TCA suspende atividades culturais

O Complexo do Teatro Castro Alves comunica a suspensão da programação de eventos na sua Sala Principal, Concha Acústica, Sala do Coro e demais espaços, …



Espetáculo “Me Brega Baile”

“Me Brega Baile” é um mergulho no universo dos bailes de dança de salão. Devaneios e ambições de cinco bailarinos viados instauram a construção de …


16º Festival Internacional de Artistas de Rua abre inscrições


Bernard M. Snyder/Divulgação

O 16º Festival Internacional de Artistas de Rua da Bahia acontece de 12 a 21 de março em Salvador, Senhor do Bonfim e Morro do Chapéu. Artistas e grupos nacionais e internacionais farão shows gratuitos, em praça pública, com os artistas atuando e tocando muito perto ao público, sem palco, no mesmo chão, na mesma luz, cara a cara com os espectadores.As apresentações serão nas áreas de música, teatro, poesia, dança, acrobacia, palhaços e vários tipos de performances. O clima é de “cultura na praça e tudo de graça”, ou quase, já que os artistas aceitarão o agradecimento do público no “chapéu”.

O Festival Internacional de Artistas de Rua da Bahia começou em fevereiro de 2002 e tem apoio financeiro do Governo do Estado, através do Fundo de Cultura, Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura da Bahia.

Inscrições abertas – O 16º Festival Internacional de Artistas de Rua da Bahia está com suas inscrições abertas até o dia 16 de fevereiro. Podem participar espetáculos e artistas que atuem nas áreas de música, mímica, acrobacia, ilusionismo, comicidade, dança, teatro, poesia e artes plásticas. A inscrição é realizada da seguinte forma :

1 – O artista baixa e preenche o formulário disponível no site www.festivalderua.com.

2 – Envia para o e-mail [email protected]

Artistas do mundo todo podem se inscrever, mas é preciso que as performances tenham alta qualidade e profissionalismo e caráter de show de rua, além de contar com o elemento de “chapéu”, ou seja, receber a aprovação do público em forma de moedas e cédulas jogadas dentro do chapéu do artista.

www.festivalderua.com

Direção Artística: Bernard M. Snyder

Uma Produção: Selma Santos Produções e Eventos

Fone: 55 (71) 3261.2179

End: Av. Vasco da Gama,

2.931 – sl 126 – Edf. Gold Center

CEP: 40.230-731,

Vasco da Gama,

Salvador-Bahia-Brasil

www.selmasantos.com.br

 


Projeto Domingo no TCA tem “Baile Concerto” da OSBA em clima carnavalesco


Foto Gabriel Camões/ Divulgação

Em clima carnavalesco, o Domingo no TCA de fevereiro apresenta o já tradicional “Baile Concerto” da Orquestra Sinfônica da Bahia. Neste ano, o terceiro deste espetáculo especial que une música de orquestra ao repertório popular das festas de Momo, a homenagem é para os 35 anos da axé music. A apresentação será no dia 16, às 11h, na Sala Principal do Teatro Castro Alves (TCA). Os ingressos custam R$ 1,00 (inteira) e R$ 0,50 (meia), vendidos apenas no dia do evento, no local, a partir das 9h, com acesso imediato à plateia do teatro.

Com regência do maestro Carlos Prazeres e direção cênica de Gil Vicente Tavares, o programa do “Baile Concerto – #AXÉ35” vai contemplar grandes sucessos da axé music que marcam o carnaval da Bahia. O repertório será construído com ajuda do público da OSBA, através de pesquisa pela internet: uma campanha foi lançada nas mídias sociais da orquestra com o pedido de sugestão de canções e hits do axé. Como de costume, o “Baile Concerto” contará com participações especiais que serão divulgadas em breve.

Domingo no TCA – É uma iniciativa do Teatro Castro Alves, Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb) e Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA), que se compromete em ampliar e diversificar o seu público frequentador, oferecendo-lhe acesso a espetáculos qualificados, das mais diversas linguagens artísticas. Desde 2007, com mais de 150 edições e cerca de 200 mil espectadores, o projeto engloba apresentações de música, teatro, dança, circo, cinema, de variados estilos e proposições estéticas, da Bahia, do Brasil e do mundo.

OSBA – A Orquestra Sinfônica da Bahia (OSBA), criada em 30 de setembro de 1982, é um corpo artístico do Teatro Castro Alves e que teve seu processo de publicização consolidado em abril de 2017. Desde então, a Associação Amigos do Teatro Castro Alves (ATCA) – entidade sem fins lucrativos, qualificada como Organização Social (OS) – assumiu a gestão da OSBA, que permanece como corpo artístico público, sendo mantida com recursos diretos do Governo do Estado da Bahia, através da sua Secretaria de Cultura (SecultBA).

Domingo no TCA

Orquestra Sinfônica da Bahia – “Baile Concerto – #AXÉ35”

Onde: Sala Principal do Teatro Castro Alves

Quando: 16 de fevereiro de 2020 (domingo), 11h

Quanto*: R$ 1,00 (inteira) e R$ 0,50 (meia)

* Vendas somente no dia, a partir de 9h, com acesso imediato do público.

