Exposição inédita de Bel Borba e a da portuguesa Helena Cardoso


Escultura de madeira com fragmentos de embarcações. Foto Bel Borba.

Os amantes das artes plásticas terão a oportunidade de visitar, até 9 de julho, uma exposição conjunta com obras inéditas de dois grandes representantes da arte contemporânea: o baiano Bel Borba e a portuguesa Helena Cardoso. A exposição acontecerá no foyer do Teatro Castro Alves e integra a programação do projeto “Bahia-Portugal: Pontos que nos unem”, promovido pelo Consulado Português na Bahia e a Cátedra Fidelino Figueiredo (UNEB/Instituto Camões).

Bel Borba se sentiu honrado pelo convite para preparar um trabalho especial em homenagem à relação da Bahia com a pátria portuguesa: “A primeira coisa que me ocorreu, quando fui convidado pela cônsul Nathalie Viegas, foi fazer um trabalho onde eu ilustrasse em cada obra laços comuns entre essas duas culturas. Decidi que a coleção apresentada seria uma abordagem visual sobre um avanço na direção do futuro”, explica o artista.

Foto de Teresa Teixeira

Sobre os artistas Helena Cardoso é uma artista plástica e designer radicada no Porto, mas a sua obra tem uma escala muito maior. Através do seu trabalho, procura libertar outras mulheres com o uso da arte. Com essa iniciativa, a artista reabilitou os antigos teares e alavancou a mão de obra feminina no norte de Portugal. A sua criação artística fugiu das fronteiras dos vestuários e as peças transformaram-se em aquarela, escultura, molduras e paredes.

 

Foto reprodução (belborbaqui.wordpress.com)

 

Bel Borba nasceu em Salvador e é pintor, desenhista, gravador, escultor, muralista de “cerâmica e mosaicos”, performista e intervencionista urbano. Com exposições na Bahia, São Paulo, Rio de Janeiro, Nova Iorque, Alemanha, Suíça e Espanha, Bel é um dos principais expoentes da arte contemporânea baiana. Seu trabalho, fortemente urbano, dialoga com a tradição e a cultura de Salvador, mas com mensagens globais.

Sobre o projeto “Bahia-Portugal: Pontos que nos unem”

A exposição faz parte da programação do projeto multicultural “Bahia-Portugal: Pontos que nos unem”, que é uma realização do Consulado Português na Bahia, em parceria com a Cátedra Fidelino de Figueiredo – Instituto Camões/UNEB.

O projeto terá a função de catalisador de ações que acontecerão entre os meses de maio e junho, anualmente, para celebrar datas importantes como o dia 5 de maio (Dia da Língua Portuguesa e da Cultura Lusófona) e o dia 10 de junho (Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas).

Exposição Helena Cardoso e Bel Borba

Horário: 9h às 18h
Quanto: Gratuito

Onde: Foyer Teatro Castro Alves

Aviso: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não reflete a opinião deste site. Todos os comentários são moderados e nos reservamos o direito de excluir mensagens consideradas inadequadas com conteúdo ofensivo como palavrões ou ofensa direcionadas a pessoas ou instituições. Além disso, não serão permitidos comentários com propaganda (spam) e links que não correspondam ao post.