Jazz no MAM com vista maravilhosa para a Baía de Todos-os-Santos


Foto divulgação de Ligia Rizério

As  sessões musicais em Salvador do projeto JAM no MAM são uma grande opção para os sábados ao entardecer, inclusive em um local dos mais aprazíveis com vista para a Baía de Todos-os-Santos.  O evento reúne enorme grupo que frequenta a área externa do Museu de Arte Moderna da Bahia (MAM) para ouvir jazz com “sotaque baiano”, criado a partir de improvisações abertas a músicos de todos os lugares, profissionais ou em formação.

Este projeto entrou na “Toplist” do portal TripAdvisor, avaliado pelo público como um dos melhores programas para se fazer em Salvador. O termo jam, que em inglês também significa “geleia”, vem das iniciais Jazz After Midinight. Nos anos 1950, nos EUA, depois da meia noite, ao saírem dos seus concertos nas Big Bands, os músicos se reuniam para fazer o que eles mais gostavam: improvisar!

No repertório, uma trilha sonora que mescla o melhor do jazz com ritmos bem brasileiros, numa sonoridade com identidade baiana inconfundível, produzida a partir das provocações musicais propostas pela banda Geleia Solar. Está sempre a postos para potencializar convergências musicais, desenvolvendo uma linguagem própria dentro deste estilo universal, o jazz. A jam session mais concorrida da cidade acontece aos sábados, a partir das 18h, com ingressos a R$8,00 (inteira) e R$ 4,00 (meia). Apresentadas pelo Ministério da Cultura e Instituto CCR, as jam sessions da JAM no MAM em 2017 têm o patrocínio da CCR Metrô Bahia.
JAM NO MAM

Aos sábados. Programação de Junho

Dia 03 /06

Dia 10/06

Dia  17/06

Local: Museu de Arte Moderna da Bahia (Av. Contorno, s/n, Solar do Unhão).

Horário: Das 18h às 21h.
Ingresso: R$ 8,00 (inteira) e R$ 4,00 (meia). Vendas na bilheteria do local, a partir das 17h dos sábados.
Informações e produção: Huol Criações – Tel.: 71. 3241-2983.

 


Visita à casa de Zélia e Jorge Amado


Uma dica excelente é conhecer a Casa do Rio Vermelho, onde viveram os escritores Jorge Amado e Zélia Gattai, que funciona de terça a domingo, das 10h às 17h, incluindo feriados. A taxa de visitação custa R$20 (inteira).Já às quartas-feiras, a visitação ao memorial é gratuita para todos os públicos.Grupos de estudantes de escolas públicas municipais e estaduais que visitem o espaço com agendamento prévio possuem gratuidade. .

Inaugurada em novembro de 2014, a casa onde viveu os escritores Jorge Amado e Zélia Gattai, na Rua Alagoinhas, 33, no bairro do Rio Vermelho, já recebeu a visita de aproximadamente 53 mil visitantes até o momento. Em 2016, o museu ocupou o 1º lugar no ranking do site de viagens Trip Advisor na categoria “Museu”, e o 3º lugar na lista de atrações turísticas de Salvador. Vídeos, objetos pessoais e até mesmo apresentações artísticas levam um pouco do clima da vida dos autores para o público.

 


Projeto Pôr do Sol


Este projeto acontece no Café Terrasse Aliança Francesa de Salvador, na Ladeira da Barra, onde se pode curtir o pôr do sol da Baía de Todos-os-Santos com o melhor da música instrumental de Salvador! Sempre a partir das 17h30, com jazz e chorinho.

Jazz – sextas
Mou Brasi
Victor Brasil
Ladson Galter
Chorinho – sábados
Elisa Goritzy
Victor Sales
& Convidados
Couvert R$10,00
Café Terrasse Aliança Francesa de Salvador
Ladeira da Barra
Tel. 71-3012.1584


Tango no Pelô


 

 

Como nasceu o tango argentino? Como se dança e quais suas bases? Questões teóricas e práticas sobre a dança portenha (de Buenos Aires, Argentina) são respondidas e praticadas às quintas-feiras, das 18:30h às 20h, na Casa XIV, anexo do Teatro XVIII, na rua Frei Vicente, nº 14, no Pelourinho, Centro Histórico de Salvador (CHS). O curso é destinado a jovens, adultos e idosos com pouca ou nenhuma experiência.

O imóvel é do Estado da Bahia, administrado pelo Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (Ipac), e cedido contratualmente para a ONG Res Inexplicata, com eventos realizados pela Sole Produções. A iniciativa integra o projeto ‘Dei Valor!’ do IPAC que dissemina boas ideias de ocupação de imóveis no Pelourinho.

PATRIMÔNIO DA HUMANIDADE – O tango é uma linguagem surgida a partir de povos imigrantes e dos arredores portenhos (subúrbios de Buenos Aires), marca registrada da região do estuário do Rio da Prata e foi declarado Patrimônio da Humanidade pela Unesco em 2009. Os professores do curso são os dançarinos Alisson George e Jocélia Freire, que orientam na condução do par, privilegiando a dança a dois, sem diferenciação de gênero.

“Um dos intuitos é que a condução independa do gênero. O tango é uma conversa. E, como um bom papo, precisa de duas pessoas em prontidão de fala”, explica Alisson. No curso, são repassados fundamentos, história e a situação do tango hoje. “As aulas acontecem no palco, preparando todos para o salão, estimulando as coreografias”, aponta Alisson. O limite do curso é de 20 vagas. A aula avulsa custa R$ 25, o plano mensal está a R$ 80 e para integrantes da Associação Baiana dos Amantes de Tango (Abatango) o valor é de R$ 70.

ESPAÇO ABERTO – “A Casa XIV é um espaço aberto à experimentação, aperfeiçoamento e qualificação, seja nas artes plásticas, música, teatro ou dança. Recebemos o ano todo grupos de diversas linguagens que nos procuram para ensaios, oficinas e espetáculos recém montados”, completa Simone Carrera, diretora da Sole Produções e coordenadora do espaço.

Aulas de tango
Dias: Sempre às quintas-feiras
Horário: Das 18:30h às 20h
Professores: Alisson George e Jocélia Freire
Inscrições e informações: [email protected] ou (71) 3322-0018


Diversidade musical marca shows no Pelourinho


Scambo em foto divulgação de Marcelo Santana

A diversidade musical toma conta dos Largos do Pelourinho. Turistas e baianos podem conferir os ritmos que agitam o público no Centro Histórico nesse fim de semana: rock, samba, axé, forró, samba reggae.

(mais…)