5 pontos turísticos para se aproveitar em um dia em Salvador


Chegou em Salvador para uma visita rápida na cidade? Pensa em tantos lugares para ir, mas por conta de compromisso com o congresso, seminário, negócios ou resoluções de pendências particulares que devem ser cumpridas talvez não dê tempo suficiente para curtir muita coisa boa desta cidade abençoada por todos os santos e orixás! Mas tire um dia, apenas um dia e sinta a energia desta cidade! (Noemi Flores)

Neste dia escolhido, é possível se fazer um pouquinho de tudo que se tem direito, ao visitar uma cidade, em apenas cinco lugares que podem ser fundamentais para viver momentos inesquecíveis nesta terra tropical e acolhedora. Basta  seguir um roteiro especial preparado pelo OqueFazernaBahia e se sentir à vontade na sua estada.

1- Em primeiro lugar vá a praia logo cedinho, para o dia render mais. O Porto da Barra é o lugar ideal por ser uma praia mais central que auxiliará no roteiro traçado a ser seguido. Lá o mar é quase uma piscina, não tem ondas muito altas e dá para começar o dia com um banho de sol e mar regados a um coco bem gelado. De lanche pode ser um acarajé, abará ou peixe frito; queijo assado na brasa e há sempre alguém vendendo sanduiche natural!

Mercado Modelo e Elevador Lacerda em foto de Jota Freitas Bahiatursa

2- A manhã já avançou, então chegou o momento de pensar em onde almoçar. O segundo lugar será o Mercado Modelo que fica localizado no bairro do Comércio, Cidade Baixa, a 5,2 km de distância, desta praia. Aí se dirija até um ponto de ônibus, onde passam os executivos (frescão) e pegue um que vai para Comércio, ou se preferir um táxi ou uber. Lá vai encontrar restaurantes típicos com bela vista para a Baía de Todos-os-Santos, além de várias lojas com souvenires para levar de lembrança.

3- Saindo do mercado, a sua locomoção vai mudar radicalmente: atravesse a rua e em terceiro lugar se dirija a um dos cartões postais mais importantes da cidade, o primeiro elevador urbano do mundo, fundado em 8 de dezembro de 1873, o Elevador Lacerda, e em 30 segundos estará na parte alta da cidade!

4- Agora chegou no Centro Histórico de Salvador, onde poderá fazer um passeio agradável no Pelourinho ou Pelô (como os baianos carinhosamente chamam), sempre há grupos de capoeira na Praça do Terreiro e alguns restaurante e barzinhos com música ao vivo, além de lojas de souvenires espalhadas no local.

No Pelô, ainda dá tempo de passar no Restaurante e Espaço Cultural Cantina da Lua, contando com a simpatia do dono Clarindo Silva e música ao vivo; se  tiver sorte pode ouvir o som do batuque de blocos que ensaiam lá como o Olodum e a Banda Didá (só de mulheres). E visitar o Museu da Cidade, ao lado a Fundação Casa de Jorge Amado e tomar um cafezinho no Café Zélia Gattai, todos localizados no Largo do Pelourinho.

 

5- Mais tarde, no quinto lugar a ser explorado pode ser um bairro localizado na orla de Salvador, o Rio Vermelho, a uma distância de 6,7 do Pelourinho. Para esta locomoção também a opção pode ser um ônibus frescão, na Praça da Sé, ponto próximo do Elevador Lacerda. Quando chegar neste bairro, considerado o mais boêmio da cidade, há ótimos restaurantes para jantar e baianas tradicionais vendendo acarajés e abarás em todos os largos do bairro também com vista para o mar. Se quiser espichar a noite tem um leque de estabelecimentos com músicas ao vivo para todos os gostos!

 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não reflete a opinião deste site. Todos os comentários são moderados e nos reservamos o direito de excluir mensagens consideradas inadequadas com conteúdo ofensivo como palavrões ou ofensa direcionadas a pessoas ou instituições. Além disso, não serão permitidos comentários com propaganda (spam) e links que não correspondam ao post.