Regata francesa chega pela 6ª vez à Bahia


Salvador voltará a ser ponto de chegada da regata Transat Jacques Vabre, cuja largada está prevista para 27 de outubro, em Le Havre, na França. Esta é a sexta vez que a capital baiana recebe a competição, dando projeção ao potencial da Baía de Todos-os-Santos para os esportes náuticos.

Para o trajeto entre França e Bahia já estão inscritas 46 embarcações e a expectativa é de que o número suba para até 55. Em 2017 foram 37 barcos/duplas. Os números mostram o sucesso da rota Le Havre/Salvador entre velejadores e o reconhecimento da vocação da Baía de Todos-os-Santos para a náutica.

Outra novidade é a realização de uma minirregata na Baía de Todos-os-Santos após a prova principal, dando oportunidade aos velejadores de conhecer roteiros da região beneficiada por investimentos para fomentar o turismo náutico e cultural, por meio do Programa Nacional de Desenvolvimento do Turismo (Prodetur), em curso na Setur.

Apoiador da competição, o governo estadual já atua nos preparativos. A Setur será responsável, dentre outras ações, pelas estruturas de atracação das embarcações e de apoio aos organizadores, na vila da regata, na área do Terminal Náutico, no Comércio.

Um receptivo especial também será montado para receber os velejadores e familiares, que devem passar cerca de 10 dias em Salvador, além de divulgar os atrativos da capital e de áreas próximas. A Bahia também será promovida na vila da regata de Le Havre.

Jacques Vabre – Depois de 10 anos, em 2017, a Transat Jacques Vabre voltou a ter Salvador como destino final e consequente divulgação da capital baiana junto aos franceses. A última edição do evento esportivo rendeu a publicação, na França, de 7.709 matérias, 33 horas de transmissão em emissoras de TV e 23 horas em rádio.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não reflete a opinião deste site. Todos os comentários são moderados e nos reservamos o direito de excluir mensagens consideradas inadequadas com conteúdo ofensivo como palavrões ou ofensa direcionadas a pessoas ou instituições. Além disso, não serão permitidos comentários com propaganda (spam) e links que não correspondam ao post.