Classificação indicativa: Livre


Mostra Cinema e Direitos Humanos em vários espaços culturais


Filme A câmera de João”. Foto divulgação

Quatorze espaços culturais da Secretaria de Cultura da Bahia (SecultBA), na capital e interior do estado, exibirão gratuitamente vídeos da Mostra Cinema e Direitos Humanos, de 21 de janeiro a 14 de fevereiro. Em sua 12ª edição, a mostra tem como objetivo consolidar a cultura e a educação em Direitos Humanos, ampliando espaços de debate e discussão por meio da linguagem cinematográfica e contribuindo para a formação de uma nova mentalidade coletiva para o exercício da solidariedade, do respeito às diversidades e da tolerância. As exibições acontecerão .

Entre os vídeos que fazem parte da mostra estão seis produções brasileiras e uma moçambicana: os dois curtas “Nós” e “A Rua é NÓIZ”, e os cinco médias-metragens “À Espera” (Moçambique), “Era um garoto que como eu amava os Beatles e os Rolling Stones”, “A Bicicleta do Vovô”, “A Câmera de João” e “Heróis”. Os filmes abordam temas que vão desde imigração e direitos dos refugiados, até direitos das pessoas com deficiência, direito à educação e cultura, inclusão social, direito das crianças e das mulheres, dentre outras questões.

Todas as sessões são gratuitas, com obras cinematográficas que abordam temáticas relacionadas aos Direitos Humanos, além de acessibilidade nos filmes – closed caption em todas as sessões e áudio descrição, e Libras em sessões selecionadas – com o intuito de democratizar o acesso à cultura e alcançar espectadores com perfil diversificado.
Os espaços culturais que receberão a mostra são Casa da Música, Cine Teatro Solar Boa Vista, Espaço Xisto Bahia, Centro Cultural Plataforma e Espaço Cultural Alagados em Salvador; e, nos demais municípios e territórios, Teatro Dona Canô (Santo Amaro), Centro de Cultura Olívia Barradas (Valença), Casa de Cultura de Mutuípe, Centro de Cultura ACM (Jequié), Centro de Cultura Amélio Amorim (Feira de Santana), Centro de Cultura Camillo de Jesus Lima (Vitória da Conquista), Centro de Cultura de Porto Seguro, Cine Teatro de Lauro de Freitas e Centro de Cultura de Alagoinhas. O Centro de Cultura Amélio Amorim conta com o apoio da Cia Cuca de Teatro, e o Centro de Cultura Olívia Barradas tem a parceria do Núcleo Territorial de Educação 06 – NTE e do Conselho Municipal de Direitos Humanos.
A 12ª Mostra Cinema e Direitos Humanos no Mundo é realizada pelo Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos em parceria com o Instituto Cultura em Movimento – ICEM. A mostra foi criada em 2006 para celebrar o aniversário da Declaração Universal de Direitos Humanos, proclamada pela Assembleia Geral das Nações Unidas em 10 de dezembro de 1948.
Espaços Culturais da SecultBA – A Secretaria de Cultura do Estado da Bahia mantém 17 espaços culturais geridos pela Diretoria de Espaços Culturais (DEC), e localizados em diversos Territórios de Identidade. Destes, cinco encontram-se em Salvador – Cine Teatro Solar Boa Vista, Espaço Xisto Bahia, Casa da Música de Itapuã, Centro de Cultura de Plataforma e Espaço Cultural Alagados – e 12 nos municípios de Alagoinhas, Feira de Santana, Guanambi, Itabuna, Jequié, Juazeiro, Lauro de Freitas, Mutuípe, Porto Seguro, Santo Amaro, Valença e Vitória da Conquista.

12ª Mostra de Direitos Humanos 2020

Teatro Dona Canô 07/02 – 10h e 15h

Casa da Música 03/02 – 18h

Cine Teatro Solar Boa Vista 06 e 07/02 – 10h e 15h

Centro de Cultura Olívia Barradas 04/02 – 19h

Espaço Xisto Bahia 21 e 23/01 – 16h

Casa de Cultura de Mutuípe 11 a 14/02 – 10h e 14h

Centro Cultural Plataforma 05/02 – 15h

Centro de Cultura ACM 06/02 – 19h

Centro de Cultura Amélio Amorim 05/02 – 10h; 06/02 – 15h; e 07/02 – 19h

Centro de Cultura Camillo de Jesus Lima 06/02 – 9h e 19h

Espaço Cultural Alagados 21/01 – 19h; 22/01 – 15h; e 26 /01 – 17h

Centro de Cultura de Porto Seguro 24 a 29/01 – 17h

Cine Teatro de Lauro de Freitas 11 a 14/02 – 9h e 14h

Centro de Cultura de Alagoinhas 04 a 08/02 – 14h e 19h

20/01/2019


Reestreia de ‘Rebola!’ no Gregório de Mattos


Foto Adeloyá Magnoni/ Divulgação

O espetáculo Rebola!, vencedor do Prêmio Braskem de Melhor Espetáculo Adulto (2017), volta para uma curta temporada no Teatro Gregório de Mattos em janeiro e fevereiro. Realizado pelo Teatro da Queda, com direção de Thiago Romero e texto de Daniel Arcades, Rebola! é uma homenagem à criação e resistência de espaços de articulação para a comunidade LGBTQI. As apresentações acontecem nos dias 24 e 31 de janeiro e 7 e 14 de fevereiro, sempre às sextas-feiras, às 19h. As apresentações integram as ações de lançamento de outro espetáculo do mesmo grupo, o musical NAU, que está em fase de seleção de elenco. Os ingressos estão à venda na bilheteria do teatro e custam R$ 15 (meia-entrada) e R$ 30 (inteira).

