresso: gratuito

Rafa Luz – Toca Raul! 30 anos de saudade

Largo Pedro Archanjo

Quando: 29 de agosto (quinta-feira) 20h
Ingresso: gratuito


Festival Gastronômico em Canavieiras


Pelo terceiro ano consecutivo a Prefeitura Municipal de Canavieiras promove um festival gastronômico para fomentar o potencial da produção local, por isso essa edição tem novidades. Além do tradicional caranguejo, serão promovidos pratos também de camarão já que a cidade hoje é o maior polo produtor da Bahia em carcinicultura.

O Festival Gastronômico do Caranguejo e do Camarão já tem data marcada, acontecerá nos dias 15, 16 e 17 de novembro e dará foco total a culinária. Assim como nos anos anteriores, a Casa do Chef, mesclando aulas com chefs locais e de renome, promete ser a atração da festa.

Festival 2018. Foto divulgação

Em 2018 foram servidas cerca de 1.200 degustações com caranguejo e para essa edição a promessa é aumentar ainda mais o potencial do espaço gourmet com os menus voltados também para o camarão. O mesmo acontecerá com os restaurantes que terão pratos com ambas iguarias.

O festival ainda contará com stands apresentando a cultura do camarão, sua cadeia produtiva, o polo tecnológico que existe hoje em Canavieiras (um dos mais modernos do Brasil) e as diversas ações voltadas para o meio ambiente promovidas pelos criadores.

A cultura local também estará presente no evento com feira de artesanato, apresentações culturais, show de artistas da terra e show de Capoeira. O Festival Gastronômico do Caranguejo e do Camarão se consolida como um dos principais produto turístico de Canavieiras e promete atrair milhares de visitantes com o novo formato.