Inspirado em um dos grupos de teatro mais importantes do Brasil na década de 70, os Dzi Croquettes, Rebola! transforma o palco do teatro no bar Xampoo e conta a história do fechamento do estabelecimento gay e de seu proprietário, Lobo. Inconformados, jovens atores transformistas bolam uma noite dançante e cheia de números cômicos, com muito rebolado, para convencer a Lobo de não fechar o bar.

“O espetáculo alerta para a necessidade de espaços de resistência, em que o público LGBTQI se sinta à vontade para se articular. Rebola foi resultado de um processo vivido no Beco dos Artistas e nasce como um ato político a favor do amor, do respeito e da cidade”, resume Thiago Romero, diretor do espetáculo. No elenco, o veterano Hamilton Lima é o convidado especial para o papel de Lobo, com ele estão os atores Gustavo Nery, Fernando Ishiruji, Victor Corujeira, Genário Neto, Thiago Almasy, Rodrigo Villa, Diogo Teixeira, Caíque Copque e Sulivã Bispo.

Resultado da ocupação artística realizada no Beco dos Artistas, Rebola! estreou em junho de 2016 sendo assistido por mais de três mil pessoas. Em julho do mesmo ano, realizou temporada no Teatro Gregório de Mattos, e, no mesmo espaço, em setembro, foi apresentado durante o FILTE Bahia – Festival Latino Americano de Teatro da Bahia. Indicado ao Prêmio Braskem de Teatro em quatro categorias – Melhor Direção, Melhor Ator, Melhor Texto e Melhor Espetáculo Adulto, foi vencedor nessas duas últimas.

NAU – A temporada especial em cartaz de Rebola! integra o lançamento do espetáculo musical NAU, comédia que tem realização da Via Press Comunicação e do Teatro da Queda, com financiamento via edital Fábrica de Musicais – Ano II, da Fundação Gregório de Mattos, Prefeitura de Salvador. Em fase de seleção de elenco, NAU tem inscrições abertas para a sua oficina de imersão que, além de promover formação voltada para teatro, irá preencher as vagas disponíveis para o espetáculo. As vagas são limitadas e estão abertas até o dia 31 de janeiro. Podem se inscrever atores, bailarinos e cantores. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas através do site bit.ly/37Mw6Xv e a seleção para participação envolve análise do formulário preenchido e vídeo teste.

Espetáculo Rebola!
Local: Teatro Gregório de Mattos (Praça Castro Alves, s/n – Centro)
Datas: 24 e 31 de janeiro; 7 e 14 de fevereiro, sempre às sextas-feiras
Horário: 19h
Ingressos: R$ 15 (meia-entrada) e R$ 30 (inteira)
Vendas: pela internet, no link sympla.com.br/rebola__758092
Informações: (71) 3202-7888


Espetáculo Os pássaros de Copacabana volta a cartaz no TCA


Os Pássaros de Copacabana. Foto Fabio Abu/Divulgação

A partir das canções de Ary Barroso, a peça – escrita e dirigida por Gil Vicente Tavares – conta a história de uma travesti, às vésperas do Golpe de 1964, tentando fazer um espetáculo em homenagem ao compositor, por encomenda de seu amante militar. Em cena, Marcelo Praddo interpreta clássicos de Ary e canções menos conhecidas, intercalando com depoimentos e lembranças da vida da personagem.

A partir dos seus relatos, a peça vai revelando sentimentos e segredos dessa travesti em meio ao período conturbado do Brasil e a sua luta diária contra o preconceito e a marginalização de sua condição na sociedade brasileira daquela época. As canções são executadas ao vivo, com o acompanhamento do multi-instrumentista Elinaldo Nascimento, materializando os belos arranjos do diretor musical Jarbas Bitencourt.

Tocando piano, acordeom ou guitarra, o músico dialoga com o personagem através das canções de Ary Barroso. Com iluminação de Eduardo Tudella, cenário e figurinos de Euro Pires, a equipe conta ainda com a direção de movimento de Bárbara Barbará e a maquiagem de Anna Oliveira. O espetáculo é parte do repertório do Grupo Teatro NU e venceu o Prêmio Braskem de Teatro 2017 nas categorias melhor ator (Marcelo Praddo) e melhor diretor (Gil Vicente Tavares).

Espetáculo Os Pássaros de Copacabana
Data: dias 15, 22 e 29 de janeiro, às 20h. Dia 5 de fevereiro, às 20h
Onde: Sala do Coro do TCA
Quanto: R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia)
Classificação indicativa: Livre